NOSSAS REDES

ACRE

Criança que morreu em explosão de carros no AC pediu para ficar com a avó porque não teve aula

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A pequena Esther Sofia, de 5 anos, que morreu com a avó Edvana Dominguez do Amaral, de 45 anos, após o carro em que elas estavam colidir com uma caminhonete e explodir, não tinha ido para a aula na sexta-feira (27), porque a escola estava em greve. A informação foi confirmada ao G1 pela tia da menina e irmã de Edvana, a técnica de enfermagem Sandra Dominguez, de 43 anos.

O acidente ocorreu no km 14 da BR-317, na Estrada do Pacífico, na sexta, em Brasileia, no interior do Acre. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal do Acre (PRF-AC) a caminhonete carregava duas botijas de gás e um garrafão de combustível.

“Minha irmã era apaixonada por essa neta, as duas eram carne e unha. É tanto que, como a Educação Municipal estava em greve, ela não teve aula e ligou para a avó pedindo que fosse buscá-la e, nisso, a bichinha estava junto com a vozinha. Talvez, se não tivesse tido a greve, ela podia estar na escola, mas infelizmente aconteceu isso. Estamos em estado de choque, a sensação é que estamos em um pesadelo e que não acordamos ainda”, disse a tia.

Sandra contou ainda que a irmã voltava da casa de um dos filhos no Km 26 da Estrada do Pacífico quando ocorreu o acidente.

“O filho dela ligou de manhã pedindo que ela fosse até a casa dele buscar a esposa com o filhinho que estava enfermo. Minha irmã foi de manhã, levou o outro neto para a consulta e, por volta de 13h, ela tinha deixado eles de volta em casa e estava retornando na estrada quando aconteceu esse acidente”, relatou Sandra.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat