NOSSAS REDES

ACRE

Casos de hepatite crescem mais de 250% em um ano em Sena Madureira, no Acre

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Somente em 2018 foram notificados 169 casos da doença na cidade do interior do estado. Casos de sífilis adquirida também aumentaram de 2017 para 2018.

Os casos de hepatite B e C cresceram mais de 250% na cidade de Sena Madureira, no interior do Acre, em um ano. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, em 2018 foram notificados 169 casos da doença e em 2017 tinham sido registrados 48 casos.

A coordenadora de DSTs e Aids da cidade, enfermeira Thairine Sampaio, afirmou que a quantidade de casos são bem maiores do que as registradas na rede municipal de saúde. Segundo ela, muitos moradores de Sena Madureira acabam indo para a capital Rio Branco para fazer o diagnóstico e tratamento da doença.

“São muitos casos e a gente sabe que, na realidade, é bem mais que isso. Muitos fazem o tratamento diretamente em Rio Branco, e por isso, o registro da doença é feito na capital e não aqui na rede municipal. Estamos fazendo muitas campanhas de conscientização e levando o teste rápido para todas as unidades de saúde para tentarmos reduzir esses números”, afirmou a enfermeira.

Com relação aos casos de sífilis adquirida, o número também aumentou 35%, saindo de 59 notificações em 2017 para 80 casos em 2018, segundo o levantamento. Os casos de Aids subiram de três para cinco de 2017 a 2018. Ainda segundo os dados da Saúde, desde 2007, quando foram iniciadas as notificações da doença no município do interior do Acre, até 2018 foram notificados 55 casos da doença e todos esses fazem tratamento na rede pública municipal.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat