NOSSAS REDES

CURIOSIDADES

7 crenças refutadas sobre seguradoras

PUBLICADO

em

Desde estacionar o veículo em uma garagem até dirigir outros carros, descubra a realidade de alguns dos equívocos mais comuns sobre as seguradoras.

Muitos ideais bem aceitos sobre as seguradoras agora podem ser observados. No entanto, eles podem dificultar a encontrar as melhores ofertas, e até mesmo tornar sua apólice inútil. É por isso que, a seguir, você pode aprender a separar fatos da ficção.

1- Quilometragem baixa significa uma apólice mais barata?

Acredita-se principalmente que dirigir menos significa taxas mais baixas, no entanto, nem sempre é assim. Em alguns casos, os motoristas com baixa quilometragem tendem a pagar mais. Isso ocorre devido ao fato de algumas empresas considerarem que conduzindo menos, se sentem mais inseguros ao volante, podendo assim sofrer mais acidentes.

2- As apólices de terceiros são mais baratas?

Embora possa ser racional acreditar que o nível básico de proteção é mais barato, nem sempre é o caso. Desde que as estatísticas revelaram que as pessoas que optam por essa cobertura tendem a fazer mais reclamações.

Em várias ocasiões, a cobertura abrangente passa a valer a mesma coisa e ainda menos que a de terceiros, com o benefício extra que seu veículo também será coberto. Se você está procurando a oferta mais competitiva, a plataforma de cotação seguro auto ComparaEnCasa, permite comparar entre as melhores seguradoras do mercado e obter cotações para todos os níveis de cobertura onde você pode economizar até 40%.

3- Estacionar o veículo em uma garagem é mais econômico?

É um erro coletivo e mais comum do que se pensa, acreditar que estacionar o carro em um estacionamento resultará em um prêmio menor. Certamente, a diferença pode ser insignificante. Na verdade, poderia até ser mais caro, isso porque, de acordo com as estatísticas, é mais viável danificar o veículo ao entrar ou sair do estacionamento do que estacionar em uma entrada.

4-A cobertura completa permite que você dirija qualquer veículo?

Embora algumas políticas abrangentes ainda incorporem isso, muitas outras não. Por isso, é vital corroborar os papéis antes de dirigir outro veículo. Deve-se notar que, no caso de ter isso em seu seguro, só cobrirá a responsabilidade de terceiros, o que significa que não inclui danos para o veículo emprestado.

5- Colocar a apólice em nome dos pais diminui a taxa? 

Em alguns casos, os jovens têm a ideia de que nomear um pai ou uma pessoa mais velha pode ajudá-lo a reduzir seus prêmios. No entanto, é ilegal e é conhecido como uma “fachada”, o que pode tornar sua cobertura inútil. Na pior das hipóteses, você pode ser multado, levado ao tribunal, e complicar a possibilidade de obter um seguro no futuro.

6- É necessário informar a companhia sobre um acidente mesmo que a culpa tenha sido de outro?

Se você está relacionado em uma circunstância pela qual você não foi responsável, mesmo que o veículo estivesse estacionado quando aconteceu, você deve informar a seguradora não importa o quão pequeno. Caso contrário, a empresa pode cancelar a cobertura ou se recusar a pagar no momento em que você precisar fazer uma reclamação. 

7-A categoria de trabalho é importante?

O ofício que realiza é outro dos muitos fatores que as seguradoras examinam antes de precificar o custo do seguro, e escrever corretamente pode ter um impacto significativo. Por exemplo, um gerente de restaurante poderia pagar cerca de US $2400 mais anualmente do que um proprietário de bar.

Comentários

Comente aqui

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS