NOSSAS REDES

ACRE

Com entrega atrasada há 3 anos, governo Tião Viana promete novo prazo para entregar escola de gastronomia

PUBLICADO

em

Obra está sendo construída há mais de quatro anos na Cidade do Povo. Secretário diz que obra está em fase de acabamento e instalação de equipamentos.

Na foto de capa: Escola de gastronomia está sendo construída há mais de quatro anos na Cidade do Povo, em Rio Branco — Foto: Divulgação/Secom.

A obra do Centro de Educação Profissional e Tecnológica de Gastronomia e Hospitalidade, na Cidade do Povo, em Rio Branco, deve ser concluída até dezembro deste ano.

O secretário estadual de Obras Públicas, Atila Pinheiro, informou que já foi concluído mais de 80% da obra e que está em fase de acabamento e instalação de equipamentos.

O Centro está em construção há mais de quatro anos. O início das obras foi assinado pelo governador Tião Viana no dia 29 de abril de 2014 e a previsão inicial era de que ficasse pronto em 12 meses.

“A obra está mais que 80% concluída, agora é mais a parte de equipamento e acabamento mesmo. A parte estrutural já está toda completa. Então, antes de dezembro, a gente inaugura essa obra”, afirmou Pinheiro.

Atrasos

Desde que foi iniciada, vários prazos foram dados para que a obra fosse entregue. Em janeiro de 2016, o governo anunciou que ficaria pronta em julho daquele ano. Já em outubro de 2016, a nova previsão dada pelo governo era em fevereiro de 2017.

Em julho de 2017, o estado acabou divulgando uma nova dada de entrega e dessa vez era com previsão para dezembro de 2017.

Em entrevista ao G1 em abril deste ano, o secretário chegou a explicar que o atraso na entrega da escola ocorreu devido problemas com a empresa responsável pela construção.

A empresa chegou a ser notificada e, sem mostrar resultado, o contrato acabou sendo reincidido e foi preciso abrir um novo processo de licitação.

Com investimento de R$ 8 milhões, escola deve atender 120 alunos por turno na Cidade do Povo — Foto: Divulgação/Secom

Com investimento de R$ 8 milhões, escola deve atender 120 alunos por turno na Cidade do Povo — Foto: Divulgação/Secom.

Investimento

Ao todo, os investimentos chegam a R$ 8 milhões, conforme o secretário. Os recursos são do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do governo do Acre e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O centro vai contar com salas de aulas, laboratórios de restaurantes e hotelaria, bar e cafeteria, cozinha experimental, panificação e confeitaria. Além de práticas livres, de hotelaria e camareira, biblioteca, lanchonete, e outras áreas de convivência e formação. Serão cerca de 120 alunos da região por turno. G1Acre.

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS