NOSSAS REDES

ACRE

Vereadores de Rio Branco aprovam crédito no valor de R$ 32 milhões para custeio de despesas do Saerb

PUBLICADO

em

Os vereadores de Rio Branco aprovaram, nessa terça-feira (28), um crédito no valor de R$ 32,5 milhões que deve ser destinado ao Serviço de água e Esgoto de Rio Branco (Saerb) para o custeamento de despesas e resolver os problemas de abastecimentos da capital.

A abertura do crédito ocorre por meio de um Projeto de Lei Complementar (PLC), enviado pelo prefeito Tião Bocalom, pedindo a abertura de crédito suplementar, que deve ser incluído no orçamento vigente.

De acordo com o documento, a abertura de crédito adicional tem como objetivo custear as despesas com aquisição de produtos químicos, hidrômetros, combustível, locação de veículos e equipamentos de informática, como também, rebobina mento de motores.

A reversão do sistema de abastecimento de água e esgoto em Rio Branco foi assumido definitivamente pelo município em janeiro deste ano. Um dos problemas enfrentados foi registrado neste mês de junho, quando o sistema de abastecimento foi prejudicado e chegou a atingir 65 bairros ficaram sem abastecimento.

De acordo com o presidente do Saerb, Enoque Pereira o aporte financeiro também deve ser utilizado para aquisição de novas bombas.

“Com esse aporte, a gente vai conseguir comprar motores e bombas novas para a Estação de Tratamento II (ETAII) onde estava esse gargalo que enfrentamos nos últimos dias, devido a turbidez e também ao maquinário que tem cerca de 25 anos. Essas bombas já foram refeitas várias vezes, então vai ser para isso para a gente adquirir novos equipamentos e custear o que ainda não conseguimos nos manter e está dentro do que estava pactuado lá atrás”, disse.

Além disso, ele explica que o pedido do crédito foi feito porque a estimativa de arrecadação do município está bem abaixo do esperado. E que havia um pacto da prefeitura para este custeio, porém sem conseguir a arrecadação necessária, foi preciso pedir a autorização do crédito.

“Quando teve a reversão, tinha um orçamento baseado para a reversão de R$ 60 milhões, mas foi colocada uma estimativa de arrecadação que de longe está sendo cumprida porque caiu a arrecadação de Rio Branco”, explicou.

Com informações de G1Acre

Junte-se a 42.973 outros assinantes

MAIS LIDAS