NOSSAS REDES

ACRE

Polícia recupera carros da família de ex-coronel do ‘crime da motosserra’ levados em assaltos

PUBLICADO

em

Carros foram achados no bairro Conquista, em Rio Branco, neste sábado (1). Família do PM Pedro Pascoal foi feita refém na noite de sexta (31).

Foto: Carros foram achados no bairro Conquista, em Rio Branco — Foto: Divulgação/PM-AC. 

Os dois carros levados durante um assalto no bairro Morada do Sol, em Rio Branco, no início da noite de sexta-feira (31) já foram recuperados horas após o crime. Os veículos são da família do policial militar Pedro Pascoal, que morreu em 2016 após sofrer um infarto.

O militar era irmão do ex-coronel do “caso da motosserra”, Hildebrando Pascoal. A reportagem não conseguiu contato com as vítimas.

A família foi feita refém durante o assalto. A Polícia Militar do Acre (PM-AC) disse que duas pessoas invadiram a casa e prenderam os familiares nos cômodos.

Família do PM Pedro Pascoal foi feita refém durante assalto na noite de sexta (31) — Foto: Divulgação/PM-AC

Família do PM Pedro Pascoal foi feita refém durante assalto na noite de sexta (31) — Foto: Divulgação/PM-AC.

Os dois carros foram achados no bairro Conquista. Em entrevista à Rede Amazônica Acre, o comandante da PM-AC, coronel Ulysses de Araújo, explicou que a polícia colocou várias viaturas em perseguição pelos suspeitos.

“Colocamos todo aparato da Polícia Militar, como o Bope, Giro, e outras viaturas em perseguição e fizeram o cerco. Conseguimos recuperar os dois veículos levados das vítimas e os bandidos abandonaram os veículos”, acrescentou.

Araújo ressaltou que os dois suspeitos conseguiram fugir, entrando em um matagal.

Colaborou Tálita Sabrina, da Rede Amazônica Acre.

Família de irmão de ex-coronel do ‘Crime da Motosserra’ é feita refém durante assalto

Assaltantes levaram dois carros da família, que mora no bairro Morada do Sol, em Rio Branco. PM-AC faz buscas pelos suspeitos.

Uma família foi feita refém e teve alguns objetos roubados durante um assalto, no bairro Morada do Sol, em Rio Branco. A Polícia Militar do Acre (PM-AC) infirmou que as vítimas são familiares do policial militar Pedro Pascoal, que morreu em 2016 após sofrer um infarto.

O militar era irmão do ex-coronel do “caso da motosserra”, Hildebrando Pascoal. A reportagem não conseguiu contato com as vítimas.

Ao G1, o comandante da PM-AC, coronel Ulysses de Araújo, disse que já destacou algumas viaturas para procurar os criminosos, que teriam fugido com dois carros da família. O coronel disse não ter mais informações do caso porque a ocorrência está em andamento.

“Chegou a informação de que fizeram um roubo lá e levaram esses veículos. A Polícia Militar já está envolvida na operação, mas estamos aguardando o Bope retornar de outra ação”, reforçou.

Apesar do susto, Araújo falou que as vítimas estão bem e foram orientadas a comparecer em uma delegacia para registrar um boletim de ocorrência.

“Não podemos divulgar muita coisa por enquanto para não atrapalhar as investigações. Temos duas viaturas na área em diligências”, complementou.

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS

WhatsApp chat