NOSSAS REDES

CIDADES

Em Tarauacá, maioria de vereadores eleitos já barganha cargos

Radialista José Gomes - Da Amazônia para o Mundo.

PUBLICADO

em

Não são todos, mas a maioria dos novos eleitos já confirmaram nos bastidores que irão apoiar a prefeita eleita, mediante barganha e desde que os espaços de poder sejam fatiados.

Em Tarauacá, a sede insaciável de grupos políticos já pretende abocanhar a prefeita eleita Maria Lucinéia nos próximos dias. É que seu partido, o PDT, pretende alçar Chico Batista à presidência da câmara. 

O PDT sutilmente está erigindo a candidatura de Chico, nem que isso custe cargos e a dignidade do novo governo. 

Já o PSD, partido que elegeu o vice-prefeito, Raimundo Maranguape, e os vereadores Pedro Claver, com 828 votos, e Lulu Neri, com 366 votos, barganha cargos, em troca de apoio ao velho Chico. O assunto é tratado timidamente, alguns fingem que nada está acontecendo. Nenhuma direção partidária local se manifesta oficialmente. 

Esse tipo de tratativa não é novidade. É o modo tradicional e colonial de funcionamento de uma política retardatária. É o fatiamento dos espaços de poder para garantir governabilidade e reduzir o apetite voraz de uma política parasitária, sempre ávida por cargos e salários. 

Já o PSDB, da deputada federal Mara Rocha, elegeu os vereadores Zé Prego, com 864 votos, Arife Rego Eleamen com 810 votos, e Valdor do Ó, com 402 votos. É a maior bancada, porém, a mais incompetente, espatifada e desarticulada. A direção estadual já tentou unificar um projeto, mas sem êxito.  

Valdor do Ó, nomeou a si candidato à presidente da Casa, entretanto, nem a própria direção local do PSDB aprova sua candidatura, e muito menos os colegas Árife e Zé Prego. O PCdoB jamais vota em Valdor ou Chico, disse uma liderança comunista de envergadura. 

A propósito, o PCdoB elegeu os vereadores Sidenir do Sindicato, com 508 votos, e Manoel Monteiro, com 478 votos. No entanto, Monteiro já afirma que está de malas prontas para desembarcar no PSB do deputado estadual Janilson Leite, e que apoia o vereador Chico, escolhido de Maria Lucineia para presidir a câmara.

Monteiro não quer desagradar a nova prefeita eleita, porque vislumbra cargos e participação no novo governo. Um interlocutor disse-me que, por outro lado, Monteiro não é macho para enfrentar a foice e o martelo do PCdoB. Manoel será “castrado”, se votar divergente do partido.

O PCdoB é organizado, tem cacique, tem disciplina, tem ordem. Os comunistas não votam em Valdor ou Chico. 

Já o partido do deputado federal Alan Rick, dirigido por Jairo Cassiano, DEM, elegeu Gleiciane, com 488 votos, que apoiou o candidato à prefeito Abdias da Farmácia. Gleiciane já externou claros sinais que pretende participar do fatiamento do governo, e indicar cargos. Fácil, facinho…

A surpresa, talvez, ao povo tarauacaense seja o novo eleito, Dikim, que elegeu-se com 272 votos, e tudo indica que exercerá um mandato independente. Dikim é firme nas palavras, e já deixou claro que não apoia negociatas ou barganhas e não venderá a dignidade do seu mandato em troca de cargos. Dikim afirma que não apoia Chico ou Valdor. 

Até o momento, nenhuma executiva local publicou nota esclarecendo quanto à eleição da presidência da câmara de vereadores. O único candidato é Chico Batista, que precisará barganhar com 5 vereadores para eleger-se presidente.

O PDT está imensamente preocupado com a eleição que definirá a mesa diretora da câmara, porque as investigações em trâmite na Polícia Federal e na Justiça Eleitoral contra a prefeita poderão resultar em cassação e novas eleições. Nessa hipótese, assumiria o presidente da Câmara. 

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat