NOSSAS REDES

BR 364

No AC, polícia apreende quase 140 animais silvestres e uma tonelada de carne durante operações em 2019

G1AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Mais de 20 policiais do Pelotão Ambiental da Polícia Militar de Cruzeiro do Sul participam de uma capacitação para melhorar a atuação no combate aos crimes contra o meio ambiente no Vale do Juruá. O treinamento se deve ao grande número de ocorrências registradas nos primeiros meses de 2019 nos municípios do interior do Acre.

Só nos primeiros quatro meses deste ano, a PM e outros órgãos de fiscalização, como o Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), já apreenderam mais de 130 jabutis e uma anta. Além disso, foram apreendidas mais de 1 tonelada de carne de animais silvestres e cinco pessoas foram presas suspeitas de crimes dessa natureza.

Para combater esse tipo de crime, como também o desmatamento, as queimadas, a exploração irregular de madeiras e outros, a equipe do Policiamento Florestal realiza operações de rotina nas rodovias e comunidades rurais e quer melhorar essa atuação.

“Temos unidades de conservação e a maioria nessa região do Juruá que ainda é a mais preservada. Fiscalizar tudo isso é complicado, mas o treinamento vai servir para isso, para atuar no combate aos crimes contra a flora, fauna, mineração e toda parte ligada a operação técnica do policial militar nessa área ambiental”, explicou o major Kleisson Albuquerque.

BR 364

É boa a trafegabilidade na BR-364 de Cruzeiro do Sul a Rio Branco

Ac24horas, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O serviço de manutenção e restauração da BR-364 realizado pelo DNIT, de Cruzeiro do Sul a Rio Branco, acabou com todos os pontos críticos da rodovia.

É boa a trafegabilidade de veículos ao longo dos mais de 600 kms que separam as duas maiores cidades acreanas.

O melhor trecho é de Cruzeiro do Sul à Tarauacá, onde o serviço está pronto. Nos demais , há esquipes atuando no pavimento da estrada, trechos ainda com poeira, outros com barro já compactado e em outros, o asfalto é reposto.

O tráfego é organizado pelas equipes para evitar o perigo onde as máquinas atuam.

Do trabalho programado pelo DNIT para este ano, 30 km já estão concluídos e 50 km estão em andamento.

O investimento na BR-364 é de R$ 53 milhões, oriundos de Emenda da bancada federal acreana

O taxista Narciso Souza, cita que as boas condições da Br 364, possibilita a diminuição no tempo da viagem de Cruzeiro a Rio Branco em até 4 horas. “Agora saio de Cruzeiro às 7 da manhã e chego em Rio Branco às 15h da tarde. São 8 horas de viagem e se eu correr diminuí ainda mais. Em maio, eu levava quase 12 horas. A estrada está boa”, disse o taxista.

Mas o perigo ainda existe em alguns pontos. Nas laterias da rodovia, mesmo em alguns onde o trabalho de manutenção já foi feito, há desmoronamentos. Alguns em ribanceiras.

Quanto as erosões nas laterias da rodovia, o superintendente do DNIT no Acre, Carlos Moraes, explica que está sendo feita uma contratação específica elaborada por especialista. “Porque tem erosão que já foi recuperada várias vezes pelo DERACRE e por nós pelos meios convencionais e caíram novamente. Por isso vamos fazer um serviço mais adequado e técnico”, cita.

O exército, por meio do Batalhão de Engenharia e Construção é responsável pelo trecho do Riozinho do Andirá à Sena Madureira , onde a equipe trabalha agora.

Continue lendo

BR 364

Carreta é consumida pelo fogo após colisão na BR-364; motorista estava alcoolizado

Ac24horas, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Uma carreta do modelo V2, que transportava sabão, ficou totalmente destruída pelo fogo após colidir com uma outra carreta no km 68, após a Vila Campinas, na BR-364.

De acordo com informações de populares repassadas a reportagem do ac24horas, o motorista da carreta trafegava na BR no sentido Porto Velho-Rio Branco fazendo “zig zag”, quando entrou na pista contrária e colidiu com a lateral de outra carreta que vinha no sentido oposto. Com o impacto, o condutor da carreta que pegou fogo, perdeu o controle da direção, saiu da pista, caiu numa ribanceira, colidiu com uma árvore e pegou fogo. O motorista, que permaneceu no local, sofreu apenas escoriações leves e não precisou de ajuda do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Agentes da Polícia Rodoviária Federal estiveram no local e realizaram o teste do bafómetro no motorista. O teste comprovou que o motorista estava alcoolizado. Ele foi preso e responderá pelo crime de embriaguez ao volante.

A área foi isolada pela Polícia Rodoviária Federal até a chegada da perícia técnica.

Continue lendo

Super Promoções

WhatsApp chat