NOSSAS REDES

ACRE

Ministra diz que quer contribuir para o desenvolvimento do Acre por meio da agricultura e pecuária

Contilnet, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Tereza Cristina quer intermediar exportação da carne acreana para o Perú e desburocratizar entreves para investimentos

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, está no Acre onde cumpre uma extensa agenda durante esta sexta-feira (22). Ela esteve na Federação da Agricultura do Estado do Acre (Faeac), reunida com os produtores rurais. Entre as pautas esteve a exportação da carne acreana para o Perú.

Segundo Cristina, apesar de fazer fronteira com o Brasil, o país vizinho consome apenas carnes australiana e americana e diante disso, pretende dialogar para que haja a exportação do produto acerano.

“Só há carne australiana, carne americana e nós aqui, tendo carnes excelentes, por isso, já combinei com o governador que vai levar uma comitiva aqui do estado e nós estaremos juntos no Perú conversando sobre a abertura deste mercado”, destacou.

DESBUROCRATIZAÇÃO

A ministra afirmou ainda que quer melhorar a questão da passagem de cargas que vai até a Bolívia, que hoje é feita de forma muito complicada “é uma insensatez que os frigoríficos precisem percorrer 3 mil quilômetros para levar a carne à um país tão perto. Temos que desburocratizar as coisas, simplificar processos, o que não quer dizer que não vamos descumprir as leis, queremos apenas que coisas que podem ser resolvidas rapidamente, levem anos de gaveta”, afirmou.

Para Tereza Cristina, estas burocracias são um entrave para o desenvolvimento, não só no Acre, mas no Brasil. “Uma vez ouvi de um Chinês e eles falaram: ‘temos aqui para investir, vocês querem? não vamos ficar dois anos esperando, o nosso dinheiro pode ir para outro lugar. Queremos vir para cá, mas se vocês querem complicar, vamos para outro lugar”.

A ministra detalhou que um dos objetivos do Ministério é valorizar cada produtor e dar o suporte necessário. “Hoje temos uma unica agricultura, o pequeno, o micro, grande, todo mundo é produtor rural, claro que com políticas diferentes, mas todos são produtores”, afirmou.

PLANTAÇÃO DE SOJA

A agenda de Tereza Cristina continua com uma visita à Fazenda Mariana, localizada no KM 16 da BR-364, em Rio Branco, onde será feita a abertura da colheira de soja, serão 500 hectares de plantação colhidos. “Eu fiz questão de estar hoje nesta colheita de soja, esse é um momento que eu acho importantíssimo para o Acre em que se diz ‘olha, o desenvolvimento e a sustentabilidade podem andar juntos’. Hoje são 500 hectares no Acre, ano que vem, quando eu voltar, serão mil, dois mil. É isso que a gente quer: sem comprometer o meio ambiente”, comemorou.

A ministra destacou que o Brasil é campeão da tecnologia tropical e isso torna possível aliar a plantação de soja com a sustentabilidade e elogiou a base pecuária do Acre, que está começando e pode ser exemplo para esta aliança entre meio ambiente e produção.

Tereza Cristina se comprometeu em intermediar, ao lado do governador Gladson Cameli, no Ministério de Desenvolvimento Regional para pedir que hajam empréstimos para o Acre. “É necessário ainda intermediar a questão fundiária no Acre para que estes créditos cheguem ao Estado, a questão de estrutura é mais complicada, mas também podemos arrumar”, enfatizou.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat