NOSSAS REDES

ACRE

Internauta que recebeu terrenos público de Vagner Sales afirma que denúncia é perseguição: “Eles querem denegrir minha imagem”

PUBLICADO

em

A população é livre e deve fiscalizar os seus governantes. Entretanto, quando as críticas têm teor político camuflado, é preciso ficar atento. O empresário Diogo Rafael Guedes, conhecido por seus posicionamentos contrários, nas redes sociais, ao prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, foi agraciado em 2014 e 2016 com dois terrenos público doado pelo ex-prefeito Vagner Sales.

Natural do Rio de Janeiro, ‘Karioka’, como é conhecido, afirmou ser vítima de perseguição política, mesmo recebendo ilegalmente dois terrenos do poder público. “Estou sendo perseguido igual ao Bolsonaro por essa mídia. Minha vida melhorou de dois anos pra cá. Recebi em 2016 o terreno, mais esse primeiro foi de 2014. Eles querem denegrir a minha imagem e me associar ao Vagner Sales, só porque vou ser candidato em 2020.”, disse Karioka.

‘Karioka’, que afirmou ser candidato a vereador pelo PSL, se contradiz, deixando algumas indagações. Se ele chegou há 11 anos em Cruzeiro do Sul, como afirma, por que somente em 2016 recebeu a doação do terreno? E por que então não utilizou a área, que segundo ele ainda está intacta? Como alguém que foi agraciado com duas propriedades urbana não teve contato com seu “benfeitor”?

Pode-se questionar também, como o empresário explica o fato de estar vendendo uma casa com mobília, avaliada em R$ 200 mil e mesmo assim endossar a ideia de que era desprovido de posses?

Infelizmente, práticas como essas eram utilizadas para beneficiar pessoas ligadas aos Sales, inclusive, segundo apurou a reportagem, secretários e familiares também foram contemplados com terrenos públicos pelo ex-prefeito.

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS

WhatsApp chat