NOSSAS REDES

ACRE

Dengue e Covid-19 explodem no Alto Acre e superlotam hospital

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O panorama do atendimento no Hospital Regional de Brasiléia neste domingo, 10, era de muita apreensão com a elevada quantidade de pacientes que dava entrada a todo instante, tanto com sintomas de dengue quanto de covid-19, segundo informou ao ac24horas a gerente de Assistência à Saúde da unidade, a enfermeira Joelma Pontes.

De acordo com a profissional, muita gente estava chegando ao hospital apresentando complicações da covid-19, a maioria precisando ser internada para estabilizar o quadro de baixa saturação de oxigênio. A situação fez com que as vagas na enfermaria covid-19 ficassem esgotadas, sem a disponibilidade de leitos para novos pacientes.

“Vale ressaltar que essa superlotação é geral – tanto nas enfermarias de covid-19 quanto nos leitos de observação, clínica médica, pronto socorro e de medicação – devido ao surto de dengue que estamos enfrentando. A maioria dos pacientes de dengue chega com baixo nível de plaquetas sanguíneas, que exige um cuidado intenso”, explicou a gerente.

Outro agravante da situação no hospital que recebe pacientes dos quatro municípios da regional é a sobrecarga de serviço sobre a equipe de servidores. Muitos estão desgastados física e emocionalmente em razão dos horários corridos que decorrem do afastamento daqueles que vão sendo contaminados tanto pela dengue quanto pela covid-19.

Em Xapuri, a situação no hospital Epaminondas Jácome não era diferente, com muitos pacientes dando entrada apresentando os sintomas das duas doenças, que em muitos casos apresentam semelhanças, dificultando o começo do tratamento. Pela falta de estrutura na unidade, os casos que necessitam de maior atenção são encaminhados para o hospital de Brasiléia.

No município de Assis Brasil, que é o maior em incidência da covid-19 no estado, a alta nos casos de dengue se tornou mais um motivo de preocupação. De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, uma campanha denominada “Cidade Limpa” foi iniciada nesta segunda-feira, 11, com o objetivo de reduzir os focos de proliferação do mosquito Aedes aegypti.

Em Epitaciolândia, a nova gestão municipal começou o mandato fazendo mutirão de limpeza na cidade e tomando cuidados contra a proliferação do mosquito transmissor da dengue. Na última sexta-feira, 8, a Secretaria Municipal de Saúde, em conjunto com outros setores, realizou uma caminhada de conscientização sobre as doenças provocadas pelo Aedes.

De acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (Boletim Sesacre) neste domingo, 10, os municípios do Alto Acre acumulam juntos 4.686 casos positivos de covid-19, com 62 óbitos, dos quais 24 foram registrados em Brasiléia, 16 em Epitaciolândia, 13 em Xapuri e 9 em Assis Brasil.

A incidência da covid-19 no Acre é de 4.932,3 casos por 100 mil habitantes, os municípios de Assis Brasil e Xapuri apresentam as maiores incidências do estado com 10.273,7 e 9.796,6/100.000 habitantes, respectivamente. Em números absolutos, o Acre tem 42.127 casos de covid-19 com 825 mortes.

Comentários

Comente aqui

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat