NOSSAS REDES

ACRE

Após atingir 100% de ocupação nos leitos de saúde, quatro pacientes com Covid-19 aguardam vaga em UTI no Acre

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Após atingir 100% de ocupação nas unidades de saúde do Acre, quatro pacientes internados com Covid-19 em Rio Branco aguardam uma vaga na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na manhã desta sexta-feira (12). A informação foi confirmada pela secretária-adjunta de Saúde (Sesacre), Paula Mariano, em entrevista à Rede Amazônica Acre.

Esses pacientes estavam internados nos leitos semicríticos com respiradores e recebendo assistência. Para atender a demanda, o governo abriu 20 leitos de UTI no Pronto-Socorro de Rio Branco, prepara mais 10 para instalar até semana que vem, e deve instalar mais 10 no Hospital do Idosos, também na capital.

“Hoje pela manhã estava sem nenhum leito no Into, nem no PS e tínhamos quatro pacientes aguardando, mas, para deixar bem claro, esses pacientes estão com respirador, monitor e não estão dentro da UTI, mas encontram-se no leito semicrítico. Não estamos naquela situação de não ter respirar, oxigênio. Esses pacientes estão sendo assistidos por médicos, enfermeiros e fisioterapeutas e aguardando um leito de UTI”, destacou a secretária.

Em Cruzeiro do Sul, o governo também abriu mais seis leitos de UTIs, após a cidade atingir 100% de ocupação. O Hospital de Campanha na cidade conta com 26 leitos de UTI, sendo que 19 estão ocupados nesta sexta.

O estado acreano registrou ocupação de 100% dos leitos de UTIs no último final de semana. No domingo (7), Cameli divulgou um vídeo em sua rede social falando sobre a ocupação de 100% de leitos de UTIs dos Hospitais de Campanha de Rio Branco – Instituto de Traumatologia do Acre (Into-AC) e em Cruzeiro do Sul, no Hospital Regional do Juruá.

A taxa de ocupação do PS chegou a 100%, segundo o boletim de assistência da Secretaria de Saúde do Acre desta sexta. Em todo estado, que conta 86 leitos de UTI nos hospitais da rede SUS, 78 estão ocupados, fazendo a taxa de ocupação ficar em 90,7%. Os leitos de UTI estão concentrados em Rio Branco, com 60 vagas, e Cruzeiro do Sul, com 26

Paula relembrou que a Saúde já chegou na lotação máxima em Cruzeiro do Sul, mas atualmente não faltam leitos no Hospital de Campanha. Na quarta (10), foram instaladas duas usinas de oxigênio para atender a demanda.

“Esse aumento de leito na regional do Juruá também está sendo tratado, estamos com 10 leitos de UTI a mais para atendimento à população. O que é importante é saber das medidas preventivas porque sabemos que não é só questão material, só oxigênio, tem a questão humana também. O país inteiro, o mundo, está sofrendo com a falta de mão de obra e temos que nos cuidar. Se não tivermos cuidados, podemos abrir mil leitos, mas não conseguimos dar conta”, aconselhou.

Saúde do Acre atingiu o limite de internações e trabalha para abrir novos leitos nas unidades hospitalares  — Foto: Divulgação

Saúde do Acre atingiu o limite de internações e trabalha para abrir novos leitos nas unidades hospitalares — Foto: Divulgação

Falta de mão de obra

Sobre a falta de profissionais para ajudar nos atendimentos, a secretária afirmou que já foi solicitada ajuda do Ministério da Saúde para contratar mais pessoal. Na terça (9), o presidente do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed), Guilherme Pulici, disse que a situação é caótica e preocupante e que chegou o momento em que se tem que escolher entre qual paciente deve ser internado.

O Sindmed também havia se manifestado dizendo que o sistema já estava colapsado nas duas principais unidades de saúde.

“Solicitamos ajuda, fizemos contratações e estamos abrindo ainda, de acordo com a necessidade de leitos. Conseguir contratar mais profissionais e é o que estamos fazendo”, complementou.

Sobre a nova variante do coronavírus , Paula Mariano disse que ainda aguarda o resultado das seis amostras encaminhadas para Instituto Evandro Chagas, em Belém. “A Vigilância Estadual e Municipal acompanha esses pacientes que vêm de outros estados, principalmente do Amazonas. Estamos com uma equipe que faz o cadastro de pessoas que chegam de outras unidades”, concluiu.

Faixa vermelha

No dia 1º deste mês, o Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 antecipou a divulgação dos dados de classificação de risco e colocou o estado na fase de emergência. A divulgação foi feita em uma coletiva extraordinária, quatro dias antes da data anunciada para a 17ª coletiva do Pacto Acre Sem Covid, no dia 5.

A determinação é válida até o dia 19 de fevereiro. A próxima avaliação do Comitê deve ser divulgada no dia 22 de fevereiro. Com isso, estão suspensas todas as atividades não essenciais no estado.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat