NOSSAS REDES

ACRE

Mergulhador tailandês passa mal e morre em caverna

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Morreu nesta quinta-feira (5) um ex-mergulhador da Marinha tailandesa envolvido nos esforços de resgate dos meninos em uma caverna inundada na Tailândia.

Saman Kunan, de 38 anos, levou suprimentos para o grupo de 13 pessoas, mas ficou sem oxigênio quando retornava para a entrada da caverna Tham Luang. O ex-integrante do grupo de elite da Marinha era triatleta e tinha se voluntariado a participar da operação de resgate.

“Após ter entregue uma reserva de oxigênio, ficou sem ar em seu retorno”, declarou Passakorn Boonyaluck, vice-governador da província de Chiang Rai, onde está localizada a caverna. “Perdeu a consciência no caminho de volta, seu companheiro de mergulho tentou ajudá-lo e carregá-lo”, disse o oficial da Marinha Apakorn Yookongkaew.

“O mergulho é sempre cheio de riscos. Ele pode ter desmaiado, o que o fez se afogar, mas temos que esperar pela autópsia. Apesar de termos perdido um homem, seguimos com fé em nossa missão”, afirmou o oficial.

A morte de um militar experiente deixa claro os riscos do resgate dos 12 meninos, que têm entre 11 e 16 anos, e do técnico do time de futebol, de 25 anos. Alguns não sabem nadar e todos terão que aprender noções básicas de mergulho. Por Globo.com

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat