NOSSAS REDES

Acreanidades

Big Brother Brasil 18 terá final ao vivo no Acre

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Conterrâneos da acreana Gleici poderão assistir à decisão do reality show depois da novela ‘Deus Salve o Rei’, nesta quinta-feira

Thiago Leifert anunciou na noite desta terça-feira, durante o Big Brother Brasil, que a final do reality show da Globo, na quinta-feira, será transmitida ao vivo para o Acre, que tem fuso horário de duas horas a menos em relação ao horário de Brasília e sempre vê as produções da emissora mais tarde. A mudança na grade horária da Rede Amazônica — a filiada local da Globo — garantirá que o programa passe ao vivo no estado da finalista, acriana Gleici.

Com a alteração, os espectadores do Acre e de parte do Amazonas terão uma surpresa: o BBB começará logo depois da novela das 7, Deus Salve o Rei. A final do reality show, disputada entre Kaysar, acreana Gleici e a família Lima, será transmitida a partir das 22h30 no horário de Brasília (ou às 20h30 no horário da região).

Fuso horário

O Brasil tinha um horário único até 1913, quando o presidente Hermes da Fonseca adotou quatro fuso horários diferentes para o território nacional. O Acre ficou então a duas horas a menos em relação a Brasília.

Em junho de 2008, uma proposta de lei do senador Tião Viana (PT) foi sancionada, alterando o horário do estado para apenas uma hora a menos em relação ao de Brasília — ou duas horas a menos, quando há horário de verão.

Em outubro de 2010, um referendo realizado junto à população determinou que 56,9% dos acreanos preferiam o fuso horário instituído em 1913. Assim, a presidente Dilma Rousseff sancionou uma lei que restaurava o horário anterior. A decisão passou a valer em novembro de 2013. Por Veja

Vote no BBB18: Gleici! Quem deve vencer? Para votar na acreana Gleici, clique aqui.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Colapso na saúde e exemplos de tratamento contra a Covid-19 serão assuntos da live que busca salvar vidas

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Com o objetivo de salvar vidas, médicos de várias partes do Brasil e o Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) realizarão uma live nesta quarta-feira (17) para divulgar o sucesso no tratamento contra o coronavírus (Covid-19) em Belém do Pará. Especialistas tratarão sobre a abordagem adotada pelos médicos paraenses em pleno colapso no sistema de saúde, contribuindo para reduzir a quantidade de mortes.
O evento, aberto para toda a população e para gestores públicos. será transmitido pelo perfil do Sindmed-AC no YouTube, com a participação de especialistas de vários Estados, contemplando profissionais do Acre e de Rondônia.
“É um projeto de iniciativa da Dra. Luciana Cruz que está em uma corrente nacional de combate a Covid-19. Um trabalho muito bonito, participando de grupos de debate em todo o Brasil, chegando a dialogar sobre os problemas com o Ministério da Saúde”, detalhou a primeira-secretária do Sindicato, Jacqueline Fecury.
O tema do evento online é “A experiência em situação de colapso na pandemia de Covid-19 em Belém do Pará: 300 casos nas fases IIA e IIB tratados em domicílio”.
O Sindmed-AC vem realizando videoconferências com médicos nos últimos meses, buscando ouvir demandas e debater a aplicação de protocolo para tratamento contra o coronavírus. As atividades ainda incluem visitas às unidades de saúde e reuniões com autoridades, buscando cobrar melhorias nas condições de trabalho e no atendimento da população.
Devido ao alcance do debate, os organizadores estão divulgando o horário, levando em consideração o fuso de cada região, assim, no Acre, a live começará às 19h. Em Rondônia, o evento está marcado para às 20h e, para aqueles que estão em outras regiões do Brasil, o horário de início do debate será 21h.

Continue lendo

ACRE

Após um mês de obras, Terceirizados terão sede própria para o sindicato da classe

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O ano de 2020 será um marco para o Sindicato das Empresas Prestadoras de Serviços Terceirizáveis do Acre (Seac-AC). Após obras iniciadas na primeira quinzena de maio, a conclusão da primeira sede própria da entidade está em fase final. O espaço é um sonho antigo da Diretoria da instituição, que desde a sua criação funcionava em espaços cedidos por empresas do setor. Com isso, a expectativa é de que a atuação sindical seja ainda mais forte na capital e no interior.

Localizada na Rua Alexandre Farhat, tradicional logradouro do bairro José Augusto, o local recebe a instalação de equipamentos de segurança e outros itens após a intervenção na estrutura física dos últimos 30 dias. O atendimento aos trabalhadores terceirizados e empresários da área já é realizado com hora marcada, seguindo todas as recomendações das autoridades de saúde para evitar aglomerações e contágio pelo novo coronavírus. Não há data definida para a inauguração da sede, mas a direção garante que fará uma grande festa para o momento, assim que houver segurança sanitária para o evento.

O investimento para viabilizar o ponto de encontro para articulação e atuação dos membros do sindicato partiu dos empresários do setor, que também fizeram doações de mesas, cadeiras, bebedouro, computadores, impressora e outros equipamentos. Presidente do Seac, Joseph Júnior de Amorim comenta que a sede da entidade é a mais relevante ação da história da entidade. Para ele, essa conquista representa a fortificação do setor terceirizado.

“O Seac representa uma organização de trabalhadores e empresários em busca de uma terceirização unida, da luta pelo direito dos trabalhadores terceirizados em todo o Acre e a representatividade juntos aos órgãos contratantes para que as empresas recebam em dia, além de ter os direitos contratuais resguardados. Ter uma sede própria, pela primeira vez, é um marco para todos aqueles que lutaram e ainda lutam pela valorização do nosso setor”, enfatiza o presidente.

Diretor administrativo do Sindicato das Empresas Prestadoras de Serviços Terceirizáveis do Acre, o empresário Jebert Nascimento afirma que o novo espaço é a casa dos terceirizados no Acre. “A nova sede do Sindicato acolherá trabalhadores e empreendedores em busca do fortalecimento das classes”. De acordo com Jebert, isso representa a independência da entidade no desenvolvimento das articulações internas, atuações sindicais e desenvolvimento de estratégias em busca de melhorias para os empresários do setor e para os trabalhadores.

“É a concretização de um sonho muito antigo, principalmente por parte dos integrantes da Diretoria. É o retrato de que cada vez mais nós da terceirização, independente do papel que desempenhamos neste setor, estamos unidos em busca de um objetivo único: respeito e valorização da nossa classe, que mesmo sendo tão importante não é prestigiada da maneira que merece. Estamos cada vez mais empenhados em trabalhar em prol dessa causa”, pontua Nascimento.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias