NOSSAS REDES

ACRE

Casal é preso após sequestrar e roubar carro de motorista de aplicativo em Rio Branco

PUBLICADO

em

Uma ação rápida dos Policiais Militares do 1° Batalhão resultou na prisão de uma mulher de 20 anos e um homem de 43 anos, pelo crime roubo. As prisões ocorreram na praça localizada próximo a Igreja Católica do bairro Calafate, em Rio Branco.

De acordo com a polícia, a dupla juntamente com um outro criminoso [que não foi preso] são acusados de sequestrar um motorista de aplicativo, de 45 anos, amarrá-lo, agredi-lo e roubar os pertences, dinheiro e o veículo Onix Joy da vítima.

O motorista relatou a reportagem do ac24horas, que por volta 14h foi acionado através do aplicativo para pegar um passageiro na praça do Conjunto Wilson Ribeiro, na regional do Calafate, quando dois homens entraram no veículo e quando chegaram na frente de um cemitério, na Estrada do Calafate, um dos criminosos em posse de uma arma de fogo anunciou o assalto. O motorista foi rendido, o criminoso assumiu a direção do carro, entraram em um ramal ao lado do cemitério e foram para uma residência. O trabalhador foi amarrado, agredido e feito refém por mais de duas horas. Os bandidos colocaram um capuz na vítima, o jogaram dentro do porta-malas do seu carro e após rodar com o veículo vários bairros de Rio Branco, jogaram o motorista de aplicativo amarrado no ramal do Panorama, na região do bairro São Francisco.

A vitima conseguiu se desamarrar, pedir ajuda a populares e acionou a Polícia Militar. O roubo foi comunicado via Ciosp e todas as características do veículo e dos criminosos foram repassadas as guarnições policiais. Durante patrulhamento, os PMs encontraram na praça do bairro Calafate, um dos bandidos , a mulher que pediu a corrida no aplicativo e o veículo.

Foi feito a abordagem, dada a ordem de prisão e os criminosos, juntamente com o veículo, foram encaminhados à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos. O terceiro bandido envolvido no roubo não foi encontrado pelos Policiais Militares.

Os bandidos relataram aos policiais que o veículo do motorista de aplicativo seria levado à Bolívia.

O carro foi restituído ao motorista de aplicativo. Os pertences da vítima, celular e dinheiro não foram recuperados. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS