NOSSAS REDES

ACRE

Acusado de mandar matar e filmar decapitação de adolescentes começa a ser julgado em Rio Branco

PUBLICADO

em

O acusado pela morte de Lucas Kennedy Freire de Souza, 20 anos, Richard Ximenes Rodrigues, de 16, começou a ser julgado, na manhã desta terça-feira (31), 1ª Vara do Tribunal do Júri, em Rio Branco. Antônio Gomes Gonçalves Filho é acusado de ser o mandante do crime.

O julgamento ocorre cincos anos depois da morte dos adolescentes que foram fotografados antes de serem mortos por integrantes de facções criminosas. As imagens foram divulgadas pela Polícia Civil na época. Este também foi um dos primeiros crimes bárbaros registrados em filmagens durante a guerra de facções naquela época.

Conforme a polícia, Souza estava junto com Richard Rodrigues que também aparecia em um vídeo sendo decapitado e em seguida esquartejado no mesmo dia. Crime ocorreu em dezembro de 2016.

O delegado que comandou as investigações na época, Roberth Alencar, disse que eles estavam em um bar no bairro Sobral e Rodrigues pediu para o Souza levar ele em algum lugar. Os dois saíram de moto, teriam sido levados para um cativeiro e desapareceram. Segundo as informações, horas depois eles foram executados.

“Eles estavam juntos, isso a inteligência já havia passado para nós. A família veio até a delegacia e relatou o desaparecimento. Os familiares de Souza afirmam que ele não estava ligado a facções criminosas, mas ele já tinha passagem por assalto”, contou.

O delegado explicou que a polícia fez uma análise do áudio do vídeo e verificaram que os bandidos tentaram matar Souza enforcado, mas ele permaneceu vivo e em seguida foi decapitado com um facão.

Nas imagens, os criminosos desafiavam facções rivais e alegavam que as mortes eram uma retaliação a outras três mortes que tinham ocorrido dias antes.

Com informações de G1 Acre

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS