NOSSAS REDES

ESPORTE

CBF oficializa convite para Tite seguir na seleção brasileira

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Técnico terá perdão raro após eliminação em Copa do Mundo.

A CBF formalizou na madrugada deste sábado (7) um convite para Tite continuar na seleção brasileira.

O chefe da delegação e futuro presidente da entidade, Rogério Caboclo, esteve com o técnico em Kazan, após a derrota para a Bélgica, por 2 a 1, que eliminou o Brasil da Copa do Mundo.

Eliminado nas quartas de final da Copa, Tite poderá ter um perdão raro para técnicos da seleção. A última vez que um derrotado em Mundial seguiu à frente da equipe foi em 1978, com Claudio Coutinho. No torneio seguinte, em 1982, porém, ele já não era o treinador da equipe. 

Entre os vitoriosos, o único que permaneceu foi Zagallo, que renovou o contrato após vencer a Copa de 1970.

Para Tite, o futuro presidente da CBF ofereceu as mesmas condições e estruturas que foram dadas nesses dois anos para a seleção.

Negociações sobre tempo de permanência e dinheiro só começarão depois de o técnico dar o aval de que também quer continuar. Quem cuida dos assuntos financeiros do gaúcho é o empresário Gilmar Veloz, que ainda não foi acionado. 

Antes da partida que eliminou o Brasil, eles já tinham sentado para conversar e Caboclo havia dito que a CBF estava “orgulhosa” do trabalho e que queria a permanência da comissão técnica.

Naquele momento, eles acreditavam que Brasil conseguiria vencer a Bélgica e conquistar a vaga para a semifinal do Mundial. A proposta não estava condicionada a essa sequência.

Neste sábado, Tite pediu um tempo para responder ao cartola. Frustrado, vai tirar uns dias de folga e só depois irá à CBF falar sobre o seu futuro. O treinador vai se reunir com a família nos próximos dias e pensar.

À Folha, a CBF confirmou o interesse na permanência do técnico, mas diz não tratar as conversas como um convite oficial. 

Antes de ir à Rússia, ele já havia avisado que tiraria férias após o torneio.O gaúcho deve ficar no Rio de Janeiro, onde sua família foi morar desde que ele assumiu o comando do time nacional. A definição deve ser tomada em 15 dias.

A decisão de tentar manter o treinador é de toda a cúpula da confederação e teve a concordância do presidente atual, Antônio Carlos Nunes.

Com os bons resultados em campo, Tite ajudou a espantar a crise política da CBF, envolvida em escândalos de corrupção. Seus dois últimos ex-presidentes estão com problemas na Justiça. José Maria Marin foi preso e condenado, Marco Polo Del Nero foi banido do futebol.

Com a instabilidade na entidade, o técnico ganhou espaço para fazer tudo que queria. Ele só aceita continuar com a mesma situação.

No período antes da Copa, o treinador fez o time reencontrar o bom futebol e ganhou da direção da CBF todo o apoio financeiro. A delegação brasileira foi a maior da história da seleção. Tite contou com ajuda de 40 pessoas.

A confederação tem a expectativa de que o gaúcho demore para responder. Cartolas entendem que esse foi um primeiro passo para a formalização do início das negociações. ​

Após a derrota para a Bélgica, jogadores e comissão se despediram da Rússia. Parte do grupo chega ao Brasil neste domingo, enquanto alguns ficaram na Europa.

O coordenador de seleções da CBF, Edu Gaspar, foi o único a se manifestar publicamente.“Agora é difícil responder e pensar mais adiante, ainda estamos juntando nossas dores. Vamos chegar ao Brasil, esfriar a cabeça e voltar a conversar. Temos que ter um pouco de paciência, tentar ter o máximo de discernimento para retomar a naturalidade”, afirmou Gaspar.

O Brasil deu adeus ao Mundial após perder para a Bélgica por 2 a 1, com gols de Fernandinho, contra, e De Bruyne. Renato Augusto diminuiu no segundo tempo.

Com Tite à frente da seleção, em dois anos, foram 26 jogos, 20 vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas. Foram apenas oito gols sofridos, contra 55 marcados.

Neste sábado, o clima era de frustração na despedida da seleção da Rússia, depois de quase um mês desde a chegada a Sochi no último dia 11 de junho.

“Essa dor não é fácil. A maior como atleta e dirigente. Uma dor que sangra. Mas temos que seguir firme nos nossos objetivos. O esporte é inerente ao resultado. Vamos seguir nosso trabalho”, afirmou Edu Gaspar.

O volante Fernandinho, 33, que falhou nos dois gols da derrota para a Bélgica, foi o primeiro a deixar o Mirage Hotel neste sábado, em Kazan.

Ao lado de Marquinhos, Cássio, Alisson, Filipe Luís, Renato Augusto, Paulinho e Firmino, o meio-campista foi aplaudido por cerca de 30 torcedores que aguardavam a saída da seleção na porta.

Os atletas deixaram o local antes dos demais pois vão permanecer na Europa, onde moram ou tem familiares, em vez de retornar ao Brasil.

O voo de volta da CBF faz escala em Madrid e chega ao Rio de Janeiro às 5h de domingo.

Neymar, que saiu sem falar ao final da derrota, vai passar alguns dias de férias em Mangaratiba, no litoral do Rio de Janeiro, com a família e a namorada, a atriz Bruna Marquezine.

Antes de sair para pegar o voo com os demais companheiros, o camisa 10 desceu ao saguão do hotel em Kazan e deu um longo abraço em sua mãe, Nadine Gonçalves, emocionado.

“A partir do momento em que passei a conviver mais com o Neymar, vi que não é fácil ser Neymar. É um menino. Menino, não, desculpe o termo. Deixou de ser menino. É um atleta que merece todo o meu elogio. As pessoas esquecem o tempo que ele ficou parado”, afirmou o coordenador de seleções da CBF. Folha SP.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ESPORTE

Arena da Floresta vai se chamar Arena Acreana

Blog do Evandro Cordeiro, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O estádio Arena da Floresta vai se chamar Arena Acreana. Construído no segundo governo do petista Jorge Viana, o estádio ganhou um nome de conformidade com a ideologia política estabelecida pela esquerda, a tal florestania. Considerada falácia pelo grupo atual, com resultados que ferraram o Acre do ponto de vista econômico, a idéia é apagar qualquer coisa ligada política anterior. Segundo o diretor de esportes do governo, Júnior Santiago, Arena Acreana foi o nome da preferência nas redes sociais.

O governador Gladson Cameli (Progressistas) seguiu a preferência do povo, segundo Santiago.

Continue lendo

BRASIL

Tite pensa em modificações no amistoso contra o Peru

Agência Brasil, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Seleção Brasileira de Futebol se prepara para enfrentar o Peru pela terceira vez em 2019. Foram dois confrontos durante a Copa América e duas vitórias da equipe comandada por Tite. O técnico da seleção brasileira pensa em fazer algumas mudanças em relação ao time que começou a partida contra a Colômbia, na última sexta-feira (6). O resultado foi um empate em 2 a 2, com gols de Casemiro e Neymar. “Sabendo da grandeza do jogo, de repetir final de Copa América, a ideia é manter a estrutura básica, mas com modificações sim. Quero manter a estrutura da equipe, para um reencontro com a devida competitividade. Pode ser em torno de quatro atletas”, observou Tite.

“O Peru cresceu muito nas eliminatórias. Cresceu como equipe. Se consolidou. Gareca tem feito grande trabalho. Vai ser um grande jogo de novo. Pode perder algumas peças, o Guerrero, mas há outros jogadores com qualidade. Mantém-se a estrutura básica da equipe”, acrescentou Tite.

Depois de vencer os peruanos por 5 a 0 e 3 a 1 na Copa América 2019, o último resultado na final da competição, o técnico Tite sabe que para os peruanos pode haver um sentimento de revanche.

“Se eu estivesse do outro lado, teria esse sentimento de revanche, mas com lealdade. Não tem por que dar porrada. Quero jogar para mostrar que sou melhor. Se fosse o contrário, também teria. Como se faz de forma leal, é outra história. É salutar. Leva pressão”, afirmou.

A partida contra o Peru será à meia-noite desta terça-feira (10), horário de Brasília. O jogo será disputado no Los Angeles Memorial Coliseum, nos Estados Unidos.

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Advogados Online