NOSSAS REDES

ACRE

Novos vídeos mostram helicóptero do Governo e caminhão que colidem em via pública

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Veja o primeiro vídeo para entender o início do incidente. No fim da matéria veja os vídeos da colisão.

O helicóptero Hárpia 1, do Governo do Estado do Acre, popular “Estrelão”, colidiu com uma caminhão em via pública, próximo ao Posto Correntão, no segundo Distrito de Rio Branco, capital, na manhã deste sábado, 18. Segundo testemunhas, as informações indicam que a aeronave tentava decolar quando o motorista do veículo manobrava.

Segundo relatos, a hélice da aeronave e o motor foram danificados, e uma pessoa ficou ferida na perna. A parte traseira do caminhão foi totalmente danificada. 

Tripulantes de helicóptero ficaram feridos após acidente em Rio Branco; aeronave tem seguro.

Duas pessoas ficaram feridas após o acidente entre o helicóptero Harpia 1, do governo do Acre, e um caminhão tipo “baú”, que aconteceu na manhã deste sábado, 18, na frente do Auto Posto Correntão, na BR-364, em Rio Branco.

O coordenador do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Nayck Souza, informou que a aeronave estava auxiliando nas ações de Segurança Pública fazendo patrulhamento aéreo e pousou na rotatória, mas durante a decolagem, o caminhão passou próximo da hélice e ocorreu o acidente.

“Existe uma barreira policial no local, onde havia sido feito um ponto base. Foi feito o pouso nesse local e, após o acionamento para outro patrulhamento, veio um caminhão baú e acertou uma das partes do helicóptero. Dois tripulantes da aeronave tiveram ferimentos leves e foram levados ao pronto-socorro”, disse Souza.

A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) isolaram a área até a chegada de peritos das polícias Civil e Federal, que realizaram os procedimentos de análise do veículo e do helicóptero.

O caminhão envolvido no ocorrido transportava resíduos hospitalares e teve o baú destruído. A hélice e o motor do helicóptero também ficaram danificados. O valor total dos prejuízos ainda não foi divulgado.

Ainda segundo o coordenador do Ciopaer, o helicóptero tem seguro e já foi realizado contato para a manutenção das partes que foram danificadas. O acidente deve ser apurado pelo Serviços Regionais de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA). Informações de Ithamar Souza. 

Ciopaer garante que helicóptero que bateu em caminhão no AC seguiu procedimentos de segurança.

Acidente ocorreu neste sábado (18), quando helicóptero ia levantar voo e caminhão bateu em uma das hélices.

Após o acidente envolvendo um caminhão baú que atingiu uma das hélices do helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), neste sábado (18), em Rio Branco, o coordenador do Ciopaer, Nayk Souza, disse que no local havia uma barreira policial e que foram seguidas todas as normas de segurança.

Em nota pública, o secretário segurança em exercício, Ricardo Brandão, informou que a aeronave estava em atividade fazendo parte de uma operação da Secretaria de Segurança Pública, a Operação Fecha Fronteira que tem como foco coibir ações criminosas nas região do Segundo Distrito da Capital.

“Com isso, o helicóptero se encontrava em um ponto estratégico que pudesse ter acesso a todos os bairros da capital de maneira rápida e eficaz”, justifica o posicionamento.

Além disso, o coordenador do Ciopaer disse que o procedimento é comum este tipo de patrulhamento.

“Esse tipo de patrulhamento com aeronave em pousos específicos acontece em todo lugar e, para deixar bem esclarecido, este é um ponto onde estava havendo uma barreira policial, então, havia a sinalização e havia também um dos tripulantes no momento fora da aeronave para o acionamento. Ele só adentrou na aeronave no momento em que ela foi acionada para decolagem. No momento da decolagem, esse caminhão baú foi fazer o retorno e atingiu uma das pás”, disse Souza.

No helicóptero estavam cinco pessoas, dois deles comandantes e mais três tripulantes. Duas pessoas tiveram ferimentos leves e foram encaminhadas pata o Pronto-Socorro de Rio Branco.

O caminhão, que presta serviço para a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), transportava resíduos hospitalares e estava com três pessoas e ninguém feriu.

“Como podemos verificar, já existia uma barreira policial no local, onde já tinham sido feitos pontos bases anteriores. No dia de ontem [sexta-feira, 17] fizemos, durante todo o dia patrulhamento e pousos em pontos bases específicos, onde aqui no local do fato também foi um desses pontos bases”, afirmou Souza.

Coordenador do Ciopaer diz que no local do acidente envolvendo helicóptero de caminhão havia barreira policial

Coordenador do Ciopaer diz que no local do acidente envolvendo helicóptero de caminhão havia barreira policial.

A aeronave estava dando apoio à Operação Fecha Fronteira, que ocorria no bairro Belo Jardim, neste sábado. O helicóptero estava parado em uma rotatória quando a equipe iniciou o processo de decolagem.

Ainda de acordo com o coordenador, as ações com a aeronave ocorriam para dar apoio às equipes de solo, fazendo o patrulhamento aéreo e tinha pontos bases, como na rotatória onde ocorreu o acidente, sempre coordenado com o pessoal de solo, no caso, a PM.

“A determinação do secretário de Segurança foi que continuássemos com essas operações durante o dia de hoje. O que foi feito pelo Ciopaer”, acrescentou.

Souza explicou ainda que assim que ocorreu o acidente, foram tomados todos os procedimentos pela tripulação de imediato, como o corte dos motores e isolamento da área.

Caminhão ficou destruído depois de bater em hélice de helicóptero, em Rio Branco — Foto: Arquivo pessoal

Caminhão ficou destruído depois de bater em hélice de helicóptero, em Rio Branco — Foto: Arquivo pessoal.

‘Área não estava isolada’

O encarregado a empresa do caminhão que se envolveu no acidente, Charles Matos, disse que três pessoas estavam no veículo e a equipe fazia as coletas diárias no momento do acidente.

“A gente fazia as coletas diárias dos hospitais da capital e a gente estava retornando, íamos fazer uma parada no posto de gasolina para retornar à nossa unidade e aconteceu de o helicóptero estar funcionando e o caminhão passou ao lado e aconteceu essa fatalidade”, disse.

Matos falou que não estava no momento do acidente, mas que coletaram alguns vídeos para repassar para a empresa. Ele disse que o trânsito estava normal no local.

“Pelos vídeos que agente têm, a área não estava isolada. Estava tendo tráfego no local onde estava o helicóptero. Acho que esse é o fato que pode ter ocasionado o acidente, mas a gente deixa isso para a perícia, para que eles possam averiguar e resolver a situação”, pontuou.

O encarregado falou ainda que o motorista e outro colaborador estão em estado de choque por ser um susto grande e que a hélice passou próximo à boleia, mas só atingiu o baú do caminhão.

Além disso, Matos informou que ainda não tinha conversado com a equipe para saber mais detalhes sobre o acidente. Ele informou que ainda não é possível ter um balanço sobre os prejuízos da empresa e que um levantamento ainda vai ser feito. Por Alcinete Gadelha, G1AC.

Veja nota da íntegra:

O Governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), em decorrência do acidente envolvendo o helicóptero Harpia 01, vem a público esclarecer que:

1. A aeronave estava em atividade, fazendo parte de uma operação orientada pela Secretaria de Segurança Pública, aliada à Operação “Fecha Fronteira”, com o foco de coibir ações criminosas na região do Segundo Distrito de Rio Branco. Com isso, o helicóptero se encontrava em um ponto estratégico que pudesse ter acesso a todos os bairros da capital de maneira rápida e eficaz.

2. O Harpia 01 se preparava para levantar voo em uma barreira policial que reduzia a velocidade de veículos. Havia um tripulante da aeronave realizando todo o procedimento de segurança para a decolagem, quando um caminhão modelo baú se aproximou do local e colidiu com uma das hélices, causando o acidente.

3. Todos os envolvidos no acidente estão fora de perigo ou risco de morte, houve apenas ferimentos leves. Dois tripulantes sofreram algumas lesões, foram encaminhados ao pronto-socorro de Rio Branco, juntamente com o motorista do caminhão e o passageiro. Todos estão bem.

4. Uma equipe da Sejusp está acompanhando todos os procedimentos a serem realizados a partir da perícia que deve ocorrer no local do acidente. Para os procedimentos cabíveis que atendem ao protocolo, já foram acionados os órgãos competentes como o Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 7), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), bem como a seguradora da aeronave.

5. Por fim, vale ressaltar que toda a manutenção e documentação da aeronave encontram-se absolutamente regularizadas de acordo com a legislação vigente, bem como todos os contratos da seguradora estão em dia, sendo esta acionada pelo assegurado.

Rio Branco – Acre, 18 de janeiro de 2020.

Ricardo Brandão

Secretário de Justiça e Segurança Pública em Exercício

Colaborou Guilherme Barbosa da Rede Amazônica Acre

Tripulantes de helicóptero ficaram feridos após acidente em Rio Branco; aeronave tem seguro.

Duas pessoas ficaram feridas após o acidente entre o helicóptero Harpia 1, do governo do Acre, e um caminhão tipo “baú”, que aconteceu na manhã deste sábado, 18, na frente do Auto Posto Correntão, na BR-364, em Rio Branco.

O coordenador do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Nayck Souza, informou que a aeronave estava auxiliando nas ações de Segurança Pública fazendo patrulhamento aéreo e pousou na rotatória, mas durante a decolagem, o caminhão passou próximo da hélice e ocorreu o acidente.

“Existe uma barreira policial no local, onde havia sido feito um ponto base. Foi feito o pouso nesse local e, após o acionamento para outro patrulhamento, veio um caminhão baú e acertou uma das partes do helicóptero. Dois tripulantes da aeronave tiveram ferimentos leves e foram levados ao pronto-socorro”, disse Souza.

A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) isolaram a área até a chegada de peritos das polícias Civil e Federal, que realizaram os procedimentos de análise do veículo e do helicóptero.

O caminhão envolvido no ocorrido transportava resíduos hospitalares e teve o baú destruído. A hélice e o motor do helicóptero também ficaram danificados. O valor total dos prejuízos ainda não foi divulgado.

Ainda segundo o coordenador do Ciopaer, o helicóptero tem seguro e já foi realizado contato para a manutenção das partes que foram danificadas. O acidente deve ser apurado pelo Serviços Regionais de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA). Informações de Ithamar Souza.

Vídeo: Com o seguro atrasado, helicóptero do governo pousa no meio da rua, e sem sinalização, caminhão colide contra a aeronave.

O tenente Roger, chefe de manutenção do helicóptero, disse que ainda não tem como detalhar o ocorrido e nem falar em prejuízos.

Um acidente nada comum aconteceu na BR-364, precisamente em frente a rotatória do Correntão, na chegada de Rio Branco, mas não trata-se de transportes pequenos, trata-se do helicóptero João Donato de propriedade do Governo do Estado do Acre que atingiu um caminhão ao tentar decolar na manhã deste sábado (18).

A via estava sem sinalização e ao tentar decolar a aeronave atingiu um caminhão que teve parte do baú arrancado. Já o helicóptero ficou com as hélices quebradas e uma parte da lateral arrancada.

Apesar do susto e do prejuízo ninguém ficou ferido, mas vale destacar que não se sabe até o momento o motivo que teria levado o helicóptero a pousar naquele local e muito menos sem sinalizar o perímetro, tendo em vista que o local é onde se concentra um grande tráfego de caminhões e veículos de grande porte. 

A informação que se tem é de que a aeronave em questão não tinha motivo para está no local, o que se sabe é que não está havendo nenhuma operação policial naquela região.

Para piorar mais ainda a situação, um militar que não quis se identificar, informou que o governador Gladson Cameli não tem mantido em dias o seguro da aeronave que está atrasado por falta de pagamento. Com informações de Alemão Monteiro. 

Apesar da seriedade do incidente, envolvendo o helicóptero e o caminhão, os acreanos fizeram meme da situação. 

Veja os vídeos (último vídeo mostra caminhão e helicóptero colidindo):

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Governo divulga resultado final das isenções do concurso para o Idaf

Folha do Acre, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) divulgaram na edição do Diário Oficial desta segunda-feira, 17, um edital com as respostas aos recursos e o resultado final das isenções deferidas e indeferidas referentes ao concurso público para a formação de cadastro de reserva do Idaf.

O concurso será realizado pelo Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade). As inscrições devem ser feitas no site do Ibade até o dia 19 de fevereiro. As provas objetivas e discursivas serão aplicadas no dia 15 de março.

O prazo de validade do certame é de dois anos, a contar da data da publicação da homologação de seu resultado final, podendo ser prorrogado, uma vez, por igual período.

Os candidatos poderão obter informações gerais referentes ao processo seletivo no site www.ibade.org.br ou por meio dos telefones: 0800 668 2175, (21) 3674-9190/3527-0583 – Rio de Janeiro, ou pelo e-mail atendimento@ibade.org.br

Continue lendo

ACRE

Unidade do IBGE no Acre já se prepara para o Censo 2020; edital sai no começo de março

Redação do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Com atraso de quase um ano, o edital com mais de 200 mil vagas para o Censo 2020, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), será publicado no início do mês de março, segundo previsão divulgada na semana passada pelo órgão. O processo para contratar trabalhadores temporários para o censo demográfico brasileiro, nas funções de recenseador e agente censitário, foi anunciado em maio do ano passado.

A banca organizadora do concurso, será o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Serão 196 mil vagas para recenseador, mais de 23 mil para agente censitário supervisor e pouco mais de 6 mil para agente censitário municipal. Segundo o IBGE, os detalhes adicionais, como o nível de escolaridade exigida, só serão divulgados na publicação do edital.

No Acre, a Secretaria Estadual de Educação do Acre vai ceder espaços em escolas e equipamentos multimídia para o treinamento das equipes que vão trabalhar no Censo Demográfico 2020 no estado. A parceria foi firmada com a Unidade Estadual do IBGE (UE/AC) durante reunião realizada no último dia 4 de fevereiro, na capital, Rio Branco.

No encontro, a equipe da UE/AC também apresentou ao secretário estadual de Educação, Mauro Sérgio Ferreira da Cruz, o projeto IBGEeduca, ferramenta que pode auxiliar os professores na sala de aula. A plataforma online reúne conteúdos didáticos criados a partir das pesquisas do IBGE e disponibilizados gratuitamente na internet.

O encontro aconteceu na sede da secretaria Estadual de Cultura e Esportes e contou também com a participação do professor José Rego, chefe do Departamento de Gestão da pasta. Rego fará as intermediações entre o IBGE e as coordenações dos núcleos de educação do estado para que os espaços sejam cedidos instituto.

A Unidade Estadual do IBGE (UE/AC) também recebeu, no último dia 3 de fevereiro, os novos agentes censitários operacionais (ACOs) e os coordenadores censitários subáreas (CCS) para formalização dos contratos. Eles vão atuar no Censo Demográfico 2020, no Acre.

A recepção dos novos servidores temporários foi feita pelo coordenador operacional, Sebastião Júnior, pela coordenadora de treinamento, Gardênia de Oliveira, e pelo coordenador da área Rio Branco, Gilvan Ferreira. Também participaram da primeira interação o coordenador de informática, Raphael Dias, e o coordenador de área de Brasiléia, Ednaldo da Silva.

Com o objetivo de ambientar os novos colaboradores com as atribuições de seus respectivos cargos, foram citadas algumas das atividades que serão desenvolvidas por eles durante a operação censitária. Foram abordadas também, metodologias de treinamento de pessoal, bem como demais trabalhos de preparação prévia que antecedem o processo de coleta do Censo.

Os ACO’s e os CC’s também estão conhecendo, na prática, os principais conceitos apresentados pelo IBGE como Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE) e Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), através do acompanhamento das equipes em campo.

Com informações do Portal do IBGE.Por Raimari Cardoso 

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias