NOSSAS REDES

ACRE

Justiça manda reintegrar vigilantes demitidos por reivindicarem diretos para a classe

PUBLICADO

em

A Justiça do Trabalho determinou na manhã desta terça-feira (23) a imediata reintegração de três vigilantes demitidos por reivindicarem melhores condições de trabalho para a classe. “Foram três reintegrações, mas ainda faltam mais três”, comentou o presidente do Sindicato dos Vigilantes do Acre, Raimundo Nonato Souza dos Santos, enfatizando que a justiça foi feita. A prazo é cinco dias para o cumprimento da decisão.

Cerca de 140 vigilantes de transportes de valores do Acre ameaçaram paralisar as suas atividades no mês passado. As instituições financeiras e os comércios são abastecidos graças a essa mão-de-obra. Até mesmo os caixas eletrônicos, frequentemente usados pela população em horários fora do expediente bancário, ficariam esvaziados.

A categoria se solidarizou com o sindicato que denunciou perseguição, falta de condições apropriadas de trabalho por parte de duas empresas específicas que demitiram, sem motivo aparente e de forma irregular, seis trabalhadores.

Os vigilantes reintegrados são dirigentes sindicais e estão amparados pela lei

 “Não se desliga um diretor de sindicato desta forma. A Constituição Federal foi violada”, observou o líder sindical, destacando que a reintegração dos dirigentes é um avanço. “Na atual situação do País, com a crise econômica e uma legião de desempregados isso foi um avanço para a classe trabalhadora”, completou Raimundo Nonato Souza dos Santos.

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS

WhatsApp chat