NOSSAS REDES

ARTIGOS

OPINIÃO: População de Tarauacá faz descarte irregular de lixo, e Secretário de Obras ‘dar murro em ponta de faca’

Bakunin Acriano, o Eremita, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Falta educação e consciência ambiental. Falta orientação na escola e na família.

O povo de Tarauacá, a exemplo de todos os municípios do Acre, nunca foi alvo de políticas públicas de conscientização ambiental, nem sequer aprendeu a verdadeira lição quanto ao descarte de lixo domiciliar urbano. A escola e a família esqueceram de ensinar.

Alguns prefeitos chegaram a implantar cestas de lixo nas ruas, e seria injusto não citar essa benesse.

Sofrendo os impactos das enchentes, das chuvas e das doenças, a população ‘enlameia’ a rede social com críticas contra os administradores municipais, de Rio Branco à Marechal Thaumaturgo; porém, o povo que reclama e pede soluções é o mesmo que entulha de lixo as galerias, esgotos e ruas. Resultado: qualquer secretário de obras levará ‘porrada’, e será alvo de duras e até injustas reclamações.

Em Tarauacá, por exemplo, o Secretário Municipal de Obras vem intensificando a limpeza do sistema de drenagem. Ou seja, estar tentando desobstruir galerias e esgotos que transbordam lixo urbano, e impedem a fluidez das águas das chuvas.

A intenção do Secretário é boa. A iniciativa é plausível, e com certeza reforça o trabalho que é executado pela gestão da Prefeita Marilete Vitorino durante o ano por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp). As ações de desobstrução do sistema de drenagem facilitam o escoamento da água e evitam alagação em pontos da cidade, no período chuvoso. Porém, parece inútil. Explico o porquê.

É dar ‘murro em ponta de faca’, se o povo mal educado, carente de políticas públicas de conscientização ambiental, não aprender que jogar lixo na rua ocasiona grave impacto ambiental.

E digo mais, o problema estar na escola e na família, porque no sistema de ensino brasileiro, nos termos do Art. 205 da Constituição Federal, a educação, é direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania.

A criança, o jovem e o idoso precisam dessa lição.

O cidadão precisa entender que a limpeza das galerias é feito de forma manual pelos trabalhadores terceirizados da Prefeitura, e não num toque de mágica. No Japão, alunos lavam o banheiro das escolas para fortalecer a consciência e as noções de higiene. No Brasil, o descarte irregular de lixo urbano é visto com naturalidade. Desde a embalagem de um bombom, até um animal putrefato.

É fácil jogar o lixo na rua, e exigir do administrador que limpe, que cate o lixo.

O trabalho de retirar resíduos que se acumulam nesses locais em razão do descarte irregular de lixo nas vias públicas, merece uma regulamentação legal específica, uma lei rigorosa, com uma multa pesada para o cidadão, que polui irregularmente sua cidade.

O descarte irregular polui a cidade e dificulta o escoamento normal das águas. Essa lição é básica. Nem os administradores municipais e nem a escola se preocupam com ela. Resultado: cidade poluída (com as respectivas consequências).

É um paliativo o serviço de desobstrução e limpeza de caixas coletoras ou ‘valas’, porque a poluição diária continuará a impedir a fluidez e vazão das águas.

A limpeza de dejetos e a desobstrução das galerias sempre será um ‘murro em ponta de faca‘, até o dia em que a população acordar e se conscientizar ambientalmente.

Jogue o lixo no lixo’, ensinou minha professora do primário.

Até breve meus amigos, ótima sexta-feira!

Por Bakunin Acriano, via Redação do Acrenoticias.com

bakuninacriano@acre.com.br

COLUNA 'CARTAS COMUNISTAS E CAPITALISTAS' é escrita por Bakunin Acriano, o Eremita. Talentoso aos 80 anos de idade, dos quais mais de 30 anos reside no Acre, por isso se diz acriano, onde é conhecido por "Eremita". Foi Comandante de Galvez na guerra pelas terras do Acre. Seu maior prazer, todavia, não é pela guerra. Mas escrever crônicas e críticas sobre a mídia e a política contemporâneas. Esse velho sábio participou da Revolução Russa e Cubana. Razão pela qual ficou durante 20 anos exilado em Amesterdã. Onde aprendeu a ler e usar máquina de escrever. Não gosta de computador, nem internet. Eremita se qualifica modestamente como luso-acriano. Ele, porém, guarda documentos que provam sua identidade como um ex-agente da KGB. (Personagem fictício que faz uma crítica à sociedade)

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Artigo: Faça dinheiro extra no Carnaval e dê os primeiros passos para ser um empreendedor de sucesso*

Yahoo, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Durante este período de Carnaval, a maior festa popular do Brasil, existem várias opções de ganhar um bom dinheiro extra no Comércio, Indústria e Serviços. Para conseguir isso, só basta ter uma boa ideia, que seja diferenciada e inovadora no mercado local, e colocar a mão na massa.

Na Indústria, se você trabalha no ramo da costura, por exemplo, a customização de fantasias e abadás, além da industrialização dos próprios adereços personalizados, é uma opção para conseguir aquela renda que vem bem a calhar. Já no comércio, a produção e comercialização de diversas comidas típicas regionalizadas e os famosos salgadinhos é garantia de retorno rápido.

No setor de Serviços, um dos mais aquecidos e movimentados da economia brasileira nos últimos anos, você pode arrasar na maquiagem produzindo makes que podem enfeitar da cabeça aos pés. Confecção de unhas postiças personalizadas para os foliões que querem sair pintados na festa, cortes de cabelos, pinturas novas para aproveitar todas as noites e outros itens podem ser feitos.

O comércio oferece um leque de oportunidades como vendas de bebidas diversas, confecções de fantasias personalizadas com os famosos memes da internet, produção de fantasias que brinquem com o folclore brasileiro ou as lendas do imaginário acreano e outros podem ser postos em prática para ganhar dinheiro rápido nestas noites de festa. São diversos caminhos neste setor.

Já fiz isso como ambulante, montando uma pequena barraca nos locais onde havia carnaval de rua e na frente das famosas festas dos clubes como o Juventus e o Rio Branco. Apesar de não ser um trabalho fácil, ele dá um retorno de curto prazo. Aprendi isso na prática, no início do que hoje considero como início da minha carreira empreendedora, vivendo cada momento da experiência.

Com a iniciativa do Governo do Estado e o Município de Rio Branco de antecipar o pagamento dos servidores públicos das duas esferas, nossa economia vai dar uma alavancada e, como bons acreanos que somos, iremos consumir bastante neste Carnaval. As prospecções do momento são positivas e criam o ambiente perfeito para que as pessoas ponham em prática o lado empreendedor.

Para ser um empreendedor de sucesso não é necessário começar com muito ou no topo. Afinal de contas, estilo e diferenciação são as peças chaves e essenciais para qualquer pessoa se destacar, inicialmente, na multidão do Carnaval e, posteriormente, entre o restante da população. Avante! Faça dinheiro extra no Carnaval e dê os primeiros passos para ser um empreendedor de sucesso.

*Jebert Nascimento

Empresário

Continue lendo

ARTIGOS

Em nota confusa, Diretório do MDB de Tarauacá ignora pré-candidatura de Valdor do Ó

Bakunin Acriano, o Eremita, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Há anos, MDB de Tarauacá vivencia passivamente uma crise interna entre líderes orgulhosos, numa ‘guerra branca’ de vaidades e egocentrismo. Mesmo sem unidade, pretende disputar as eleições de 2020. 

Pré-candidatura ameaçada

O veterano Valdor do Ó, do MDB de Tarauacá, afirmou ao Blog do Gilson Amorim que é pré-candidato à prefeito. Que não aceita candidatura imposta dentro do partido que milita há décadas. Valdor segue firme e forte com o projeto.

Veterano do MDB, vereador Valdor do Ó afirmou que é pré-candidato à prefeito de Tarauacá.

Veterano do MDB, vereador Valdor do Ó afirmou que é pré-candidato à prefeito de Tarauacá.

Nota do Diretório local

A crise interna dentro do MDB local piorou após a notícia de duas pré-candidaturas, uma do recém-filiado advogado Júnior Feitoza e outra do veterano vereador Valdor do Ó. Para azedar o ‘angu’, vazou um áudio de Whatsapp do Presidente do MDB local, Tadeu Freire, onde manifestava sua opinião sobre a crise política do partido. Logo em seguida, os dirigentes se apressaram em justificar o imbróglio e a repercussão negativa. 

Ouça o áudio:

Após vazar o áudio, não demorou muito para o Presidente e Secretário do MDB local, publicarem uma nota pública, esclarecendo o imbróglio político. Mas a nota foi uma verdadeira confusão de ideias. Diz que há uma pré-candidatura definida; que o Diretório não se reuniu após o ato de lançamento; que é democrático; que qualquer membro pode lançar seu nome como pré-candidato, etc…

Uma nota confusa. E não explicou nada. E nem citou uma linha sobre o nome do vereador Valdor do Ó.

Leia a nota, clique aqui.

A ira de Valdor

Nos bastidores, comenta-se que a irritação de Valdor aumentou, após a publicação da nota da executiva municipal do MDB. Que nada esclareceu, e só piorou a crise política interna. Na política, opina quem tem mandato. E Valdor tem mandato. Dirigente partidário é apenas um burocrata do partido. Essa é a verdade, nua e crua. Me perdoem! 

Roberto Duarte

O Deputado Estadual do MDB cancelou sua viagem para Tarauacá, onde iria se reunir com os líderes locais do MDB. O clima, pelo visto, tá nublado pelas bandas de Tarauacá. 

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias