NOSSAS REDES

MUNDO

Brasileiro que matou família na Espanha é condenado à prisão perpétua

PUBLICADO

em

Um tribunal espanhol condenou o brasileiro Patrick Nogueira à prisão perpétua nesta quinta-feira (15), por esquartejar seus dois tios e assassinar dois primos de um e três anos, em 2016, um crime que chocou a Espanha.

Foto de capa: Patrick Nogueira Gouveia.

Réu confesso, Nogueira, de 22 anos, recebeu a pena máxima prevista no Código Penal espanhol. A sentença pode ser revista após o cumprimento de 25 anos, de acordo com a decisão lida pela presidente do tribunal de Guadalajara, María Elena Mayor. O jovem estava preso há dois anos, após ter se entregado à polícia espanhola.

Ele confessou ter assassinado primeiramente a tia, Janaína Santos Américo, de 39 anos, e seus dois filhos, de 1 e 4 anos. No momento do crime, Marcos Campos, de 40 anos, tio de Nogueira, não estava em casa, mas o assassino afirmou ter esperado sua chegada para matá-lo em seguida.

Os adultos foram esquartejados e os pedaços dos corpos foram colocados em sacolas plásticas. Gouveia teve o cuidado de limpar a casa, onde os restos mortais das vítimas foram encontrados um mês depois, devido ao odor nos arredores da residência.

Marcos Campos Nogueira e sua mulher Janaína Santos Américo foram encontrados mortos em Pioz, Espanha

Enquanto cometia os crimes, Gouveia trocou mensagens por WhatsApp com um amigo no Brasil, Marvin Henriques, a quem “pedia conselhos, relatava o que estava fazendo e enviava fotografias dos cadáveres, recebendo por parte de seu interlocutor mensagens de incentivo”, afirma um documento judicial da Espanha.

Henriques está em liberdade provisória e aguarda o julgamento no estado da Paraíba como cúmplice do crime.

Nogueira fugiu em 20 de setembro de 2016 para João Pessoa (PB). Mas, no dia 19 de outubro, retornou à Espanha, onde se entregou voluntariamente, convencido por sua família de que era melhor ser condenado na Espanha do que no Brasil. CIBERIA// RFI

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS