NOSSAS REDES

ACRE

Fotos inéditas do massacre na Transacreana: Facção Bonde dos 13 assume autoria da chacina

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Com apoio de caminhonete previamente roubada, criminosos eliminam sete homens através de ação criminosa contundente e rápida. As vítimas foram pegas de surpresa. 

Fotos: Um dos jovens foi baleado dentro de casa no km 58 da Transacreana (Foto: Reprodução/WhatsApp).

Sete pessoas foram mortas na noite deste sábado, 18, na Estrada Transacreana, rodovia AC-90, em Rio Branco. Os crimes aconteceram em um bar localizado no km 100 da estrada e na Vila Verde, no km 58.

Segundo informações, homens armados, que seriam membros da facção Bonde dos 13, chegaram no bar em uma caminhonete modelo Hilux e atiraram em várias pessoas. Seis homens foram mortos no local.

A chacina da estrada Transacreana, ocorreu na noite deste sábado (18), e foi um dos maiores ataques realizados por uma facção em Rio Branco até o momento, deixando seis mortos e um ferido. Ao todo, em apenas 3 horas, a facção do Bonde dos 13 conseguiu matar sete pessoas.

Segundo informações da polícia, 12 criminosos em uma caminhonete modelo Hilux, de cor branca, foram até o Bar “Dos Anjos”, no km 100 da estrada, onde havia um grupo de amigos bebendo, e de posse de armas de vários calibres, começaram a atirar e contra as pessoas que estavam no estabelecimento.

Seis pessoas foram atingidas e acabaram morrendo no local. As vítimas da chacina são: João Vitor Gomes de Oliveira, de 16 anos; Rosalvo Barroso de Freitas, de 21 anos; Leonardo de Lima Maia, 32 anos; Wilson Macedo Brito, de 35 anos; Marcos Lázaro Gomes de Almeida, 35 anos e Moisés Andrade da Silva, de 42 anos.

Tiros atingiram janelas, porta e paredes do bar onde houve chacina — Foto: Tálita Sabrina/Rede Amazônica Acre

Tiros atingiram janelas, porta e paredes do bar onde houve chacina — Foto: Tálita Sabrina/Rede Amazônica Acre.

Vítimas estavam em um bar quando foram mortas, na noite de sábado (18), na Rodovia Transacreana — Foto: Tálita Sabrina/Rede Amazônica Acre

Vítimas estavam em um bar quando foram mortas, na noite de sábado (18), na Rodovia Transacreana — Foto: Tálita Sabrina/Rede Amazônica Acre.

Em seguida, os criminosos fugiram e foram até a Vila Verde, onde tentaram matar um jovem identificado como Railson Silva de Souza, com quatro tiros na cabeça, dentro de uma casa. O rapaz foi socorrido e levado ao pronto-socorro de Rio Branco.

Várias guarnições da Polícia Militar, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), equipes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e o carro do Instituto Médico Legal (IML) foram até os locais dos ocorridos.

APÓS O CRIME

Após a ação, os criminosos fugiram no veículo e pararam no km 58, onde efetuaram vários disparos em direção do jovem do identificado como Railson Silva de Souza, 19 anos, que estava na área da própria residência. Ele foi ferido com 3 tiros na cabeça.

A casa do rapaz ainda foi atingida por outros 20 disparos, possivelmente efetuados com armas de fogo calibre 12. Após a ação, os bandidos entraram no veículo e gritaram que eram membros da facção Bonde dos 13, em seguida, fugiram do local.

Familiares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que esteve no local, prestou os primeiros atendimentos e encaminhou a vítima para o pronto-socorro de Rio Branco em estado de saúde gravíssimo. O rapaz chegou no PS entubado.

Viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), guarnições da Polícia Militar e agentes da Delegacia de Homicídios e proteção à Pessoa (DHPP) se deslocaram até os locais dos ataques para colher as informações e isolar as áreas para os trabalhos da perícia criminal.

Os policiais militares e as forças de segurança fizeram várias buscas na região em busca de prender os assassinos, mas ninguém foi encontrado até o momento. Os corpos dos homens foram levados ao Instituto Médico Legal (IML), onde serão realizados os exames cadavéricos.

B13 matou jovem na mesma noite

Um jovem de 22 anos também foi morto na noite deste sábado. O crime aconteceu no Ramal Bom Jesus, na região da Vila, uma hora antes da chacina no bar, mas foi efetuado por dois criminosos que, após assassinarem Mateus Vieira Cardoso, gritaram que eram membros do Bonde dos 13.

Em poucas horas, a facção criminosa executou, ao todo, sete pessoas supostos rivais. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) colheu informações e vai investigar todos os casos.

Criminosos roubaram caminhonete e seguiram para bar

O delegado Cristiano Bastos, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, explicou que os criminosos roubaram uma caminhonete na região antes de seguir para o bar. Bastos afirmou que as equipes estão nas ruas em busca de informações e dos suspeitos.

“Teriam praticado o roubo de um veículo e se deslocaram até o quilômetro 100 e lá dispararam. Estamos fazendo todo levantamento. Tem a identificação das vítimas, mas temos que fazer um levantamento da vida pregressa”, reafirmou.

Ainda segundo o delegado, há dificuldade de conseguir informações sobre a quantidade de criminosos que foi ao local porque os sobreviventes fugiram.

“Eram vários que praticaram o roubo e foram até o local. A outra morte não tem ligação com esse caso, a princípio não tem. Estamos em campo em busca de tudo”, informou. Com informações G1AC.

Outras informações:

A onda de massacre continuou na estrada Transacreana, onde um bando armado matou seis pessoas e deixou uma gravemente ferida, com quatro tiros na cabeça.

Um gigantesco aparato policial e de socorro se deslocou para a estrada Transacreana.

Foram constatadas as seus mortes por execuções a tiros. Todas as vítimas do sexo masculino, com idades entre 17 e 36 anos.

Até o fechamento dessa matéria as equipes policiais e peritos do Instituto Médico Legal IML estavam nos locais da chacina. Com informações de Ithamar Souza. 

ACRE

Governo divulga resultado final das isenções do concurso para o Idaf

Folha do Acre, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) divulgaram na edição do Diário Oficial desta segunda-feira, 17, um edital com as respostas aos recursos e o resultado final das isenções deferidas e indeferidas referentes ao concurso público para a formação de cadastro de reserva do Idaf.

O concurso será realizado pelo Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade). As inscrições devem ser feitas no site do Ibade até o dia 19 de fevereiro. As provas objetivas e discursivas serão aplicadas no dia 15 de março.

O prazo de validade do certame é de dois anos, a contar da data da publicação da homologação de seu resultado final, podendo ser prorrogado, uma vez, por igual período.

Os candidatos poderão obter informações gerais referentes ao processo seletivo no site www.ibade.org.br ou por meio dos telefones: 0800 668 2175, (21) 3674-9190/3527-0583 – Rio de Janeiro, ou pelo e-mail atendimento@ibade.org.br

Continue lendo

ACRE

Unidade do IBGE no Acre já se prepara para o Censo 2020; edital sai no começo de março

Redação do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Com atraso de quase um ano, o edital com mais de 200 mil vagas para o Censo 2020, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), será publicado no início do mês de março, segundo previsão divulgada na semana passada pelo órgão. O processo para contratar trabalhadores temporários para o censo demográfico brasileiro, nas funções de recenseador e agente censitário, foi anunciado em maio do ano passado.

A banca organizadora do concurso, será o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Serão 196 mil vagas para recenseador, mais de 23 mil para agente censitário supervisor e pouco mais de 6 mil para agente censitário municipal. Segundo o IBGE, os detalhes adicionais, como o nível de escolaridade exigida, só serão divulgados na publicação do edital.

No Acre, a Secretaria Estadual de Educação do Acre vai ceder espaços em escolas e equipamentos multimídia para o treinamento das equipes que vão trabalhar no Censo Demográfico 2020 no estado. A parceria foi firmada com a Unidade Estadual do IBGE (UE/AC) durante reunião realizada no último dia 4 de fevereiro, na capital, Rio Branco.

No encontro, a equipe da UE/AC também apresentou ao secretário estadual de Educação, Mauro Sérgio Ferreira da Cruz, o projeto IBGEeduca, ferramenta que pode auxiliar os professores na sala de aula. A plataforma online reúne conteúdos didáticos criados a partir das pesquisas do IBGE e disponibilizados gratuitamente na internet.

O encontro aconteceu na sede da secretaria Estadual de Cultura e Esportes e contou também com a participação do professor José Rego, chefe do Departamento de Gestão da pasta. Rego fará as intermediações entre o IBGE e as coordenações dos núcleos de educação do estado para que os espaços sejam cedidos instituto.

A Unidade Estadual do IBGE (UE/AC) também recebeu, no último dia 3 de fevereiro, os novos agentes censitários operacionais (ACOs) e os coordenadores censitários subáreas (CCS) para formalização dos contratos. Eles vão atuar no Censo Demográfico 2020, no Acre.

A recepção dos novos servidores temporários foi feita pelo coordenador operacional, Sebastião Júnior, pela coordenadora de treinamento, Gardênia de Oliveira, e pelo coordenador da área Rio Branco, Gilvan Ferreira. Também participaram da primeira interação o coordenador de informática, Raphael Dias, e o coordenador de área de Brasiléia, Ednaldo da Silva.

Com o objetivo de ambientar os novos colaboradores com as atribuições de seus respectivos cargos, foram citadas algumas das atividades que serão desenvolvidas por eles durante a operação censitária. Foram abordadas também, metodologias de treinamento de pessoal, bem como demais trabalhos de preparação prévia que antecedem o processo de coleta do Censo.

Os ACO’s e os CC’s também estão conhecendo, na prática, os principais conceitos apresentados pelo IBGE como Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE) e Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), através do acompanhamento das equipes em campo.

Com informações do Portal do IBGE.Por Raimari Cardoso 

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias