NOSSAS REDES

ACRE

Após ataques na Baixada, secretário manda reforçar equipes de segurança na capital

Alerta Acre, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Após uma tarde sangrenta na Baixada da Sobral, em Rio Branco, que terminou com dois mortos e cinco feridos por arma de fogo, neste sábado (27), o Secretário de Segurança Pública do Acre, Paulo Cézar, mandou reforçar as equipes plantonistas das Polícias Militar e Civil na cidade. A ação visa também a segurança da população que vai à Expoacre 2019.
Ao Alerta Acre, o secretário informou que há poucas semanas a região da Baixada contava apenas com duas equipes de ronda extensiva da Polícia Militar do 3° Batalhão, e que na última semana esse número tinha subido para quatro.

Por conta das ocorrências de sábado, a partir deste domingo (28), o Batalhão receberá o reforço de mais 35 homens, e agora conta com 10 equipes que trabalharão para garantir a segurança da população.
A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) também ganhou reforço para tentar elucidar o mais rápido possível diversos crimes e identificar os criminosos. O patrulhamento aéreo vai estar ajudando a monitorar e dar visibilidade às equipes que estarão em terra, na região da Baixada.
Ainda segundo Paulo Cézar, a Baixada da Sobral tem uma área demográfica muito grande, que é difícil muitas vezes para fechar um cerco policial, porém, mesmo com muitas ruas, becos e vielas, a segurança na região está garantida.

Expoacre

Os moradores dos diversos bairros de Rio Branco, em especial os da Baixada, podem ficar tranquilos para se divertirem na Expoacre 2019, que acontece dos dias 27 de julho a 4 de agosto, no Parque de Exposições, em Rio Branco.
Centenas de homens da Polícia Militar estão nas ruas da capital acreana durante o dia e a noite trabalhando para garantir que a população possa sair de casa para ir ao evento e voltar de forma tranquila.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Em perseguição, polícia prende dupla com 56 quilos de droga escondidos em sacos dentro de carro no Acre

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Polícia fazia patrulhamento de forma integrada, entre as cidades de Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima e se deparou com uma caminhonete que desobedeceu a ordem de parada.

capa: Em perseguição polícia prende dupla com 56 quilos de drogas escondidas em sacos no interior do Acre — Foto: Divulgação/Gefron.

Dois homens foram presos na noite de quarta-feira (5), em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, com pelo menos 56 quilos de maconha. O flagrante foi feito pelo Grupo Especial de Fronteira do Acre (Gefron) e a Polícia Militar durante uma perseguição a um carro. O motorista desobedeceu a ordem de parada e, então, começou a perseguição.

O delgado Rêmulo Diniz, coordenador do Gefron, informou que as guarnições faziam um patrulhamento de forma integrada, entre as cidades de Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima, próximo ao Rio Moa, e se depararam com uma caminhonete que desobedeceu a ordem de parada.

“Houve uma perseguição e durante a perseguição os criminosos jogavam sacos com entorpecentes. Depois a viatura retornou e verificou que eram barras de maconha”, disse o delegado.

No total, eram mais de 56 quilos de drogas, segundo a polícia — Foto: Divulgação/Gefron

No total, eram mais de 56 quilos de drogas, segundo a polícia — Foto: Divulgação/Gefron

Continue lendo

ACRE

Comissão da OAB/AC inicia campanha contra abandono de animais durante a pandemia

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Comissão de Defesa e Proteção dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Acre (OAB/AC) iniciou na última semana a campanha Não Esqueça o seu Melhor Amigo, que visa conscientizar as pessoas sobre o abandono e os maus-tratos de cães, gatos e outros animais domésticos no período pandêmico. A intenção é distribuir cartazes em pontos estratégicos de Rio Branco.

A presidente da Comissão, Vanessa Facundes, declara que houve um aumento preocupante do número de casos de negligência nos últimos meses. “Pessoas têm abandonado os seus bichos nessa pandemia por falta de recursos financeiros, por ficarem doentes e não se preocuparem com o bem-estar do animal e por medo deles transmitirem a Covid-19”, disse a advogada.

A campanha iniciou na última semana pelo Instagram da Comissão.

Segundo a legislação brasileira, abandonar o animal doméstico é crime ambiental. Na Lei n° 9.605/98 consta que a pena pode variar entre detenção de 3 meses a 1 ano e multa, sendo aumentada de um terço a um sexto caso ocorra a morte do bicho. As instituições ambientais orientam a quem presenciar atos de crueldade e descuido, que denuncie pelos números 68 3227-5095 (Polícia Ambiental), 68 99227-1128 e 68 3228-5765 (Secretaria Municipal do Meio Ambiente).

“As pessoas devem lembrar que os animais não nos abandonam em circunstância alguma e nessa quarentena são nossos principais parceiros, até porque não transmitem o vírus. Cuidem dos seus melhores amigos”, advertiu Vanessa. A iniciativa conta com o apoio da Caixa de Assistência dos Advogados do Acre (CAA/AC), Promotoria do Meio Ambiente do Ministério Público do Acre (MPAC), organizações não governamentais (ONGs) e entidades protetoras dos animais.

Assessoria

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Obter empréstimos