NOSSAS REDES

ACRE

Militante “guerreiro” completa 1 ano trabalhando de graça, à espera da prometida nomeação; Rocha dá diretoria do Detran a ex-assessor

Acjornal, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Antônio Sales, “O Guerreiro”. Assim tem sido apelidado o técnico em gestão que difundiu o plano de Governo de Gladson Cameli na pré-campanha, na campanha propriamente dita e até hoje, com cinco meses de governo. Até hoje o rapaz trabalha nas redes sociais projetando o trabalho do novo governador. Antônio foi levado para a equipe pela Juventude do PP. O partido tenta compensar o esforço do rapaz, mas toda tentativa esbarra na Casa Civil, onde são nomeados apenas indicados por deputados ou pessoas próximas aos secretários e assessores graduados do governo.

Líderes partidários que apóiam a gestão Cameli também se manifestam nas redes sociais, considerando ter havido “uma grande sacanagem” ao esquecerem de nomear Antônio Sales. “Eu sou testemunha do esforço desse rapaz”, relatou a advogada Valdete Souza, presidente do PMN. 

Ele aparece nas imagens fazendo campanha, nas ruas, pedindo voto para os dois senadores eleitos e ao grupo de deputados federais da Coligação Mudança e Competência. “Eu não vou mentir. Preciso muito de um emprego. Tenho família. E aceitei esse desafio acreditando que poderia ajudar ainda mais depois que o governo fosse eleito. Infelizmente, a gente fica esquecido depois que o objetivo maior é alcançado. Eu tenho muitos amigos que tentam me ajudar, mas eu entendo a limitação deles. Na campanha, os candidatos viviam junto da gente. Agora, sumiram.  Não devia ser assim. Gratidão é uma coisa sagrada. Eu vou seguindo em frente. Mas esta lição eu aprendi. Dificilmente eu faria tudo de novo”, declarou Antônio ao acjornal. 

Enquanto isso, a folha de pagamento é inflada com salários generosos a pessoas próximas aos poderosos. Diego de Negreiros da Silva, assessor do então deputado federal Major Rocha, na Câmara Federal, foi nomeado chefe de departamento do Detran, segundo decreto publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (12). O ex-secretário parlamentar tinha salário de R$ 3,5 mil. Com a “promoção” a cargo de direção no Detran, seus vencimentos brutos subirão para R$ 15 mil. 

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat