NOSSAS REDES

ACRE

Indignados com violência, sambistas acreanos farão ato público nesta quarta-feira

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Em menos de uma semana atos de violência em Rio Branco atingiram músicos acreanos em situações diferentes. Por coincidência, dois cavaquinhistas conhecidos e respeitados no meio do samba acreano. Na semana passada, José Luiz, de 29 anos, foi atingido por um tiro de escopeta durante um assalto e na noite deste domingo (26), Raimundo Andrade, o Raimundinho do Cavaco, de 54 anos, foi assassinado enquanto comprava churrasquinho para o jantar.

Zé Luiz, como é mais conhecido, teve fratura no braço direitos em decorrência da lesão provocada pelo disparo e cerca de 11 chumbos alojados no tórax. Vai precisar implantar placa de titanium no lugar do osso dilacerado e permanece internado em recuperação.
Raimundinho, que não teve a mesma sorte, perdeu a vida por estar, como declarou à imprensa o delegado que investiga o caso, “no lugar errado, na hora errada”, ao ser usado como escudo humano pelo alvo dos bandidos, também morto, o vendedor de churrasquinho no bairro Recanto dos Buritis.

Consternados e, mais que isso, indignados com a violência, os sambistas do Acre estão se mobilizando para um ato público nesta quarta-feira (29), às 9 horas da manhã, na Esquina da Alegria, no Centro de Rio Branco, local onde acontece o forró do Senadinho, com o Grupo Hélio Melo, do qual Raimundinho fazia parte junto com o irmão Tião e amigos.

Durante todo o dia, foram diversas as manifestações pelas redes sociais, de comoção e solidariedade à família do músico.
O ex-BBB Wagner Santiago adicionou ao seu story no Instagram um card de luto postado pelo sambista acreano Brunno Damasceno, um dos organizadores da manifestação, após declarar seu lamento pela rede social.

“O Luizinho, embora não tenha acontecido nada de mais grave com ele, está machucado e impedido de tocar, internado se recuperando. Já o Raimundinho nós perdemos. Eu só tenho boas lembranças dele. Onde vai parar isso? Até quando a gente vai sofrer? Até quando isso vai continuar acontecendo? E ninguém faz nada e tem gente querendo se armar mais ainda. Fica o meu lamento.”, externou.

Anderson Liguth, que também está na mobilização do ato disse que o objetivo “é mobilizar a classe do samba e pagode em torno dessa onda de violência desenfreada, Nessa semana tivemos dois irmãos da classe artística, alvos dessa situação, o Zé que graças a Deus está recuperando, mas infelizmente tivemos a vida do nosso querido amigo Raimundinho do Cavaco ceifada. Estamos tristes e desolados com essa situação. Pedimos paz, não aguentamos mais ver nossos amigos e irmãos padecendo e as famílias enlutadas.”, disse.

Edy Bastos, também do movimento do samba acreano acrescentou que “é triste perceber que o nosso estado está ficando sem rumo com relação à violência. Às vezes a gente pensa que o problema está longe, mas está pertinho, do nosso lado. Esse manifesto dos sambistas do Acre pela não violência é um manifesto que quer ampliar, chamar toda a sociedade para se reunir em prol da não violência. Todo mundo grita, todo mundo fala e parece que as autoridades estão atordoadas, sem saber o que fazer. E aí, isso leva pais de família, pessoas de bem a sofrerem o que sofreu o Raimundinho. E agora mais uma família perde seu esteio e não há respostas, não tem Justiça, nada vai trazer ele de volta, mas é preciso que as autoridades que tem competência para garantir a segurança da sociedade, o façam.”, concluiu.

Comentários

Comente aqui

ACRE

Detran participa de Programa de Educação de Trânsito nas escolas públicas de Tarauacá

Com objetivo de formar futuros condutores conscientes, a prefeitura de Tarauacá, em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC), iniciou nesta segunda-feira, 14, o Programa de Educação de Trânsito nas escolas públicas do município.

A cerimônia de abertura foi realizada na Escola Instituto São José e contou com a presença de autoridades do município e gestores do ensino público. As atividades encerram no dia 25 de outubro.

Após a cerimônia de abertura, os alunos participaram da palestra inaugural (Foto: Izaias Queiroz/Detran)

Todas as escolas públicas de Tarauacá serão contempladas. A programação conta com palestras, teatro infantil e uma oficina para multiplicadores de conhecimento, voltada especialmente para professores.

“Os professores já são multiplicadores do conhecimento. Por meio da oficina, pretende-se auxiliá-los para que eles consigam trabalhar a temática de trânsito dentro da sala de aula, contribuindo, assim, para uma cultura de paz nas vias”, afirma a gerente da 1ª Circunscrição Regional de Trânsito (1ª Ciretran) de Cruzeiro do Sul, Taynara Martins.

Os educadores da 1ª Ciretran  serão responsáveis por executarem as atividades educativas, contando com o apoio do Núcleo de Educação de Tarauacá, Secretaria Municipal de Administração, Secretaria Municipal de Educação, 2ª Ciretran de Tarauacá, Gabinete do Vereador Lauro Benigno e gestores das escolas públicas do município.

Por Ana Flavia Soares

(https://www.agencia.ac.gov.br/detran-participa-de-programa-de-educacao-de-transito-nas-escolas-publicas-de-tarauaca/

Continue lendo

Acompanhe em tempo real

Sindmed-AC se reúne com Gladson Cameli para tratar sobre plantões extras e contratos emergenciais

Avatar

PUBLICADO

em

O presidente do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), Murilo Batista, a diretora de Assistência do Pronto Socorro de Rio Branco, Michele Melo, e a médica Katia Fernanda, estiveram na manhã desta segunda-feira (14) em uma reunião com o governador Gladson Cameli e equipe para tratar sobre o risco de desassistência nos hospitais, garantia de pagamento de plantões extras e chamada de médicos em caráter emergencial caso os concursados que assinarem contratos não sejam suficientes para garantir o atendimento.

Murilo afirmou que atualmente já está existindo desassistência, haja vista que alguns médicos que terão contratos findados com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) temem realizar os plantões extras e não receberem.

“Houve uma nota, mas os profissionais estão relutantes, pois estarão fora do Estado já em outubro e não acreditam que possam receber por folha suplementar porque nunca viram isso acontecer em governo algum”, diz o sindicalista.

A respeito dos plantões extras, Michele protocolou um documento relatando a falta de médicos que não teriam seus contratos renovados e pediram para sair dos extras.

Para Murilo, a necessidade é imediata e não cabe planos futuros a longo prazo. Ainda sobre os plantões extras, o presidente do Sindicato afirmou que os profissionais, mesmo com a garantia do governo, estão relutantes em cumprir plantões extras.

“Saúde é serviço emergencial, é algo que se trata hoje, não no futuro. Temos coisas emergenciais para resolver e os médicos querem essa garantia de que irão mesmo receber”, diz.

Michele Melo, afirmou que há, atualmente, 40 profissionais com contratos emergenciais e que é preciso a garantia de que, após o fim destes contratos, não haverá falta de médicos.

“Só lá temos 40 médicos com contratos emergenciais, cujos contratos irão acabar. Preciso de garantia de que haverá médicos após o fim do contrato dos emergenciais, que se os concursados não forem em número suficiente que ao menos renovem esses emergenciais”, diz.

O procurador-geral do Estado, João Paulo Setti, afirmou que o governo irá antecipar a chamada dos aprovados até o dia 24, justamente para que não ocorra desassistência.

A grande preocupação da direção do Sindmed-AC é que há uma disparidade entre os 212 médicos que terão seus contratos findados e os que serão chamados, que chegariam a 144.

O governador Gladson Cameli exigiu que sua equipe jurídica e da saúde apresentem solução imediata para o caso.

A secretária de Saúde, Mônica Feres, reiterou o compromisso de pagar os plantões extras e salientou que não haverá descontinuidade na oferta de serviços médicos.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp Fale conosco