NOSSAS REDES

ACRE

Mulher é morta com tiro na cabeça e se torna 80ª vítima da guerra de facções no Acre em 2019

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

As estatísticas da guerra de facções entre o Bonde dos 13 e o Comando Vermelho não param de ser atualizadas. Mais um homicídio foi registrado na tarde desta quinta-feira, 28, em Rio Branco. Dessa vez, a detenta monitorada por tornozeleira Dayane Brito da Silva, 26 anos, foi executada a tiros na rua Floriano Peixoto, em frente o colégio São José, no Centro. Com o óbito de Dayane, o Acre já registra 80 mortes violentas em quase três meses deste ano.
De acordo com informações da polícia, Dayane e uma amiga caminhavam na calçada quando dois homens não identificados em uma motocicleta se aproximaram e o garupa de posse de uma arma de fogo desceu da moto e efetuou vários tiros.

Dayane foi ferida com 2 tiros na cabeça. Sua amiga correu e caiu no barranco nas margens do Rio Acre e conseguiu fugir dos criminosos. Os autores do crime se evadiram do local tomando rumo ignorado.
A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas ao chegar no local nada pode fazer por Dayane que já se encontrava morta.
Policiais Militares do 1°Batalhão isolaram a área até a chegada da perícia técnica do Instituto de Criminalística da Polícia Civil, e em seguida colheram informações, fizeram rondas na região em busca de prender os acusados, mas ninguém foi encontrado.
O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os devidos procedimentos procedimentos. Agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) iniciaram as investigações.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat