NOSSAS REDES

ACRE

PF fala em organização criminosa em Cruzeiro do Sul. Prefeito se pronuncia em video

Acjornal, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

RELEASE: OPERAÇÃO PRESSÁGIO

Polícia Federal deflagrou a Operação Presságio em Cruzeiro do Sul, Rio Branco e em outros 5 Estados. Foram cumpridos mandados judiciais nos estados do Amazonas, Acre, Rondônia, Minas Gerais, Sergipe e no Distrito Federal.

Fruto de mais de um ano de investigação, a operação investigava os crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, quadrilha ou bando, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro, supostamente cometidos por agentes políticos, servidores da Prefeitura Municipal de Cruzeiro do Sul e por gestores de uma ONG que prestava serviços à prefeitura.

A referida ONG, fundada em 1967 em Minas Gerais, foi contratada com dispensa de licitação pela prefeitura, emtretanto jamais prestou os serviços que são objeto dos termos de colaboração firmados com o ente municipal. Ao todo foram firmados cinco termos com diversas secretarias da prefeitura, no valor de R$ 52.164.593,74 (cinquenta e dois milhões cento e sessenta e quatro mil quinhentos e noventa e três reais e setenta e quatro centavos).

Até o fim do exercício de 2019, ela já havia recebido cerca de R$ 27 milhões.
Durante a investigação apurou -se que os serviços licitados pela prefeitura não foram efetivamente cumpridos, e sequer existe a possibilidade de que venham a sê-lo, até o fim da vigência dos contratos com a ONG supracitada. A referida ONG deveria até 2021 tornar Cruzeiro do Sul autossuficiente na produção de energia por meio do aproveitamento do lixo produzido no município. Com efeito, o serviço de coleta de lixo prestado em Cruzeiro do Sul está muito distante disso.

O “modus operandi” da organização criminosa era complexo e envolvia diversas pessoas, tanto físicas quanto jurídicas. A grosso modo, os pagamentos que ela recebia da prefeitura eram utilizados para o pagamento de uma empresa contratada pela própria ONG. Essa empresa, que fora criada especificamente para prestar serviços à ONG em Cruzeiro do Sul, repassava os valores para diversas empresas de fachadas. Essas PJs, por sua vez, distribuíam o dinheiro entre os membros da organização criminosa.*

Foram cumpridos sete mandados de prisão, trinta e oito mandados de busca e apreensão de mídias eletrônicas, processos licitatórios, notas fiscais e documentos diversos relacionados a investigação. Além disso, a Justiça decretou o bloqueio de R$ 3.840.000,00 dos investigados.
A operação foi batizada “OPERAÇÃO PRESSÁGIO” em razão da equipe investigativa ter detectado que os integrantes da suposta organização criminosa pressentiam e temiam que logo o esquema seria descoberto e eles presos.

ACRE

VÍDEO: Médico afirma que existem mais de 500 casos ‘clandestinos’ de Coronavírus no Acre

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O médico Andreas Stocker defende a continuidade do isolamento social no Acre, diz que é a única chance de sobrevivência. “Por favor confie em nós, se vocês não ficarem em casa nos próximos sete dias, vamos perder!”, alerta. 

Veja a entrevista do médico Andreas Stocker, diretor do Laboratório Charles Mérieux, ao repórter Senildo Melo, da TV Gazeta. O laboratório realiza os testes de coronavírus no Acre, mas já não tem mais reagentes.

Graduado em medicina pela Universidade de Hamburgo e biologista responsável por pesquisas e projetos de diagnóstico molecular de vírus humanos como os da família corona, o médico faz apelos dramáticos ao povo acreano.

Veja o vídeo:

 

Número de pessoas com coronavírus no Acre pode ser mil por cento a mais do que os 25 confirmados, diz diretor de laboratório.

A falta de testes para coleta de exame do coronavírus pode está proporcionando um falso número da quantidade de pessoas infectadas no Acre.

Quem diz isso é o diretor do laboratório Charles Mérieux, localizado na Fundação Hospitalar e responsável por realizar os exames. Segundo Andreas Stocker, o número pode chegar a 500 pessoas. “Como não há mais testes, as pessoas podem achar que estão seguras. Pode ser que cerca de 500 pessoas, no mínimo, estejam infectadas sem saber”, disse.

O problema é que acabaram os reagentes usados pelo laboratório. Nós tínhamos 400 testes quando começamos. Nos últimos três dias acabaram os nossos reagentes. Estamos usando o pouco que temos apenas para os casos de emergência. Por isso os números não aumentam, mas os números estão aumentando. No momento estamos cegos porque não temos os reagentes”, afirma Stocker.

O diretor do laboratório afirma que aguarda a chegada de mais 600 reagentes que vão vir no Ministério da Saúde e de uma empresa da Bahia. Stocker faz um alerta. “Por favor, não comecem a sentir seguros. O vírus está aqui e está se espalhando. Em uma ou duas semanas vamos ver os casos de coronavírus explodir e estaremos perdidos, já que muita gente vai precisar da UTI e da UPA e nós não temos capacidade de atender tanta gente. Por isso, é tão importante o isolamento social”, afirma.

Mais dois casos são confirmados e número de infectados com coronavírus no Acre chega a 25

Oficialmente, o número de pessoas com o novo coronavírus no Acre subiu para 25. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde na tarde desta sexta-feira, 27, uma aposentada de 77 anos e um assessor parlamentar de 33 deram positivo no exame.

A forma como a mulher de 77 anos contraiu a Covid-19 está em investigação, no que os especialistas chamam de análise de vínculo epidemiológico. Já o homem de 33 anos contraiu a doença durante uma reunião com pessoas que estavam positivas para coronavírus.

Já os casos em espera de resultados só aumentam, chegando a 95, sendo a esmagadora maioria em Rio Branco. Vale ressaltar que até agora não há nenhum caso confirmado no interior.  Com informações de Ac24horas.

Continue lendo

ACRE

#FiqueBemFiqueEmCasa: Claro, Oi, TIM e Vivo se unem em campanha inédita

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Movimento apresenta as iniciativas em comum das empresas para que as pessoas possam ficar em casa

Claro, Oi, TIM e Vivo se unem em um movimento para ajudar os brasileiros que estão em casa durante o isolamento social por conta da pandemia do Covid-19. Com a hashtag #FiqueBemFiqueEmCasa, a campanha apresentará as iniciativas em comum das empresas para ajudar as pessoas a se conectarem e atravessarem o período da melhor forma.

A ideia é destacar como a conexão é fundamental para garantir que as pessoas possam se manter próximas a tudo e todos que importam e mostrar que as empresas estão trabalhando em conjunto para garantir este acesso. A campanha, criada pela Africa, em parceria com as agências Havas+, NBS e Talent, contempla diversas peças, que serão veiculadas nas TV aberta e fechada, nos canais digitais das operadoras, web e em mídia externa em todo o país.

Iniciativas

As empresas adotaram diversas iniciativas nesse momento para trazer o máximo de informação e possibilidades de entretimento às famílias, como a liberação de conteúdo de TV e internet, bônus de internet no celular e navegação gratuita no app Coronavírus SUS. O objetivo neste momento é garantir plena conectividade para ajudar toda a população nos compromissos de trabalho e estudo, nas interações à distância. Tudo isso com tecnologia de ponta e uma rede confiável.

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias