NOSSAS REDES

Feijó

Festival do Açaí é sucesso de público em Feijó

Agência de Notícias GOV/AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Com os termômetros na casa dos 34 graus Celsius, o melhor lugar para estar em Feijó neste sábado, 10, era na praia do Rio Envira aproveitando a 20ª edição do famoso Festival do Açaí. E foi exatamente isso que milhares de pessoas fizeram ao longo do dia marcado pelo céu limpo e o calor tipicamente acreano.

Valdirene Souza, Valdemir Almeida e Afonso Rodrigues saíram de Rio Branco e percorreram quase 400 quilômetros com um só objetivo: aproveitar ao máximo o Festival do Açaí. O trio passou o dias as margens do Envira se refrescando do calor. Para eles, a qualidade da festa em Feijó é incomparável e já fazem até planos para o futuro.

“A praia este ano está maravilhosa e com este calor fica melhor ainda, a organização também está muito boa e a festa está do jeito que a gente gosta. Valeu muito a pena estar aqui e, com toda certeza, voltaremos no ano que vem para curtir esses dias com muito animação”, afirmou Valdirene.

Afonso Rodrigues era o mais empolgado entre os três. Catraieiro há 40 anos, ele ainda não conhecia as águas barrentas do Rio Envira. “É muito legal conhecer as belezas do interior do nosso estado e estou tendo essa oportunidade de estar aqui e aproveitar este momento com meus amigos e confesso que não tinha noção de como era esse festival e estou gostando muito”, disse.

“Os caçadores de festivais”

Everaldo Azevedo estava contando os dias para o início do Festival do Açaí. Junto com uma turma de sete pessoas, eles se consideram verdadeiros caçadores de festivais.

“Já fomos para o Carnaval fora de época de Brasileia, agora estamos aqui no Festival do Açaí de Feijó, vamos para o festival de Boca do Acre, depois vamos para a festa de Sena Madureira e ainda tem Fortaleza do Abunã. Eu não sei se temos dinheiro para bancar tudo isso, mas o gás nós temos”, brincou.

Bastante animado, Azevedo afirmou ainda que o Festival do Açaí é o lugar certo para quem procura diversão e elogiou a estrutura montada para os três dias da festa popular.

“Quem gosta de curtição, este é o lugar ideal porque eu acredito que a vida foi feita para ser vivida e essa galera que está aqui comigo é nota 10 porque só tem pessoas animados e quero parabenizar a organização desse festival porque esse ano realmente está muito diferenciado em relação aos outros”, ressaltou.

O camelô que saiu de Manaus para faturar em Feijó

Foi pelas redes sociais que o vendedor ambulante Raimundo Rozo descobriu que o Festival do Açaí seria realizado este mês. Nem mesmo os quase 2 mil quilômetros de distância foram empecilho para o camelô marcar presença em Feijó e ainda faturar com a venda de copos, bonés e camisetas personalizadas da cantora Joelma, a principal atração musical deste ano.

“Saí de Manaus de ônibus e enfrentei as péssimas condições da BR 319 até Porto Velho e depois segui aqui para Feijó. Confesso que foi uma verdadeira saga chegar”, comentou.

Há 10 anos, Raimundo comercializa seus produtos nas mais diversas festas populares dos estados das regiões Norte e Nordeste do país.

Rozo conta que está bastante confiante com as vendas durante o evento. “O festival realmente está muito bom e as vendas estão bombando e tenho certeza que no dia do show da Joelma vamos acabar com todo o nosso estoque e valeu muito a pena todo o esforço para vir aqui em Feijó”, comemorou.

Empresários estão otimistas com o Festival

Com expectativa de receber 30 mil pessoas durante a festa, o alto fluxo de pessoas das mais diversas cidades acreana e de outros estados movimenta positivamente a comercialização do produto mais famoso de Feijó, o açaí.

A empresária Julia Bento trabalha na venda do vinho amazônico há seis anos. Somente nos três dias do festival, ela espera vender três mil litros de açaí.

“Trabalhamos com a venda do açaí cremoso para o público aqui na feira e percebemos que a aceitação está sendo muito boa e a nossa expectativa maior se concentra no último dia do festival porque as pessoas deixam para o comprar o açaí em litro quando estão retornando para suas cidades e para atender essa grande demanda, toda nossa produção está voltada para cá”, frisou.

O empresário Thiago Marques resolveu ousar. Pela primeira vez, seu food truck de crepes suíços saiu de Rio Branco para um município do interior do estado. Para chegar até Feijó com segurança, foram necessárias 11 horas de viagem.

Apesar do esforço, Marques está confiante e espera sair do festival com saldo positivo. “Nossa expectativa é a melhor possível porque esta festa já é bem conceituada no estado do Acre e estamos apostando que nossas vendas serão ótimas”, respondeu.

Polícia Militar e Corpo de Bombeiros presentes no evento

A edição 2019 do Festival do Açaí vem sendo marcada como a mais segura dos últimos anos. Até o momento, nenhuma ocorrência grave foi registrado pela Polícia Militar.

Segundo o comandante da PM em Feijó, capitão José Augusto de Souza, a presença ostensiva dos policiais de maneira integral tem sido essencial para assegurar a tranquilidade do evento.

“Mesmo com a grande quantidade de pessoas que superou nossas estimativas, conseguimos executar a segurança a contento de maneira que nada de grave aconteceu e estamos preparados para agir quando for necessário”, citou.

Por dia, 55 policiais militares ficam responsáveis pelo patrulhamento e garantia da ordem durante as festividades. Além de Feijó, foram destacados PM’s de Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Tarauacá de maneira que o policiamento nos demais bairros não seja alterado.

O Corpo de Bombeiros também se faz presente durante o dia no monitoramento e prevenção de banhistas no Rio Envira. São 16 militares e outros 8 guarda-vidas. Segundo o aspirante a oficial Josadac Cavalcante, não houve registro de incidentes aquáticos.

“Nosso maior desafio é manter os banhistas dentro do perímetro estabelecido pelo Corpo de Bombeiros porque sempre existem aqueles que ultrapassam esta área e com isso tem o trânsito de embarcações e são situações como essa que podem acontecer acidentes”, afirmou.

O Festival do Açaí 2019 termina neste domingo, 11. A grande atração da noite fica por conta da cantora Joelma. O show da atração nacional será gratuito e a organização do evento espera público recorde.

ACRE

Dia C: Sicoob Acre entrega mais de dois mil kits em comunidades carentes da capital e interior do Estado

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Apesar da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no estado, a Cooperativa de Créditos e Investimentos do Acre (Sicoob Acre) participou neste sábado, 4, do Dia de Cooperar, ou Dia C, atividade desenvolvida pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). Direcionada em ações de combate à doença neste período, a instituição financeira entregou de forma gratuita mais de dois mil kits de higiene e proteção, com máscaras e álcool em comunidades carentes da capital e interior.

Celebrada sempre no segundo sábado de julho, a data este ano tem como tema “Atitude simples movem o mundo” realizada nos 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal. No estado, a ação do Sicoob Acre atendeu diversos bairros de Rio Branco, Acrelândia, Brasileia e Cruzeiro do Sul. Para evitar aglomerações, as entregas foram feitas pelos próprios colaboradores da entidade de forma individual nos bairros em que eles moram e os próximos.

O Dia C é marcado por diversas ações focadas na responsabilidade social em áreas da saúde, educação, lazer e meio ambiente promovidas pelos sete ramos de cooperativismo atuantes no país, incluindo o cooperativismo de crédito. A ideia é transformar a realidade social de milhares de comunidades por meio da prestação de serviços. Neste ano, as iniciativas já praticadas pelo Sicoob Acre foram ligadas ao novo coronavírus com estímulo a continuidade delas mesmo após o evento.

Presidente do Sicoob Acre, José Generoso explica que duas etapas foram desenvolvidas. “Cooperação Vem à Casa” e “Pilares e Atuação com o Compromisso Social” reuniram todas as cooperativas do estado para desenvolver iniciativas como arrecadações de alimentos e doações financeiras para atender pessoas carentes, além de ajudar instituições do ramo que tenham sido afetadas e correm risco de extintas com direcionamento para os colaboradores e seus familiares.

“O maior compromisso do Sicoob Acre não é o lucro, mas sim ofertar um retorno social positivo e concreto nas comunidades onde estamos inseridos. Neste ano, distribuímos kits de proteção com álcool em gel e máscaras. Também ofertamos orientações de como prevenir a doença em casa e outros ambientes. Abraçamos a causa do Dia C desde a primeira edição como forma de contribuir com a população, isso me deixa muito realizado e feliz”, relata Generoso.

Continue lendo

CRIME

Em Feijó, mulher é morta com tiro na cabeça durante discussão com marido

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Crime ocorreu na quinta-feira (4) na zona rural de Feijó. Local é de difícil acesso e corpo de Elziane Moura Gomes chegou à cidade somente nesse sábado (6).

Capa: Polícia Civil investiga feminício na zona rural de Feijó — Foto: Reprodução/Google Street View.

A jovem Elziane Moura Gomes, de 27 anos, foi morta com um tiro na cabeça no seringal Novo Oriente, na zona rural de Feijó, no interior do Acre. O crime ocorreu na quinta-feira (4), mas a informação só chegou para a polícia no dia seguinte.

Conforme a polícia, o principal suspeito do crime é o marido de Elziane, Samuel Guimarães Brandão, que está foragido.

As informações apontam que o casal estava em uma discussão quando o homem pegou a arma, do tipo rifle, e atirou contra a mulher. Ela morreu no local antes de receber ajuda.

Assim que tomaram conhecimento do caso, policiais foram até o local, que é de difícil acesso e que para se chegar são cerca de cinco horas de viagem pelo rio. Por isso, o corpo de Elziane só chegou até a cidade de Feijó nesse sábado (7) para passar pelos exames cadavéricos. A polícia ainda fez buscas pelo suspeito, mas ele ainda não foi localizado.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil como sendo feminicídio. “Foram quatro policiais nossos buscar o corpo e fazer diligências mas, quando chegaram lá, o autor já havia se evadido. Sabemos que foi durante uma discussão que ele atirou nela”, disse o delegado Valdinei Soares, que comandas as investigações.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias