NOSSAS REDES

ACRE

Delegado afirma que idoso acusado de pedofilia não foi morto com tiros da polícia

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O delegado Lindomar Ventura afirmou nesta quarta-feira, 9, que José Ferreira de Holanda, 68 anos, acusado de pedofilia, alvejado por dois tiros disparados por policiais, em Mâncio Lima, se suicidou com um punhal que tinha usado para tentar atingir os agentes de segurança.

“A denuncia contra o homem foi feita ao Conselho Tutelar. Ele recebeu a equipe de forma agressiva, se armou com um punhal, não atendeu o comando do policial que estava na porta e foi para cima do agente que foi abrigado a atirar. Um segundo policial, da janela, na tentativa de cessar a ação, efetuou o segundo disparo. Mas o acusado por si só começou a se estocar, se esfaquear e caiu em seguida. Foi atendido mas foi a óbito no Hospital”, assegurou o delegado.

O caso, segundo Ventura está em apuração. A ação ocorreu na tarde desta terça feira, 8, no Ramal do Batoque, quando a Polícia Civil de Mâncio Lima foi atender a uma denuncia de abuso sexual de uma menina de 12 anos.

De acordo com Lindomar Ventura, exames comprovaram que menina de 12 anos já vinha sendo estuprada por José há tempos. Casos envolvendo meninas de 6 e 7 anos também são investigados.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat