NOSSAS REDES

CIDADES

Coordenador dos Juizados Especiais do Acre é homenageado pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Honraria é concedida pelo município a pessoas que contribuem com a cultura da cidade.

O coordenador dos Juizados Especiais do Acre, desembargador Pedro Ranzi, foi homenageado pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul com a honraria Mérito Cultural Lins Sampaio, concedida pelo município a pessoas que contribuem ou contribuíram com a cultura da cidade. A solenidade ocorreu no último dia 5, no Teatro dos Naus.

O desembargador Pedro Ranzi agradeceu a homenagem e enfatizou que o TJAC está sempre de portas abertas para receber toda população e dar as melhores soluções, diante dos conflitos.

Ainda como parte da agenda institucional na cidade de Cruzeiro do Sul, o desembargador visitou a unidade da Justiça Volante para verificar o desenvolvimento do serviço à população cruzeirense.

A Justiça Volante da Comarca de Cruzeiro do Sul funciona no prédio da 1ª Circunscrição Regional de Trânsito e é fruto de aditivo ao Termo de Cooperação Técnica nº 21/2017, entre o TJAC e o Detran/AC, assinado no dia 17 de maio deste ano. Ao Tribunal de Justiça, conforme o aditivo, dentre diversas outras obrigações, cabe, além de administrar as atividades da Justiça Volante, orientar, supervisionar e fiscalizar os trabalhos conveniados, verificando o exato cumprimento das metas.

Neste ano, segundo o boletim, foram 61 atendimentos e, desse total, 26 acordos foram realizados no local do acidente.

Na oportunidade, o desembargador visitou também o gabinete do prefeito Ilderlei Cordeiro, que ressaltou a importância da parceria entre as instituições. Gecom TJAC. 

Advertisement
Comentários

Comente aqui

Rio Branco

Detran divulga lista de veículos com restrição de roubo e furto que se encontram no pátio

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC) divulga nesta quarta-feira, 19, a  lista de veículos com restrição de roubo ou furto, recuperados pelos diversos órgãos do Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), que estão recolhidos aguardando resgate dos proprietários.

A partir desta semana, a lista atualizada estará sempre disponível no site da autarquia.  Os veículos estão identificados pela placa. A medida visa informar ao cidadão, com agilidade, a recuperação do bem. Após consultar a lista pelo site do órgão, o interessado já pode iniciar o resgate de sua propriedade.

Passo a passo

Quando o veículo está no pátio do Detran, o proprietário precisa ir à delegacia para expedir o termo de restituição, após isso, o proprietário deve ir ao prédio de Parqueamento do Detran, com o termo  e a documentação pessoal do proprietário ou representante legal para solicitar o laudo de vistoria realizada pela autarquia no ato de entrada do veículo pátio.

A unidade de Parqueamento fica localizada na Avenida Antônio da Rocha Viana, n° 2005, Jardim Manoel Julião, em Rio Branco/AC, no horário de funcionamento que é das 7h30 às 16h30.


Unidade de Parqueamento Foto: Arquivo.

Logo em seguida, o proprietário deve se dirigir ao atendimento da unidade do Detran Veículos para requerer a retirada da restrição do veículo. Nesta etapa, o cidadão deve apresentar o laudo da vistoria, termo de restituição e documento pessoal do proprietário/representante legal.

O prédio do  Detran Veículos fica na Avenida Nações Unidas, Nº 2710, 7º BEC, Rio  Branco/AC e atende das 7h30 às 16h30.

Após a retirada da restrição no sistema do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), o proprietário deve se dirigir ao pátio do Detran, com toda a documentação, para finalmente retirar o seu veículo.

O resgate é feito somente pelo proprietário ou procurador, sendo necessário apresentar documento de identificação com foto, juntamente com o boletim de ocorrência e o termo de restituição encaminhado pela delegacia, além de quitar todos os débitos (se houver) referentes ao Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), licenciamento, seguro e multas.

“Vale ressaltar que, para facilitar a vida do cidadão, o proprietário não paga os débitos de pátio (guincho, estadias e vistoria)”, explica o presidente do Detran, Luiz Fernando Duarte.  Por Ana Flavia Soares. 

Segue a lista:

Ord.PLACA_UFSITUAÇÃO
1MZS6782 / AC Processo de leilão
2MZX3576 / ACA – Custodiado
3MZR6214 / ACA – Custodiado
4MZY5840 / ACA – Custodiado
5NXT0113 / ACA – Custodiado
6MZR1508 / ACA – Custodiado
7MZX3913 / ACA – Custodiado
8MZZ5032 / ACA – Custodiado
9MZX4111 / ACA – Custodiado
10MZW7234 /ACA – Custodiado
11NAA9678 / ACA – Custodiado
12MZS2492 / ACA – Custodiado
13MZX1660 / ACA – Custodiado
14NXR9684 / ACA – Custodiado
15NXR8412 / ACA – Custodiado
16NAA4578 / ACA – Custodiado
17NAD9857 / ACA – Custodiado
18QQI4320 / MGA – Custodiado
19MZX6824 / ACA – Custodiado
20MZQ3114 / ACA – Custodiado
21MZV5266 / ACA – Custodiado
22NAE4759 / ACA – Custodiado
23MZW0524 /ACA – Custodiado
24NAG6702 / ACA – Custodiado
25MZT8757 / ACA – Custodiado
26MZT9636 / ACA – Custodiado
27NAF1732 / ACA – Custodiado
28MZY9061 / ACA – Custodiado
29NXS3648 / AC  Liber/Entrega/Transf
30NAC9607 / ACA – Custodiado
31MZW4636 /ACA – Custodiado
32MZS3135 / ACA – Custodiado
33OVG1137 / ACA – Custodiado
34NXR0739 / ACA – Custodiado
35MZY5021 / ACA – Custodiado
36MZY5561 / ACA – Custodiado
37OXP8347 / ACA – Custodiado
38NCX0735 / ROA – Custodiado
39NAA9078 / ACA – Custodiado
40MZV7182 / ACA – Custodiado
41MZT6804 / ACA – Custodiado
42MZV9756 / ACA – Custodiado
43MZU2463 / ACA – Custodiado
44NAC0295 / ACA – Custodiado
45QLW5440 / ACA – Custodiado
46MZS9276 / ACA – Custodiado
47MZS9129 / AC processo de leilão
48NAB1510 / ACA – Custodiado
49NAB7717 / ACA – Custodiado
50OVG8752 / ACA – Custodiado
51NAG4537 / ACA – Custodiado
52MZY4554 / ACA – Custodiado
53NXS0545 / ACA – Custodiado
54MZX7808 / ACA – Custodiado
55QLU8052 / ACA – Custodiado
56AME6849 / PRA – Custodiado
57NAE5003 / ACA – Custodiado
58OVG5253 / ACA – Custodiado
59NAD1070 / ACA – Custodiado
60MZX2408 / ACA – Custodiado
61MZW9045 /ACA – Custodiado
62MZS0571 / ACA – Custodiado
63MZU7069 / ACA – Custodiado
64MZO3764 / ACA – Custodiado
65MZY6712 / ACA – Custodiado
66NAE8683 / ACA – Custodiado
67MZR2397 / AC processo de leilão
68MVW6323 /TOA – Custodiado
69MZS9873 / ACA – Custodiado
70MZQ2082 / ACA – Custodiado
71MZT4489 / ACA – Custodiado
72MZV1572 / ACA – Custodiado
73MZV7736 / ACA – Custodiado
74MZQ9281 / ACA – Custodiado
75NAB0746 / ACA – Custodiado
76MZY4221 / ACA – Custodiado
77NAE5719 / ACA – Custodiado
78MZX9073 / ACA – Custodiado
79NAB4083 / ACA – Custodiado
80NXT9119 / ACA – Custodiado
81NXR3722 / ACA – Custodiado
82MZX9332 / ACA – Custodiado
83NXR3326 / ACA – Custodiado
84MZW8673 /ACA – Custodiado
85NAE4608 / ACA – Custodiado
86NAB5067 / ACA – Custodiado
87NAB9698 / ACA – Custodiado
88MZU3698 / ACA – Custodiado
89NAD5953 / ACA – Custodiado
90NAE6226 / ACA – Custodiado
91NAD2127 / ACA – Custodiado
92NAB4991 / ACA – Custodiado
93MZX2158 / ACA – Custodiado
94NAA3510 / ACA – Custodiado
95NAA1648 / ACA – Custodiado
96NAA1080 / ACA – Custodiado
97OVG2909 / ACA – Custodiado
98NAF9755 / ACA – Custodiado
99NAA7182 / ACA – Custodiado
100MZU6586 / ACA – Custodiado
101MZQ0485 / ACA – Custodiado
102NPB5935 / ACA – Custodiado
103NAE7989 / ACA – Custodiado
104OXP5662 / ACA – Custodiado
105MZV0311 / ACA – Custodiado
106NAA0984 / ACA – Custodiado
107MZZ6967 / ACA – Custodiado
108MZS9032 / ACA – Custodiado
109NXT0005 / ACA – Custodiado
110MZU7507 / ACA – Custodiado
111NAD8742 / ACA – Custodiado
112NAD3910 / ACA – Custodiado
113NXR1789 / ACA – Custodiado
114MZO4223 / ACA – Custodiado
115MZR7254 / AC processo de leilão
116NAF4441 / ACA – Custodiado
117NAB1879 / ACA – Custodiado
118OXP7926 / ACA – Custodiado
119MZW5314 / ACA – Custodiado
120QLV6631 / ACA – Custodiado
121QLZ8852 / ACA – Custodiado
122MZN1552 / ACA – Custodiado
123MZR4907 / ACEntrou por transferência
124MZR5107 / ACA – Custodiado
125MZY2389 / ACA – Custodiado
126NAB5349 / ACA – Custodiado
127MZR0436 / ACA – Custodiado
128NAB9596 / ACA – Custodiado
129NAD1593 / ACEntrou por transferência
130MZU0288 /ACA – Custodiado
131MZV0642 / ACA – Custodiado
132MZU8914 / ACA – Custodiado
133MZX4649 / ACEntrou por transferência
134MZW4295 /ACA – Custodiado
135MZX6997 / ACA – Custodiado
136NXT7886 / ACEntrou por transferência
137OVG9653 / ACA – Custodiado
138MZX8353 / ACA – Custodiado
139MZZ4595 / ACA – Custodiado
140NAD0452 / ACEntrou por transferência
141MZU1248 / ACA – Custodiado
142MZZ2010 / ACA – Custodiado
143NAE6412 / ACA – Custodiado
144MZT7746 / ACEntrou por transferência
145MZU3493 / ACA – Custodiado
146NAB7359 / ACA – Custodiado
147NAD8335 / ACA – Custodiado
148NBY4276 / ROA – Custodiado
149NAC8366 / ACA – Custodiado
150NAA0458 / ACA – Custodiado
151MZT7969 / ACA – Custodiado
152NAG0928 / ACA – Custodiado
153QLV1311 / ACA – Custodiado
154NAD2758 / ACEntrou por transferência
155NAG4360 / ACA – Custodiado
156MZU6593 / ACEntrou por transferência
157MZS3733 / ACA – Custodiado
158NAE0762 / ACA – Custodiado
159NAB3468 / ACA – Custodiado
160NXR4112 / ACA – Custodiado
161MZX4886 / ACA – Custodiado
162NAF8169 / ACA – Custodiado
163MZU6960 / ACA – Custodiado
164NXT2137 / ACA – Custodiado
165MZV0357 / ACEntrou por transferência
166MZX7146 / ACA – Custodiado
167MZZ2387 / ACA – Custodiado
168OHL6065 / ROA – Custodiado
169NXT2292 / ACA – Custodiado
170NAE1184 / ACA – Custodiado
171NAB5332 / ACA – Custodiado
172NAF4858 / ACA – Custodiado
173MZV9961 / ACEntrou por transferência
174MZT8387 / ACEntrou por transferência
175MZX8147 / ACA – Custodiado
176NXR0067 / ACA – Custodiado
177OVG5094 / ACA – Custodiado
178NAC0162 / ACA – Custodiado
179NAE3759 / ACEntrou por transferência
180MZX7763 / ACA – Custodiado
181NAG4699 / ACA – Custodiado
182MZV0147 / ACA – Custodiado

Continue lendo

CORRUPÇÃO

Após prisões, Prefeito Ilderlei Cordeiro exonera irmã e assessor de comunicação; entenda

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Irmã de prefeito e mais quatro têm prisão temporária prorrogada em Cruzeiro do Sul.

Foto de capa: Secretário e irmã de prefeito presos em operação da PF são exonerados no interior do Acre — Foto: Arquivo pessoal.

A Justiça do Acre acatou um pedido da Polícia Federal e decidiu prorrogar por mais cinco dias a prisão temporária dos presos na Operação Presságio, deflagrada na sexta-feira (14). A informação foi confirmada pelos advogados Marcos Paulo Correia e Jairo Castro.

Estão presos: a irmã do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, a advogada Idelcleide Cordeiro, o secretário de comunicação da prefeitura, Paulo de Sá, e mais três pessoas, entre funcionários da prefeitura e da ONG CBCN, que faz a coleta de lixo da cidade.

O primeiro mandado de prisão temporária se encerra nesta terça (18). Com o novo, os suspeitos devem permanecer presos até domingo (23). A Operação Presságio cumpriu mandados de busca e apreensão e de prisão no Acre, Amazonas, Rondônia, Minas Gerais, Sergipe e Distrito Federal.

Ao G1, os advogados Marcos Paulo Correia, que defende o secretário de comunicação e Maria Alcione, e Jairo Castro, na defesa de Idelcleide Cordeiro, afirmaram que vão protocolar um habeas corpus em favor dos clientes ainda nesta terça.

Exonerações

A advogada e chefe de gabinete do prefeito de Cruzeiro do Sul, Idelcleide Cordeiro, e o secretário de comunicação da prefeitura, Paulo de Sá, foram exonerados dos cargos nesta terça.

A portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) e está assinada pelo prefeito em exercício José de Souza Lima.

Em entrevista na segunda (17), Ilderlei Cordeiro afirmou que os dois haviam pedido a exoneração, mas que podem voltar aos cargos.

Desvio

A ONG CBCN foi contratada com dispensa de licitação pela prefeitura, porém, segundo a PF, nunca prestou os serviços que foram acordados nos termos de colaboração com a gestão.

O casal Rosa Sampaio e Jocélio Araújo de Melo, que administram a ONG, também foi presos. Melo foi preso pela PF em Brasília, já a mulher dele estava em Cruzeiro do Sul quando foi levada pela polícia.

A investigação apontou que foram firmados cinco termos com diversas secretarias da prefeitura no valor de mais de R$ 52 milhões. Até o fim do exercício de 2019, a ONG já tinha recebido cerca de R$ 27 milhões.

Apesar de ter recebido já mais da metade do contrato, a polícia apurou que os serviços licitados pela prefeitura não foram efetivamente cumpridos, e sequer existe a possibilidade de que venham a ser até o fim da vigência dos contratos.

Em nota, o advogado que faz a defesa da CBCN, Daniel Gerber, alega que não houve desvio de verbas e nem recebimento de valores sem contraprestação.

“Os valores repassados pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul foram todos aplicados na execução dos objetos dos termos de colaboração firmados com o ente municipal. Não existiu qualquer repasse de valores para o centro de tratamento de resíduos que transformará o lixo em energia. Não haverá verba pública nessa etapa. O investimento será exclusivo da iniciativa privada”, destaca na nota.

Como funcionava

A polícia levantou que o modus operandi da suposta organização criminosa era complexo e envolvia diversas pessoas, tanto físicas quanto jurídicas. A investigação apontou que os pagamentos que ela recebia da prefeitura eram utilizados para o pagamento de uma empresa contratada pela própria ONG.

Essa empresa, que foi criada especificamente para prestar serviços à ONG em Cruzeiro do Sul, repassava os valores para diversas empresas de fachadas. Essas empresas, por sua vez, distribuíam o dinheiro entre os membros da organização criminosa.

A ação foi batizada como “Operação Presságio” porque a equipe de investigação detectou que os integrantes da suposta organização criminosa pressentiam e temiam que logo o esquema seria descoberto e eles presos.

Confira a nota da ONG na íntegra:

O advogado Daniel Gerber, que representa o CBCN, esclarece que não houve qualquer desvio de verbas nem recebimento de valores sem contraprestação. Os valores repassados pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul foram todos aplicados na execução dos objetos dos termos de colaboração firmados com o ente municipal.

Não existiu qualquer repasse de valores para o centro de tratamento de resíduos que transformará o lixo em energia. Não haverá verba pública nessa etapa. O investimento será exclusivo da iniciativa privada.

O advogado Daniel Gerber, que também representa Jocelio Araújo de Melo, disse que seu cliente se apresentará espontaneamente, assim como colaborará com as investigações.

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias