NOSSAS REDES

ACRE

Empresário Romeu Delilo morre na UTI após mais de 15 dias internado com Covid-19 no AC

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O empresário Romeu Delilo, de 67 anos, morreu na tarde desta quarta-feira (17) com Covid-19 na UTI de um hospital particular de Rio Branco. Delilo era assistido pelo dois filhos médicos na unidade quando teve uma parada cardíaca e não resistiu.

Conhecido no estado acreano, Delilo era dono de postos de combustíveis e foi presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustível do Acre (Sindepac).

Delilo estava internado desde o último dia 5 e era hipertenso. Ao G1, o advogado e filho do empresário, Patrick Delilo, disse que dois irmãos dele estavam com o pai dentro da UTI no momento que ele teve a parada cardíaca.

“Os dois filhos médicos estavam lá dentro da UTI com ele o tempo todo. Eles acompanharam a evolução diária”, confirmou.

O advogado acrescentou que o pai era natural de Dourados (MS), mas fez do Acre sua terra natal, e veio para Rio Branco muito jovem. Na capital acreana começou a trabalhar em um programa de rádio e nos tempos livres vendia pato, galinha e marreco na frente da rádio, dentro do carro.

“Com um tempo criou o famoso Forró do Romeu, auto posto RD e assim construiu um nome respeitado no estado como empresário, arrebanhando inúmeros amigos por onde passava, formou os filhos, construiu um legado que será respeitado e honrado pelos filhos, parentes e amigos para sempre”, lamentou.

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Acre (OAB-AC), divulgou uma nota lamentando a morte do empresário. Delilo era pai dos advogados Bruna e Patrick Delilo.

“Unimo-nos à família e aos amigos neste momento de dor e rogamos pela consolação divina”, diz a nota.

O cortejo com o corpo de Delilo vai sair do Hospital Santa Juliana a partir das 14h de quinta-feira (18).

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat