NOSSAS REDES

ACRE

Ministra diz que quer contribuir para o desenvolvimento do Acre por meio da agricultura e pecuária

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Tereza Cristina quer intermediar exportação da carne acreana para o Perú e desburocratizar entreves para investimentos

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, está no Acre onde cumpre uma extensa agenda durante esta sexta-feira (22). Ela esteve na Federação da Agricultura do Estado do Acre (Faeac), reunida com os produtores rurais. Entre as pautas esteve a exportação da carne acreana para o Perú.

Segundo Cristina, apesar de fazer fronteira com o Brasil, o país vizinho consome apenas carnes australiana e americana e diante disso, pretende dialogar para que haja a exportação do produto acerano.

“Só há carne australiana, carne americana e nós aqui, tendo carnes excelentes, por isso, já combinei com o governador que vai levar uma comitiva aqui do estado e nós estaremos juntos no Perú conversando sobre a abertura deste mercado”, destacou.

DESBUROCRATIZAÇÃO

A ministra afirmou ainda que quer melhorar a questão da passagem de cargas que vai até a Bolívia, que hoje é feita de forma muito complicada “é uma insensatez que os frigoríficos precisem percorrer 3 mil quilômetros para levar a carne à um país tão perto. Temos que desburocratizar as coisas, simplificar processos, o que não quer dizer que não vamos descumprir as leis, queremos apenas que coisas que podem ser resolvidas rapidamente, levem anos de gaveta”, afirmou.

Para Tereza Cristina, estas burocracias são um entrave para o desenvolvimento, não só no Acre, mas no Brasil. “Uma vez ouvi de um Chinês e eles falaram: ‘temos aqui para investir, vocês querem? não vamos ficar dois anos esperando, o nosso dinheiro pode ir para outro lugar. Queremos vir para cá, mas se vocês querem complicar, vamos para outro lugar”.

A ministra detalhou que um dos objetivos do Ministério é valorizar cada produtor e dar o suporte necessário. “Hoje temos uma unica agricultura, o pequeno, o micro, grande, todo mundo é produtor rural, claro que com políticas diferentes, mas todos são produtores”, afirmou.

PLANTAÇÃO DE SOJA

A agenda de Tereza Cristina continua com uma visita à Fazenda Mariana, localizada no KM 16 da BR-364, em Rio Branco, onde será feita a abertura da colheira de soja, serão 500 hectares de plantação colhidos. “Eu fiz questão de estar hoje nesta colheita de soja, esse é um momento que eu acho importantíssimo para o Acre em que se diz ‘olha, o desenvolvimento e a sustentabilidade podem andar juntos’. Hoje são 500 hectares no Acre, ano que vem, quando eu voltar, serão mil, dois mil. É isso que a gente quer: sem comprometer o meio ambiente”, comemorou.

A ministra destacou que o Brasil é campeão da tecnologia tropical e isso torna possível aliar a plantação de soja com a sustentabilidade e elogiou a base pecuária do Acre, que está começando e pode ser exemplo para esta aliança entre meio ambiente e produção.

Tereza Cristina se comprometeu em intermediar, ao lado do governador Gladson Cameli, no Ministério de Desenvolvimento Regional para pedir que hajam empréstimos para o Acre. “É necessário ainda intermediar a questão fundiária no Acre para que estes créditos cheguem ao Estado, a questão de estrutura é mais complicada, mas também podemos arrumar”, enfatizou.

ACRE

Empresário que perdeu o controle do carro e colidiu em carreta pode ter sido vítima de AVC

Ac24horas, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O empresário Amarildo Campos Coelho, de 47 anos, que colidiu com seu carro em uma carreta na última quarta-feira (19) e foi à óbito pode ter sido vítima de um acidente vascular cerebral (AVC). Essa é uma das hipóteses levantadas por paramédicos que socorreram Campos no local do acidente.

Com o suposto acidente vascular o pé direito do empresário pode ter ficado preso ao acelerador. De acordo com peritos que estiveram no local, o ponteiro de velocidade travou marcando 180 km/h. O carro que Campos conduzia era um Honda Civic, ficou totalmente destruído.

A revelação da suspeita de AVC foi feita por parentes do empresário na manhã de hoje (22), durante reabertura de uma de suas principais lojas de supermercados na Vila Acre. Ainda de acordo parentes, Campos já tinha apresentado um princípio de AVC meses antes do acidente.

Com o impacto da colisão com uma carreta, o corpo da vítima ficou preso às ferragens e foi retirado por homens do Corpo de Bombeiros, em seguida resgatado por peritos do Instituto Médico Legal – IML.

Continue lendo

ACRE

Três corpos foram encontrados após naufrágio de barco no Rio Juruá; duas crianças estão desaparecidas

Acrenoticias.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os corpos de três passageiros que estavam na embarcação que naufragou no Rio Juruá, no interior do Amazonas, foram resgatados na noite desta sexta-feira (21). Duas crianças, de dois e três anos, seguem desaparecidas. O acidente aconteceu nas proximidades do município de Carauari, a 788 km de distância de Manaus, na noite de quarta-feira (19).

O resgate foi confirmado pelo Corpo de Bombeiros. Segundo a coorporação, foram encontrados os corpos de uma idosa de 82 anos, um homem de 22, e a mãe das duas crianças que seguem desaparecidas.

Equipes de resgate que atuam na área do naufrágio seguem os trabalhos em busca dos dois irmãos desaparecidos. Eles viajavam com a mãe, morta, e uma irmã, resgatada com vida na quinta-feira. O barco, com 97 pessoas, saiu de Manaus no dia 13 de junho e deveria chegar a Carauari na quinta-feira.

Os três corpos encontrados chegaram à sede da cidade de Carauari na madrugada deste sábado. Todos são velados ao mesmo tempo no Ginásio Vivaldino Cardoso Viana, que fica no centro do município.

Após o velório, familiares da mãe querem transferir o corpo da jovem para ser sepultado em Manaus.

Nesta sexta-feira um passageiro foi resgatado com vida por pescadores da região. O barco saiu de Manaus no dia 13 de junho e deveria chegar a Carauari na quinta-feira (20). Havia 97 passageiros na embarcação, que naufragou nas proximidades da comunidade do Bacaba.

São aproximadamente três horas de distância entre a sede da cidade e o local onde o houve o naufrágio, em região remota do Rio Juruá.

O GLOBO

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco