NOSSAS REDES

Saúde Pública

Acumulando dívida de R$ 5 milhões deixada por Tião, Santa Juliana suspende atendimento pelo SUS

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Sesacre informou que pagará parte do valor na próxima segunda-feira

O Bispo da Diocese de Rio Branco, Dom Joaquim Pertiñez, enviou um ofício ao governo do estado, informando que os atendimentos realizados pelo Hospital Santa Juliana, em parceria com o Sistema Único de Saúde (SUS), serão suspensos a partir deste sábado (9). Os serviços que serão interrompidos são: consultas médicas, cirurgias, internações, partos e qualquer outro tipo de atendimento que faça parte do convênio.

O motivo da suspensão dos atendimento é falta de pagamento por parte do governo do estado, por meio da Secretaria de Saúde.  O hospital cobra do estado uma dívida que ultrapassa os R$ 5 milhões de reais.

A dívida do Estado com a instituição católica vem desde 2017, ainda na gestão de Tião Viana (PT). De acordo com o documento, a direção do hospital buscou solucionar a situação diversas vezes, porém, não obtiveram êxito levando, consequentemente,  à suspensão dos serviços. “Os atrasos sucessivos geram impactos e vão acumulando déficits nas contas do hospital até o ponto em que chegamos, de suspender o atendimento de novos pacientes.Lamentamos ter que tomarmos tal decisão e reforçamos o nosso compromisso com a defesa da vida e a prestação de serviço de qualidade à população acreana”, informou nota da instituição.

Resposta da Sesacre

Na manhã deste sábado, o secretário de Saúde,Alysson Bestene,  disse ao ContilNet que conhece o problema, porém, fez questão de frisar que o débito de R$ 5 milhões foi deixado pela gestão anterior, no entanto, ainda precisa ser reconhecido pelo Estado.

“De acordo com o decreto do governador, tínhamos que analisar todas as dívidas da antiga gestão. Fizemos isso e enviamos a Controladoria Geral do Estado (CGE). Eles receberam, analisaram e estávamos na expectativa de realizar os pagamentos na sexta-feira, contudo, vamos pagar na segunda-feira (11)”, declarou.

Alysson disse ainda que após o pagamento ser efetivado, a tendência é que seja retomado os atendimentos ainda na segunda. O valor que será pago ao Hospital é referente aos meses de novembro e dezembro de 2017. “O valor que a Sesacre repassará ao hospital será de R$ 1,6 milhões”, garantiu o secretário.

PROMESSA DE CAMPANHA

Em Tarauacá, Prefeitura do município realiza ação de saúde; veja fotos

Assecom - Prefeitura de Tarauacá, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE REALIZA DIA DE PROMOÇÃO À SAÚDE PARA MORADORES DO BAIRRO COPACABANA.

Os usuários da rede municipal de saúde do bairro de Copacabana, e da rodoviária, foram beneficiados nesta sexta-feira (22), com uma ação especial de promoção à saúde, desenvolvida pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em parceria com a unidade de Saúde José Leôncio. Foram mais de 100 atendimentos e procedimentos realizados em diversas áreas da Saúde.

Foram realizados os seguintes atendimentos: Consultas médicas; Averiguação de pressão arterial; Exames de glicoses; Testes rápidos: Sífilis, HIV, Hepatite B e C, Planejamento familiar; Entregas de preservativos; Vacinação; Palestras de saúde bucal; Entrega de Kits de higiene bucal; Consultas Odontológica e Cortes de cabelo.

Para o Secretário de Saúde Pedro Cláver, o momento possibilita o alcance de um público maior em cada atividade e, dessa forma, a promoção da saúde entre a população. “Fortalecemos as ações com a comunidade, orientando e alertando a população para os cuidados com a sua saúde”, destacou o Secretário.

Veja fotos:

Continue lendo

Saúde Pública

Programa de Eduardo Haddad ‘Bronca do Internauta’ faz sucesso na internet; veja vídeo

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Veja o vídeo:

 

 

 

 

 

 

Continue lendo

ACRE

Em Tarauacá, sem Samu, idosa é levada em pau-de-arara até UTI aérea, e morre; veja vídeo

G1 AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Veja o vídeo:

Sem Samu, idosa é levada em pau-de-arara até UTI aérea e morre dias depois em hospital no AC

Vítima de um infarto, a mulher morreu quando era atendida em Rio Branco. Família vai denunciar o caso.

Foto de capa: Após infarto, mulher é levada até UTI aérea em pau-de-arara e morre dias depois. Mulher foi carregada na carroceria de caminhão até aeroporto da cidade — Foto: Ducivan Bezerra/Arquivo pessoal.

Há 14 dias, a família da idosa Francisca Oliveira, de 76 anos, tenta se conformar com a morte dela. O caso se torna ainda mais grave porque a família acredita que houve negligência no atendimento à idosa que morreu vítima de um infarto.

Veja o vídeo (Chiquinho R7).

Vídeo: https://www.facebook.com/chiquinho.tk

A denúncia é comprovada por um vídeo que mostra Francisca sendo transportada do Hospital Dr. Sansão Gomes, em Tarauacá, no interior do Acre, até o aeroporto da cidade, de onde seria transferida para a capital Rio Branco em um pau-de-arara. Isso porque, segundo a família, não havia ambulância para levar a paciente até a UTI aérea.

A mulher morreu vítima de infarto no dia 5 de fevereiro quando estava já na capital. A família da idosa acredita que o óbito ocorreu por causa do transporte inadequado que teria piorado o quadro da de Francisca que sofreu um infarto.

A família disse que vai denunciar o caso. “Os médicos vieram para levar a mãe e quando chegaram no hospital, estava aquele carro lá. O sol estava muito quente e o estado que ela tava, na carroceria do carro, o trajeto longo e a cidade toda esburacada, o carro balançava de um lado para o outro e meus irmãos e os médicos seguravam para ela não cair”, conta Maria das Dores, filha da paciente.

A prefeita do município, Marilete Vitorino, disse ao G1 que não tinha conhecimento da situação e soube da morte da idosa, ajudou no traslado do corpo de volta para o município, mas não sabia o que tinha acontecido. “Não tinha tido informações da forma como eles tinham ido”, disse.

Sem ambulância

A diretora do hospital, Rosane Maia, informou que durante um período de, pelo menos, cinco meses a unidade não tinha ambulância para transportar os pacientes.

“A nossa unidade aqui de Tarauacá não estava tendo unidade do Samu desde a gestão anterior. Acredito que nós passamos mais de cinco meses sem Samu e o transporte desses pacientes eram feitos no carro de apoio que nós temos ou quando a gente conseguia ajuda do diretor do Hospital geral de Feijó”, conta.

A gestora disse que, após pedido, agora têm uma viatura provisória. Já a família de Francisca Oliveira afirma que o caso será denunciado.

“Nós vamos denunciar para que isso não volte a acontecer. Todas as vezes que a gente vai ao hospital a ambulância não está”, diz Maria das Dores.

 Direção do hospital no interior do Acre diz que passou cinco meses sem ambulância — Foto: Ducivan Bezerra

Direção do hospital no interior do Acre diz que passou cinco meses sem ambulância — Foto: Ducivan Bezerra. Com informações: Alcinete Gadelha e Iryá Rodrigues, G1 AC.

Continue lendo

Promoções

TOP 5 MAIS LIDAS

ACRE.COM.BR © 2017-2019 - Todos os direitos reservados. Contato: (68) 98114-3077.

Faça sua denúncia
Enviar denúncia
Fale Conosco
%d blogueiros gostam disto: