NOSSAS REDES

ESPECIAL

Brasil vence Sérvia e enfrenta freguês México nas oitavas da Copa

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Paulinho e Thiago Silva marcaram os gols da vitória brasileira por 2 a 0.

O Brasil confirmou sua vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo com a vitória por 2 a 0 sobre a Sérvia, nesta quarta-feira (27), em Moscou. Os gols brasileiros foram marcados por Paulinho e Thiago Silva.
.

A equipe de Neymar se classificou na primeira colocação do Grupo E, com 7 pontos, e encara na próxima fase o México, segundo colocado do Grupo F.

Paulinho abriu o placar na vitória da seleção brasileira sobre a Sérvia
Paulinho abriu o placar na vitória da seleção brasileira sobre a Sérvia – Victor R. Caivano/Associated Press.
.

No outro jogo da chave brasileira, Suíça e Costa Rica empataram em 2 a 2 e os suíços, com 5 pontos, vão para as oitavas enfrentar a Suécia.​

Adversário do Brasil nas oitavas, o México nunca venceu o Brasil em Copas do Mundo. Foram quatro confrontos até hoje, com três vitórias brasileiras e um empate. O confronto entre os dois acontece na próxima segunda-feira (2), em Samara.

O lateral Marcelo, que saiu com dores na coluna no início da partida, é dúvida para a primeira partida do mata-mata.

O primeiro gol da seleção foi criado pelo meia, que fez um belo lançamento para Paulinho. Além do passe, ele criou várias oportunidades e roubou bolas para ajudar os defensores.

Após o lançamento de Coutinho, o ex-corintiano foi rápido e encobriu o goleiro Stojkovic. Foi o oitavo gol do volante na era Tite.

A vitória foi também a afirmação do quarteto ofensivo, que já começava a ser questionado pelo treinador. Até agora, o time fazia uma campanha regular com um empate contra a Suíça, por 1 a 1, na estreia, e uma vitória, nos acréscimos, diante da Costa Rica, por 2 a 0.

O Brasil também se livrou de enfrentar a Alemanha no mata-mata. Mais cedo, os alemães foram eliminados ao serem derrotados pela Coreia do Sul, por 2 a 0.

Sendo assim, o Brasil segue isolado como o maior vencedor da história das Copas, ainda que não leve a taça na Rússia.

Os alemães eram os únicos que podiam ser pentacampeões neste Mundial. A outra tetracampeã é a Itália, que não se classificou para o torneio.

A vitória em Moscou foi a 19ª da era Tite. Sob o comando do treinador, o time tem também quatro empates e apenas uma derrota.

O Brasil começou melhor. O time partiu para o ataque, com jogadas velozes de Neymar, Coutinho e Gabriel Jesus.

Em menos de 5 minutos, o time criou duas oportunidades. Em seguida, o time brasileiro levou o primeiro susto.

O lateral Marcelo reclamou de dores na coluna numa tentativa de arrancada e teve que ser substituído por Filipe Luís, que disputou a sua primeira partida em Copas. Ele ficou fora do torneio em 2014.

A saída do lateral do Real Madrid surpreendeu e desorganizou o time. A partir daí, a Sérvia começou a acuar o Brasil.

Com o tempo, a equipe de Tite equilibrou o jogo. Aos 28 min, Gabriel Jesus desperdiçou outra chance após passe de Neymar.

O gol não demoraria a sair. Aos 35 min, Paulinho —eleito o melhor em campo— abriu o placar. Ele aproveitou o belo lançamento de Coutinho, que recuou até o campo de defesa para receber, e encobriu o goleiro adversário. O Brasil ainda desperdiçou duas oportunidades antes do juiz apitar o intervalo.

No segundo tempo, a Sérvia se lançou ao ataque. Eles também precisavam da vitória para permanecer na Copa, o que acabou não acontecendo.

Empolgados pelos seus torcedores, ele pressionaram e quase empataram. Aos 15 min, Thiago Silva teve que tirar uma cabeçada de Mitrovic.

Quando a pressão da Sérvia ficava cada vez maior, o Brasil fez o segundo aproveitando uma jogada de escanteio.

Aos 22 min, Thiago Silva fez de cabeça o segundo gol da seleção após cruzamento de Neymar.

No lance, os sérvios pediram uma falta cometida por Miranda em cima de Mitrovic, mas o juiz não apitou.

Com a vantagem de dois gols do Brasil, a partida ficou aberta, com espaços. Mas o Brasil conseguiu segurar o resultado.

No final, aos 34 min do segundo tempo, Tite se deu o luxo de tirar de campo Coutinho, que estava pendurado, e colocou Renato Augusto.

Antes, Paulinho já havia deixado o campo para a entrada de Fernandinho.

Após a vitória, a delegação embarca para Sochi, onde ficará concentrada até sábado (30). Por Camila Mattoso, Diego Garcia, Sérgio Rangel. Folha SP.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat