NOSSAS REDES

ACRE

Católicos e Evangélicos do Acre se despedem de 2020 clamando por um ano novo de bênçãos

PUBLICADO

em

De máscaras, tanto os fiéis católicos como evangélicos se despediram de 2020 adorando e louvando ao nome de Deus, em seus respectivos cultos de fim de ano na noite desta quinta-feira (31).

Na Catedral Nossa Senhora de Nazaré, ocorreu a tradicional Missa de Ano Novo, iniciada pelo padre Manoel, às 19:05 horas. Também presentes no culto de celebração ao ano novo, os evangélicos marcaram presença no culto na Assembleia de Deus, da avenida Antônio da Rocha Viana, que iniciou às 21 horas.

Na catedral, logo que começou, a celebração contou com uma caminhada dos jovens com a bandeira da ‘paz’.

Presidida pelo padre Manoel Costa, a celebração religiosa teve um tom de agradecimento e reflexão pelo ano que chegou ao fim, palavras de esperança e boas expectativas para o ano de 2021. A missa reuniu pouco mais de 100 fiéis, todos de máscaras, e contou com a procissão do menino Jesus até o altar da Catedral feita pelos jovens da Igreja.

O Padre Manoel Costa lamentou as mortes de quase 200 mil brasileiros em decorrência do coronavírus, pontuou que o vírus trouxe consequências e modificações na vida do ser humano e celebrou a chegada da vacina.

“O vírus nos mostrou ao mesmo tempo quão vulneráveis diante desta situação e desta realidade de poder ser contaminado sem saber quando e onde. O ser humano foi induzido e aconselhado também ao confinamento, distanciamento e com isso, a modificação dos modos de vida e as grandes consequências para todos os modos de organização social. Este grande desafio, desse histórico ano que a humanidade se viu confrontada. Tivemos muitas perdas. No Brasil, quase 200 mil brasileiros foram vitimizados por esse inimigo invisível. Fomos afetados pelo medo, pela incerteza e esta realidade marcou um pouco das nossas vivências deste ano de 2020, que podemos dizer que foi um ano perdido, mas meus irmãos e irmãs, ao mesmo tempo, conseguirmos enxergar o gênio humano que diante dos seus maiores desafios é incentivado a descobrir novos modos de vida e quantas iniciativas novas, bonitas, e que ficarão para sempre nas nossas vidas que diante do desafio, o ser humano não cruza os braços, ele quer superar. As realidades que enfrentamos é um desafio para desenvolver potenciais novos. Em tão pouco tempo essa vacina chegou e em muitos países e muitos locais pessoas já estão sendo beneficiadas, e esse é pra nós nesse tempo que vivemos um sinal de esperança. ”, pontuou.

Já na Assembleia de Deus, quem comandou o culto da virada foi o pastor-presidente, Luiz Gonzaga, recuperado recentemente da covid-19.

“Foi difícil esse ano? Foi!, mas também foi um ano de bençãos e vitórias, tanto que estamos aqui. Vamos orar a Deus, e nessa oração procuraremos permitir ao senhor, como diz o salmo 139: “que sonde o nosso coração” e que ele veja se há em nós algum caminho mal”. Mesmo que em alguns momentos exista um mar vermelho diante de nós, nós temos que avançar porque Deus abriu o mar e Deus faz coisas extraordinárias”, afirmou.

Em diversos momentos, pastores de diversos municípios ocuparam o púlpito da igreja para pregar a palavra de Deus e cantar louvores.

Em razão da pandemia do novo coronavírus, os fiéis e evangélicos que pertencem ao grupo de risco e crianças menores de 10 anos tiveram que acompanhar a missa de casa, por meio dos canais do Facebook: Catedral de Nossa Senhora de Nazaré e a Assembleia de Deus.

Ao contrário do ano passado, a missa e o culto de ano novo teve a presença de poucos fiéis em razão da pandemia da covid-19, aqueles que foram à catedral seguiram todos os protocolos das autoridades sanitárias desde o distanciamento de dois metros, ao uso de máscaras e álcool em gel.

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS

WhatsApp chat