NOSSAS REDES

ACRE

Abastecimento de água em Rio Branco começa a ser normalizado após pane elétrica em equipamentos

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O abastecimento de água em Rio Branco começou a ser normalizado nos bairros após a pane elétrica em equipamentos interromper a distribuição para a região central e bairros da parte alta da cidade. Na sexta-feira (18), as equipes do Departamento de Água e Saneamento (Depasa) concluíram a instalação dos inversores de frequência do Sistema de Bombeamento Central (CR Central).

Esses novos equipamentos substituem os inversores que foram danificados e comprometeram o sistema. No sábado (19), foi concluída também a instalação dos equipamentos usados na programação e monitoramento da pressão e distribuição do sistema de bombeamento de água do reservatório do bairro Placas, responsável pelo abastecimento na parte alta da cidade.

O problema começou na noite do dia 14, quando um apagão ocasionou a queima de dois inversores de frequência que fazem parte do sistema de acionamentos de motores elétricos do Centro de Reservação Central (CR).

O presidente do Conjunto Manoel Julião, Jordan Araújo, disse que a água ainda está chegando de forma lenta nas casas. Segundo ele, alguns moradores utilizam bombas para conseguir abastecer as caixas da parte de cima.

“Não está vindo com força. O pessoal está colocando bomba para subir para as caixas, está muito fraca ainda”, lamentou.

Veja os bairros afetados:

  • Adalberto Aragão
  • Cadeia Velha
  • Castelo Branco
  • Base
  • Bela Vista
  • Centro
  • Parte do Bosque
  • Estação Experimental
  • Ivete Vargas
  • Manoel Julião
  • Mascarenhas de Moraes
  • Morada do Sol
  • Tropical

 

A primeira previsão de normalização do abastecimento era para esta terça [22]. Contudo, o Depasa frisou, por meio de nota, que a nova previsão é para quinta [24], véspera do Natal.

“Com as intervenções, que com a atuação direta do governador Gladson Cameli e da presidente do Depasa, Waleska Dessotti, ocorreram em tempo recorde, o abastecimento de água da região central, adjacências e também da parte da alta da cidade está voltando à normalidade. A normalização é gradual, devendo a distribuição de água da capital estar totalmente estabilizada até a quinta [24]”, esclarece a nota.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat