NOSSAS REDES

ACRE

Bebê achado morto em lixo no AC foi sufocado e polícia pede mais tempo para fechar inquérito

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O bebê encontrado morto dentro de um saco de lixo por um gari morreu asfixiado, segundo laudo da Polícia Técnica. A delegada Lucélia Martins, coordenadora da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), disse que a criança foi vítima de infanticídio.

“O laudo pericial apresenta uma conclusão no sentido que frequentemente também é identificado como infanticídio, ou seja, a criança nasce com vida e, por uma razão, essa vida é ceifada. Nesse houve sufocação”, diz a delegada.

O corpo do menino foi encontrado quando um gari fazia a transposição do lixo no Centro de Rio Branco, no dia 13 de dezembro de 2018. Segundo a Polícia Militar do Acre (PM-AC), o caminhão estava cheio e tinha acabado de recolher lixo do bairro Seis de Agosto, na região do Segundo Distrito da capital.

Conforme a delegada, algumas linhas de investigações foram descartadas, já que as denúncias de possíveis mães que teriam feito o descarte do bebê no lixo não eram verdadeiras .

“Possíveis mães citadas através de denúncias foram localizadas, porém descartadas pois são mães que ainda estavam grávidas. Então, seguimos com a investigação em aberto”, informou a delegada.

Prazo do inquérito foi prorrogado

A delegada diz que, por não ter uma elucidação do caso nos primeiros 30 dias, foi pedido ao Judiciário a renovação do prazo para que as investigações sejam mantidas até que de fato se chegue a uma conclusão.

“O encerramento pode ser por concluirmos todas as checagens e termos êxito em alguma delas ou uma conclusão por esses mecanismos se esgotarem”, disse.

Entenda o caso

Um gari encontrou um bebê dentro de um saco de lixo enquanto fazia a transposição de lixo próximo ao Comando da Polícia Militar do Acre, no Centro de Rio Branco. De acordo com o subcomandante do 1º Batalhão da PM-AC, Jonisson da Silva, o caminhão estava cheio e tinha acabado de recolher lixo do bairro Seis de Agosto, na região do Segundo Distrito da capital.

Conforme Silva, a polícia foi acionada depois que o gari percebeu algo diferente no saco. Segundo ele relatou à guarnições, pensou que se tratava de algum animal, mas ao verificar, viu que era um bebê já sem vida.

“Fizeram a coleta de lixo no bairro Seis de Agosto, aí foram fazer uma transposição de lixo já aqui no Centro, no estacionamento do antigo Mira Shopping. O gari percebeu algo mole no saco de lixo, como se fosse um cachorro e, quando abriu, verificou que se tratava de uma criança do sexo masculino. Aí chamaram nossa equipe que já tomou as providências”, disse o capitão na época.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat