NOSSAS REDES

ACRE

Após 10 dias, polícia ainda continua buscas por corpo de homem decapitado em vídeo no AC

G1AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Após dez dias do desaparecimento de Raimundo Lacerda do Nascimento, que aparece sendo decapitado em um vídeo nas redes sociais, em Rio Branco, a Polícia Civil continua com as investigações, mas ainda não conseguiu achar o corpo da vítima.

De acordo com a polícia, Nascimento foi visto pela última vez na quarta-feira (15), quando conversava por meio de áudio com Adriana Silveira, suspeita de atrair ele ao local onde foi executado. A família fez o boletim de ocorrência na sexta-feira (17).

De acordo com o delegado Cristiano Bastos, que comanda as investigações sobre o caso, as buscas feitas pelo Corpo de Bombeiros foram suspensas na última sexta-feira (24), mas a polícia tenta localizar por meio das investigações.

“Nós tentamos, por meio das investigações, colher informações das pessoas que moram ali nas proximidades”, disse o delegado.

Segundo Bastos, dois adolescentes foram apreendidos e três pessoas presas, suspeitas de participar do crime e gravar vídeo de uma decapitação, divulgado nas redes sociais.

Após a apreensão do menor, a polícia também localizou o celular e o capacete de Raimundo Lacerda do Nascimento.

“Continuamos com a prisão das três pessoas e internação de menor e a localização dos objetos. Os bombeiros fizeram buscas até sexta-feira (24). Hoje, [segunda-feira 25] não teve buscas e estamos aguardando o relatório do Corpo de Bombeiros”, disse o delegado.

Além disso, o delegado informou que a equipe de investigação continua com as diligências e continua ouvindo as pessoas para tentar localizar a vítima.

“As diligências continuam, agora, para tentar localizar o corpo. São dez dias apenas, e ainda temos um prazo para encerrar e tudo que for relevante, nós vamos correr atrás”, explicou o delegado.

Ainda conforme a polícia, Lacerda foi mantido em cárcere privado e em seguida torturado psicológica e fisicamente até confessar ser de uma facção criminosa rival a dos autores do crime.

ACRE

Erosão faz asfalto ceder e abre buraco com cerca de 2 m em calçadão no Centro de Rio Branco

G1AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Um buraco se abriu após o asfalto ceder em um trecho do centro comercial do Calçadão Benjamim Constant, em Rio Branco, nesta quinta-feira (18). Segundo comerciantes, por volta das 8h, uma mulher passava pelo local quando o buraco se formou.

A rachadura, de quase 2 metros, é decorrente de uma erosão no local. O presidente do Sindicato dos Camelos, José Carlos Juruna, informou que tinha conhecimento de que o asfalto estava cedendo.

De acordo com ele, o local, onde passam cerca de 30 mil pessoas por dia, já havia tinha sido reparado.

“Nós tínhamos conhecimento, só que não esperávamos que fosse abrir assim, abriu mais de dois metros. Não sei se passa uma tubulação aqui. A gente já comunicou à Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Seinfra) para vir aqui e eles ficaram de encaminhar uns engenheiros. A gente isolou a área para garantir a segurança”, disse Juruna.

O G1 entrou em contato com o secretário Marcos Venicio, para saber sobre as providências que devem ser tomadas, mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta. Nem o Corpo de Bombeiros, nem a Defesa Civil Estadual foram acionados para atender a ocorrência.

A vendedora Meres de Goes trabalha bem em frente de onde ocorreu o desabamento. Comerciante no calçadão há cerca de 20 anos, ela disse que já havia percebido que o local estava cedendo e isso tem preocupado os comerciantes do local.

“Já vem descendo devagar há uns dias. Ontem [quarta,17] o presidente do sindicato foi informado, mas não deu tempo de resolver antes de cair de uma vez. Fico com medo de desabar tudo aqui e a gente ficar enterrado ou engolir a banca e aí acaba com tudo. É um local onde passa muitas pessoas. A moça ia passando bem na hora que arriou de vez, aí ela pulou. Graças a Deus ela não se machucou, foi só o susto”, contou.

Continue lendo

ACRE

Para voltar a ter visitas, presos da Penal entregam 32 armas aos agentes penitenciários

Folha do Acre, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Por volta das 15h30 desta quarta-feira, 17, os detentos do Pavilhão H do Complexo Penitenciário de Rio Branco entregaram cerca de 32 armas artesanais à guarnição que realizava a guarda daquele local.

Segundo o diretor da Unidade, Fagner Souza, o ato se deu após o anúncio de que as visitas só voltariam ao normal depois que fosse certificado que não teria mais nenhum tipo de armamento artesanal no presídio.

“Eles escondiam as armas dentro da cela e, tentando impressionar a guarnição, começaram a jogá-las no corredor, como forma de se renderem para que as visitas voltem ao normal”, explicou.

Ainda de acordo com Fagner, mesmo após o ato onde os presos entregavam “voluntariamente” as armas, outras cinco foram encontradas, totalizando 37 “estoques”.

“Até não encontrarmos mais riscos aos visitantes e servidores, eles continuarão sem visitações por tempo indeterminado”, finalizou.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp OLÁ INTERNAUTA! : )