NOSSAS REDES

ACRE

Prefeita lamenta cancelamento do carnaval em Rio Branco e diz que buscou diálogo com o governo

G1AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Secretária de Turismo diz que tentou conversar com a gestora, mas não obteve retorno. “Tentei marcar e não se prontificou a nos receber’, afirma Sinhasique.

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, se posicionou em sua página no Facebook sobre o cancelamento do Carnaval 2019 por parte do governo do Acre.

Na publicação, a gestora diz que não vetou a realização da festa, apenas do espaço escolhido, uma vez que havia o risco de depredação de prédios públicos que ficam na Avenida Brasil, no Centro. Conforme a prefeitura, a decisão baseia-se no Código de Posturas do Município.

A prefeita afirma que logo que soube da intenção dos organizadores buscou contato com o governo para que fosse escolhido um local mais adequado. “De modo a evitar mal estar e politização sobre a não autorização do município”.

A secretária de Turismo, Eliane Sinhasique, rebateu alguns pontos da publicação da prefeita. Ela afirmou que encontrou Socorro Neri no Parque de Exposições no dia 15 de janeiro, quando a gestora pediu apoio do governo para a construção do abrigo para as famílias atingidas pela cheia do rio, e já pediu um encontro para tratar do carnaval.

“Falei que estava pensando em fazer em frente à prefeitura. Ela falou que em frente da prefeitura de jeito nenhum, então, disse para sentarmos e conversarmos que tinha outra alternativa. Ela disse que depois que terminasse a reforma administrativa sentava e conversava. De lá para cá, tentei marcar outras duas vezes, por meio da assessoria de comunicação e chefia de gabinete, e não se prontificou a nos receber”, argumentou.

‘Nem se permitiu ouvir o que queríamos’, diz secretária

Sobre o risco de depredação, a secretária afirmou que a prefeitura nem ouviu as medidas tomadas pela organização para evitar as possíveis situações. Eliane disse que havia os planos de impedir o acesso dos foliões aos espaços públicos com peças de metalon.

“Se ela disse que não libera a Avenida Brasil, como vou permanecer? Como é que não vetou? Vetou. Nem sentou com a gente para ouvir as medidas que iríamos tomar para impedir esse tipo de coisa. Íamos fechar com metalon tanto no Casarão, Caixa Econômica, da OI e da Praça Plácido de Castro também. Não se permitiu ouvir o que queríamos fazer na avenida”, questionou.

‘Sigo em paz’, diz prefeita

Na postagem, Socorro Neri lamentou o cancelamento da festa e disse não compreender os motivos para a decisão. “O município tem a atribuição constitucional de definir o uso de logradouros públicos para a realização de eventos. Exercer essa atribuição não pode ser confundida com ruptura das relações cordiais que a gestão municipal mantém com a gestão estadual”, destaca em um trecho.

Ela conclui a postagem dizendo que segue em paz. “Essa é uma decisão que foi tomada por quem tem autonomia para fazê-lo: os organizadores do evento. Sigo em paz e focada em buscar condições para amenizar as muitas demandas da nossa cidade”, finalizou.

ACRE

Atendimento da OCA em RIO BRANCO-AC deixa a desejar

Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O YacoNews recebeu denúncia de que o atendimento na OCA na Capital de RIO BRANCO-AC, está deixando a desejar, principalmente as pessoas que vao do interior.

Uma estudante formada em 2018 está tentando retirar seu certificado de 2°grau já há algum tempo. Por quatro vezes, com gastos com translado de ída e volta, se dirigiu a OCA e ainda não conseguiu seu certificado validado (com carimbos dos órgãos competentes). Na última ída a OCA, pela 4°vez, recebeu nada mais ou a menos, a simples justificação de que não foi possível confeccionar seu diploma, por conta de que houve um atraso por conta de um feriado, mas que tinha sido agendada sua ída na confirmaçao de receber.

Podemos observar que o setor da OCA nao tem compromisso eficiente com a população, principalmente quem vai do interior. Nisso as pessoas têm despesas com translados, refeições, estadia, perda de tempo… mesmo com agendamento.

Seria viável um setor tão sério como o da OCA, ter mais eficiência com os munícipes vizinhos. E obedecer seu agendamento com êxito, seriedade e compromisso.

YACO NEWS

Continue lendo

ACRE

SENA: Acusado de matar desafeto na frente da mulher e dos filhos é condenado a mais de 32 anos de prisão

Senaonline.net, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Levado a julgamento na última sexta-feira, 20, Fernando Cavalcante da Silva foi condenado a uma pena de 32 anos, 10 meses e 26 dias de prisão. Ele é um dos acusados no assassinato de Tiago Lima de Souza, 30 anos, ocorrido no ano passado em Sena Madureira.
Presidido pelo juiz de direito, Fábio Farias (Vara Criminal), o júri-popular começou por volta de 8 horas da manhã. Ao longo do dia, testemunhas prestaram depoimentos e depois houve o debate entre a promotora Juliana Hoff, do Ministério Público, e o advogado de defesa do réu. Embasada nas provas, a promotora pediu ao corpo de jurados a condenação do acusado.
Conforme o apurado pela Polícia, Tiago Lima de Souza foi morto em maio de 2018, no Bairro da Vitória. Ao menos sete criminosos, entre maiores e menores de idade, arrombaram a residência e executaram a vítima na frente dos filhos e da esposa.
Pelo o que ficou estipulado pela justiça, a pena deverá ser cumprida inicialmente em regime fechado.

JUSTIÇA DE SENA ATUA COM RIGOR

No decorrer da semana foram realizados no Fórum de Sena Madureira um total de três julgamentos, tratando de crimes contra a vida. Em todos eles os réus foram condenados a penas consideradas expressivas. Isso é a prova inconteste de que, nem a comunidade nem a justiça, não são coniventes com esse tipo de prática.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp WhatsApp Notícias