NOSSAS REDES

ACRE

Acre: Pai da ex-senadora Marina Silva morre aos 90 anos em hospital de Rio Branco

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Pedro Augusto da Silva, de 90 anos, pai da ex-ministra e pré-candidata à Presidência Marina Silva, morreu neste domingo, no Acre. A informação foi divulgada nas redes sociais de Marina “com enorme tristeza e pesar”.

Seringueiro aposentado, o pai da ex-ministra morreu ontem, às 18h, no Hospital do Idoso, em Rio Branco. O enterro ocorre na tarde desta segunda-feira no Cemitério São João Batista.

O velório ocorre na Capela São Francisco, na rua Isaura Parente. O enterro está marcado para as 15h30 (18h30 horário de Brasília) no Cemitério São João Batista.

A neta de Silva, Temyllis Silva, de 28 anos, contou que o avô tinha diabetes e fazia hemodiálise. Ele também tinha feito a troca de um cateter que infeccionou, segundo ela. A jovem diz que os problemas de saúde foram somados à idade de Silva que foi ficando debilitado.

“A história de vida do meu avô é o maior consolo para toda a família. Ele tem uma história muito linda, ficou viúvo muito cedo e criou sozinho oito filhos. Ele sempre deixou muito exemplo, amor e alegria para todos nós. Era rodeado por muitas pessoas e amado por todos. O maior consolo é a vida que ele dedicou a todos nós, as lembranças são nosso maior conforto”, afirma.

Silva e toda a família moraram no Seringal Bagaço, na BR-364, onde cortavam seringa. A irmã mais velha da ex-senadora, Maria Deuzimar, relatou em 2014, que o pai as ensinou a cortar seringa quando ainda eram adolescentes para ajudar a família.

O pai de Marina Silva vivia em uma casa de madeira, suspensa por vigas de alvenaria, no bairro Cidade Nova, em uma área de risco de enchente, na capital acreana.

Enterro de Seu Pedro, pai de Marina Silva, é marcado por emoção e oração de salmo, em Rio Branco.

Familiares, amigos e curiosos acompanharam na tarde desta segunda-feira, dia 15, o enterro de Pedro Augusto da Silva, de 90 anos, pai da ex-senadora acreana Marina Silva. O sepultamento ocorreu no Cemitério São João Batista, no bairro Abraão Alab, em Rio Branco.

“Seu Pedro”, como era chamado o pai de Marina, morreu na noite deste domingo, dia 14, no Hospital do Idoso, na Capital. Pedro tinha problemas nos rins e fazia hemodiálise. Ele também tratava a diabetes e tratava há muitos anos de um problema cardíaco. A notícia foi dada pelos familiares de Pedro, pelas redes sociais.

Com o quadro se saúde do ai bastante delicado, Marina Silva cancelou todos os compromissos que teria fora do Acre e ficou em Rio Branco, acompanhando de perto o pai. Durante todo o velório, a ex-senadora ficou acompanhada do marido, Fábio Vaz.

Antes de colocar o caixão no túmulo, todos os presentes repetiram, juntos, o versículo primeiro de Salmos 23: “O senhor é o meu Pastor, e nada me faltará”. Foi um dos momentos mais emocionantes de toda a cerimônia, acompanhada também por autoridades próximas de Marina Silva da família.

Comentários

Comente aqui

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat