NOSSAS REDES

ECONOMIA

Acreanos já pagaram mais de R$ 725 milhões em impostos em pouco mais de dois meses

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Enquanto o País e o Estado alegam uma crise sem precedentes em sua finanças, o mesmo não se pode dizer quanto a arrecadação de impostos municipais, estaduais e federais, principalmente em relação aos valores que os acreanos individualmente ou detentores de empresas já desembolsaram desde o início do ano para pagá-los.

De acordo com o Impostômetro, que é uma ferramenta automatizada que recebe os dados de todo o Brasil e informa os valores em um painel instalado na fachada da Associação Comercial do Acre (Acisa), os acreanos já desembolsaram do dia 1º de janeiro de 2019 até esta sexta-feira, 8 de março, Dia Internacional da Mulher, mais de R$ 725 milhões em impostos. Desses valores, 65,95% vão para os cofres federais e compreendem IRPJ, ITR, Cide, Cofins, CSLL, FGTS, INSS e PIS/Pasep. Já a arrecadação estadual fica em torno de R$ 28,47% desse valor somando ICMS, IPVA, ITCMD. Os impostos cobrados pelos municípios equivalem a R$ 5,58% e são referentes ao IPTU, ISS, ITBI.

Os valores arrecadados até o momento em 2019, são superiores em R$ 53 milhões ao mesmo período do ano passado, quando os acreanos pagaram mais de R$ 672 milhões.

Ainda segundo impostômetro, apesar do valor elevador da arrecadação feita pela União, Estados e municípios, os impostos arrecadados do Acre equivalem a apenas 0,16% do total arrecadado do país até o momento, que é de R$ 494 bilhões.

O levantamento revela ainda que a capital Rio Branco arrecadou pouco mais de R$ 32 milhões em impostos nesses pouco mais de dois meses. Já a segunda maior cidade do Estado, Cruzeiro do Sul, arrecadou cerca de R$ 4,4 milhões.

Durante todo o período do ano passado, em 2018, os acreanos pagaram mais de R$ 3,4 bilhões em impostos, valor superior em relação a 2017, quando foi desembolsado mais de R$ 3,1 bilhões. Já em 2016, a arrecadação foi de R$ 2,7 bilhões.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat