NOSSAS REDES

ACRE

Homem que diz ter bebido sangue de vítima e cúmplice são condenados a 23 anos de prisão

Contilnet, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Foram condenados a 23 anos de prisão em regime fechado pelo Tribunal do Júri dois réus acusados pela morte do jovem Cristiano Rodrigues de Lima, de 16 anos, assassinado com um corte profundo na garganta, em dezembro de 2017. O corpo foi encontrado por populares em um terreno baldio no bairro Rosa Linda, região do Segundo Distrito de Rio Branco já em estado de decomposição.
Relembre o caso: Adolescente de 16 anos é achado morto com corte na garganta em bairro de Rio Branco

Marcelo Pereira Barbosa e Francisco Leonardo do Nascimento Vieira foram julgados na última sexta-feira (31). Um deles afirmou ter bebido o sangue da vítima.
Dentre as circunstâncias levadas em consideração para a condenação foi a relação de “amizade” que a dupla tinha com a vítima, o que teria facilitado que eles o levassem ao local do crime, de onde o mesmo ficou impedido de qualquer tentativa de pedir socorro.
A argumentação de acusação foi sustentada pelo promotor de Justiça Teotônio Rodrigues Soares Júnior, da 10ª Promotoria de Justiça Criminal, do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC).
O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri reconheceu que os reus praticaram crime de homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e utilizaram recurso que dificultou a defesa da vítima. Por se tratar de um crime hediondo, o juiz Clovis de Souza Lodi, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, determinou o cumprimento da pena em regime fechado, inicialmente.

Comentários

Comente aqui

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat