NOSSAS REDES

Bujari

Por homicídio de agente penitenciário, criminosos são condenados a 60 anos de cadeia

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Dupla é condenada por homicídio de agente penitenciário e corrupção de menores

Somadas, penas ultrapassam 60 anos de prisão em regime fechado.

Na foto, o agente penitenciário Humberto Furtado, morto pelos criminosos.

O Juízo da Comarca do Bujari condenou a dupla responsável pelo latrocínio contra o agente penitenciário Humberto Furtado. Os réus Diego Oliveira da Silva, vulgo Coringa, foi condenado a 33 anos e 3 meses de prisão em regime fechado e, Fagno Miller de Oliveira, a 32 anos e 9 meses nas mesmas condições do comparsa.

A decisão do juiz de Direito Manoel Pedroga, titular da unidade judiciária, ainda aguardando publicação no Diário da Justiça Eletrônico (DJE), considerou que Diego Oliveira foi o responsável por atirar na vítima para levar a arma de fogo.

As duas menores participantes do crime cumprirão medida socioeducativa.

Entenda o caso

A denúncia é de que Diego Oliveira e Fagno Miller mataram o agente penitenciário para levar a arma de fogo de uso profissional da vítima.

Para a efetivação do crime, a dupla contou com a participação de duas menores, já que uma delas tinha um relacionamento amoroso com o agente e passava informações privilegiadas.

Humberto Furtado foi morto em agosto de 2017. Seu corpo foi encontrado no Ramal da Sanacre, no município do Bujari, distante 22 quilômetros da capital acreana.

A arma e motocicleta do agente foram levadas pelos criminosos. Porém, o veículo foi encontrado dias após o crime e a arma nunca recuperada.

Sentença

Após a análise das provas reunidas aos autos, incluídos os depoimentos dos acusados e testemunhas, o juiz de Direito Manoel Pedroga entendeu que os fatos descritos na denúncia restaram devidamente comprovados a participação dos réus e das duas menores.

De acordo com a sentença, o latrocínio ocorreu para que a dupla abastecesse com a arma de fogo a facção criminosa da qual  pertencem, além de provas mostrarem Diego Oliveira sendo o autor do disparo contra o agente.

Ainda segundo ao autos, os dois acusados já possuem condenações por outros crimes, mas a pena ficou acima do máximo pela questão da utilização das duas adolescentes para atraírem a vítima até o local do crime, caracterizando corrupção de menores. Com informações de Gecom/TJAc. Para saber mais, clique aqui.

Bujari

Vereadora consegue mais policiais e mais viaturas para Bujari

Blog do Evandro Cordeiro, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A vereadora Mariazinha de Jesus (MDB), de Bujari, conseguiu nesta quinta-feira, 26, novas viaturas e mais homens da Polícia Militar para seu município. A garantia do benefício para os municípes foi dada a ela pelo secretário de Segurança Pública, coronel Paulo César, e pelo articulador da Casa Civil, Marieldo Alves. “Nossa reunião não poderia ter sido melhor, o secretário ouviu todas as nossas reivindicações com carinho, de modo que voltamos para o nosso município com certeza de que nossa demanda será atendia ainda este ano, isso nos mostra o tamanho do comprometimento do nosso secretário Paulo César com a segurança do nosso estado como um todo”, afirmou a vereadora.

O secretário garantiu a parlamentar que até o fim do ano todas as situações pautadas na reunião terão sido atendidas.

Continue lendo

Bujari

Bujari: Polícia Civil apreende 15 kg de maconha, uma pistola e prende quatro pessoas

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Na manhã desta sexta-feira (02), foram apreendidos 15 kg de maconha e uma pistola de uso restrito das Forças Armadas. De acordo com informações vindas da polícia, as ações aconteceram após mandados de busca e apreensão em uma chácara no município de Bujari e uma casa na cidade de Rio Branco.

Em operação montada entre as polícias de Bujari e Rio Branco, 15kg de maconha foram localizados dentro de um tambor, enterrado na chácara de Bujari. Logo em seguida, os policiais seguiram com destino a Rio Branco. Com mandado de busca e apreensão, os homens da polícia foram a uma casa e encontraram a arma que estava escondida em um fundo falso.

Durante a operação quatro pessoas foram presas e levadas para a delegacia da Denarc em Rio Branco.

Continue lendo

Super Promoções

WhatsApp chat