NOSSAS REDES

ACRE

Após 20 jogos, em janeiro termina a aventura do goleiro Bruno Fernandes pelo futebol acreano

Ecosdanoticia, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A contratação mais polêmica da história do futebol acreano já tem data para terminar. o goleiro Bruno Fernandes chegou ao Acre no final do mês de julho para defender o Rio Branco cercado de expectativa por parte dos torcedores do Estrelão e de muita polêmica. Condenado há mais de 20 anos por homicídio triplamente qualificado de Eliza Samúdio, mãe de seu filho, Bruno enfrentou protestos de grupos feministas logo na sua chegada.

A aposta da diretoria do Rio Branco de que com o tempo os ânimos ficariam mais calmos e o goleiro teria paz para jogar futebol se confirmou. O atleta ainda teve que enfrentar o Ministério Público que pediu à justiça determinasse Bruno usasse tornozeleira eletrônica durante os jogos. Como o uso do equipamento durante as partidas se mostrou inviável, foi permitido a sua retirada antes de cada jogo.

Seis meses após sua chegada, deve chegar ao fim a aventura do goleiro Campeão Brasileiro em 2009 pelo Flamengo e considerado, no auge de sua carreira, um dos melhores na posição no Brasil, em terras acreanas.
O contrato do atleta termina no próximo dia 30 de janeiro e o Rio Branco não tem condições de renovar o vínculo.

Bruno estreou oficialmente pelo Rio Branco no dia 18 de agosto na vitória por 2 a 0 em cima do Náuas pelo returno do Campeonato Estadual. No Acreano, o goleiro disputou 6 jogos e sofreu 5 gols. O Rio Branco perdeu a final do segundo turno para o Galvez que acabou levantando pela primeira vez o título do futebol no estado.

No Campeonato Brasileiro da Série D, foram 14 jogos e 13 gols sofridos. O Rio Branco conseguiu passar da primeira fase, mas no mata-mata acabou eliminado pelo Altos do Piauí.

Bruno, se não é mais o mesmo jogador que um dia foi considerado um dos melhores do Brasil, demonstrou no Acre que ainda tem condições de jogar futebol em bom nível.

Como o contrato termina 10 dias após o início da Copa Verde, é possível que o atleta entre em acordo com a diretoria e deixe o Estrelão antes da competição regional.

Uma grande incógnita é o salário mensal de Bruno. Informação que, dentro do clube, apenas o presidente Neto Alencar é sabedor.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat