NOSSAS REDES

Cruzeiro do Sul

Faltam médicos: Cruzeiro do Sul, no Acre, estar sem 8 dos 12 médicos

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Em Marechal Thaumaturgo, no Acre, as quatro vagas abertas pela saída dos cubanos não haviam sido preenchidas até a última sexta-feira (14). Isolado em meio à floresta, a pelo menos sete horas de lancha da cidade mais próxima, apenas um médico serve à população da cidade, que tem 14 mil habitantes.

“Minha amiga, a população está abandonada”, diz o secretário de Saúde José Maria da Silva. Um dos quatro médicos aprovados chegou a se apresentar, mas desistiu da vaga no mesmo dia. “É muito longe, isolado. Médico com CRM não vem, não adianta.”

Na gaúcha Santo Angelo, 11 das 15 vagas foram preenchidas. Três deles são cubanos que já haviam ficado no Brasil e fizeram o Revalida. “Tem sido uma experiência muito bonita”, diz o médico Rafael Machado Ramos, 34, que é cubano e fez a prova em 2016.

Ele e a mulher, também médica, começaram a atender há uma semana, substituindo os médicos que regressaram ao país deles. Eles vieram no começo do programa, em 2014. “Fizemos uma escolha de ficar aqui, na liberdade, na democracia. Posso dar entrevista, falar o que eu quiser”, diz Ramos.

Enquanto a situação não volta ao normal, a saúde ainda está em alerta nesses locais. Alguns municípios diminuíram o horário de atendimento nos postos, transferiram pacientes e precisaram fazer rodízio de equipes médicas.

Cruzeiro do Sul, no Acre, sem 8 dos 12 médicos, teve a demanda aumentada nos hospitais.

Segundo o Ministério da Saúde, até as 9h desta quarta-feira (19), 8.411 médicos completaram a inscrição no programa Mais Médicos. Destes, 5.972 compareceram ou iniciaram as atividades nas localidades, o que significa que, mesmo com um prazo maior, 29% dos médicos não se apresentaram nos locais de trabalho.

A Folha ouviu médicos e funcionários de saúde em 17 cidades brasileiras onde mais se abriram vagas de cubanos. São locais, em sua grande maioria, de difícil acesso, sem atrativos para a carreira médica como universidades ou grandes hospitais próximos.

Para alguns gestores, há o temor de que os novatos abandonem o programa em poucos meses. “Eles têm plantão em outros lugares. Disseram que podem desistir se não conseguirem conciliar”, diz o secretário de Saúde do município Brejo da Madre de Deus, José Edson de Souza.

João Valadares , Estelita Hass Carazzai , Júlia Barbon , João Pedro Pitombo e Marcelo Toledo. Folha SP.

CRIME

Polícia Civil acredita em acerto de contas no caso da execução em Cruzeiro do Sul

Juruá Online, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Polícia Civil acredita em um acerto de contas no caso da execução de Giliard Ferreira, morto com cerca de cinco tiros no bairro do Telégrafo, município de Cruzeiro do Sul. O rapaz foi assassinado enquanto ainda estava dormindo, na manhã dessa terça-feira (23).

O delegado Lindomar Ventura disse que a investigação já está avançada para prender os acusados do crime. “O que podemos adiantar é que já está avançada e tão logo vamos dar uma resposta para esse caso”, disse.

Essa é a primeira execução em 2019 na cidade do Juruá. A suspeita é que o crime esteja ligado com as facções criminosas. “Provavelmente essa vítima contrariou pessoas de facção e acabou tendo esse crime. Pelo que temos trabalhado há esse indicativo de envolvimento em organização criminosa”, afirmou o delegado.

Continue lendo

Cruzeiro do Sul

Prefeitura de Cruzeiro do Sul julgará recursos de infração de trânsito

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

 

Cruzeiro do Sul é a primeira cidade do interior do Acre a ter o trânsito municipalizado e a iniciativa já rende bons frutos à sociedade. Nesta semana o prefeito Ilderlei Cordeiro inaugurou a Junta Administrativa de Recursos de Infração (JARI).

A partir de agora, os cidadãos que se sintam injustiçados em casos de infração no trânsito podem recorrer no próprio município. “Finalizamos mais uma etapa da municipalização do trânsito, prevista no nosso Plano de Governo. A JARI está instalada, em plena execução dos processos, garantindo a agilidade e oferecendo um melhor serviço aos cruzeirenses”, salientou Ilderlei Cordeiro.

Segundo o secretário Municipal de Trânsito, coronel Alves, os cidadãos terão um retorno de suas causas em até 30 dias. “Antes da implantação da JARI, o processo demorava em média 6 meses e isso trazia prejuízo às pessoas. Realidade não mais enfrentada a partir de agora pelos cruzeirenses”.

A JARI funciona dentro do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e os serviços já estão abertos ao público em geral. “Como a gente conhece as vias da nossa cidade, fica mais fácil fiscalizar e garantir os direitos da população, caso tenha um ocorrido algum erro por parte de um agente de trânsito”, explicou Anderson Castro, servidor da JARI.

Segundo o presidente da Junta Administrativa de Recursos de Infração, Joel Queiróz, os processos serão julgados dentro da legalidade e de maneira ética. Os interessados em recorrer a alguma autuação, deve apresentar defesa na instituição.

Continue lendo

VOTE NA ENQUETE

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco