NOSSAS REDES

GOVERNO GLADSON CAMELI

Atendimentos ambulatoriais no Pronto Socorro de Rio Branco são suspensos novamente

Contilnet, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A secretaria de saúde do Acre Mônica Feres declarou na manhã desta segunda-feira (8) durante o programa “Fale com o Governador”, no Sistema Público de Comunicação, que determinou a suspensão dos atendimentos ambulatoriais no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb). De acordo com a gestora, os pacientes devem se deslocar às Unidades de Pronto Atendimento.

Os atendimentos ambulatoriais haviam sido retomados no início da gestão de Cameli, pelo ex-secretário Alysson Bestene. “Já mudei, não existe isso, antes de chegar ao Pronto Socorro eles precisam ser encaminhados. Existe um caminho a percorrer. Não serão atendidos mais no Pronto Socorro diretamente”, declarou salientando que, com os atendimentos emergências, serão mantidos normalmente.
A gestora mandou um recado à população, segundo ela, após a municipalização na saúde, os pacientes passarão a receber a visita de um agente de saúde para a realização do atendimento primário. “Vão chegar os agentes comunitários de saúde na casa das pessoas. A partir do atendimento nas Upas, deverão ser encaminhados aos postos de saúde para o atendimento”, enfatizou a gestora.

ACRE

Com mais de 5,8 mil casos de Covid-19, governo do AC prorroga decreto de isolamento social até 15 de junho

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Anúncio foi feito em reunião nesta sexta (29) com representantes dos empresários, prefeitura de Rio Branco e da Sesacre.

Capa: Prorrogação foi anunciada durante reunião — Foto: Diego Gurgel/ Secom. 

Com mais de 5,8 mil casos confirmados de Covid-19, o governador do Acre, Gladson Cameli, anunciou, nesta sexta-feira (29), que o decreto de isolamento social e suspensão das atividades não essenciais vai ser prorrogado até 15 de junho

O decreto deve ser publicado na edição do Diário Oficial (DOE) de segunda-feira (1º).

A informação foi confirmada durante uma reunião com representantes dos empresários, a prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, e o secretário de Saúde do estado, Alysson Bestene.

O anúncio é feito no dia em que o Acre confirma 241 novos casos e 13 mortes pela doença. Com os dados, o número de infectados saltou de 5.600 para 5.841 e o de mortes saiu de 122 para 135, conforme o boletim parcial da Secretaria de Saúde do Estado (Sesacre).

Volta gradual das atividades

No encontro online também foi discutida a volta das atividades comerciais no estado. Representantes dos empresários destacaram a importância da retomada para evitar a falência de inúmeras empresas devido às restrições.

Porém, após o relato da Sesacre sobre o atual cenário da doença no estado e as previsões de mais casos até o dia 5 de junho, Cameli frisou que não pode relaxar as medidas nesse momento e vai continuar priorizando as vidas.

“Sabemos da dificuldade que os empresários estão enfrentando, mas o nosso objetivo é evitar que mais vidas sejam perdidas para o coronavírus. Temos que unir nossas forças para vencermos esse vírus o quantos antes para que a vida possa continuar. Por isso, decidimos pela prorrogação do nosso decreto até 15 de junho”, ressaltou.

O governador garantiu que está aberto ao diálogo e que os empresários podem encaminhar propostas e sugestões para recuperar a economia no estado.

“Gostaria de dizer que não somos os donos da razão e sei o quanto está sendo difícil a travessia dessa crise. Me solidarizo com os empresários e quero dizer que vocês podem nos enviar propostas de como devemos proceder para a retomada gradual do comércio. Aquilo que tiver o aval de especialistas na área da Saúde e for viável, terá nossa atenção especial para ser colocado em prática”, finalizou.

O G1 tentou ouvir o presidente da Associação Comercial, Industrial e Serviços Agrícolas do Acre (Acisa), Celestino Bento de Oliveira; e com a Federação do Comércio, Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio), mas não obteve resposta até a última atualização desta matéria.

Continue lendo

ACRE

Ministro determina suspensão de prazos processuais nos tribunais onde o Executivo decretar lockdown

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O presidente do Conselho Nacional de Justiça – CNJ, Ministro Dias Toffoli, determinou a publicação da Resolução nº. 318, nesta quinta-feira, 07 de maio. 

Segundo o Art. 1º, da referida resolução, “Ficam prorrogados para o dia 31 de maio de 2020 os prazos de vigência das Resoluções nº 313, de 19 de março de 2020, e nº 314, de 20 de abril de 2020, que poderão ser ampliados ou reduzidos por ato da Presidência deste Conselho, caso necessário“.

Determina o Art. 2º que “Em caso de imposição de medidas sanitárias restritivas à livre locomoção de pessoas (lockdown) por parte da autoridade estadual competente, ficam automaticamente suspensos os prazos processuais nos feitos que tramitem em meios eletrônico e físico, pelo tempo que perdurarem as restrições, no âmbito da respectiva unidade federativa“. 

A Resolução prevê ainda que “Em outras hipóteses, ainda que não impostas formalmente as medidas restritivas referidas no artigo anterior, em que se verifique a impossibilidade de livre exercício das atividades forenses regulares, poderão os tribunais solicitar, prévia e fundamentadamente, ao Conselho Nacional de Justiça, a suspensão dos prazos processuais no âmbito territorial de suas jurisdições ou de determinadas localidades“.

No Acre, caso o Governador Gladson Cameli decrete lockdown, os prazos processuais serão automaticamente suspensos. O Tribunal de Justiça do Acre ainda não se manifestou acerca da nova resolução do CNJ. 

Segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), o Acre ultrapassou a marca dos 1.000 casos oficiais de contaminação pelo novo coronavírus, nesta quinta-feira, 7. Com o anúncio de 71 novos casos nas últimas 24 horas, o número saltou de 943 para 1.014 pessoas com Covid-19 em todo o estado.

Para acessar a íntegra da Resolução CNJ 318, clique aqui.

Por ACRE.COM.BR

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias