NOSSAS REDES

ACRE

‘Preservobras’ do Governo do Acre

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Fábrica estatal de preservativos no Acre mostra não ser a resposta adequada a desafios.

No papel, os argumentos poderiam parecer sedutores. A iniciativa ajudaria a enfrentar um problema de saúde pública, geraria renda para comunidades carentes e promoveria o desenvolvimento sustentável de um município amazônico.

Pautados por tais ideias, o Ministério da Saúde e o governo do Acre decidiram, em 2008, criar e financiar a Natex, empreendimento estatal instalado em Xapuri —que utilizaria o látex de seringueiras nativas para produzir preservativos destinados a suprir parte da demanda da própria pasta em seus programas de controle da Aids.

Como se pode imaginar, o plano não funcionou tão bem na prática, e a fábrica corre o risco de fechar as portas pelo acúmulo de prejuízos que, cedo ou tarde, recairão sobre os contribuintes.

Produção de preservativos na Natex, em Xapuri, Acre
Produção de preservativos na Natex, em Xapuri, Acre – Ricardo Moraes – 23.jun.16/Reuters
.

Não se trata de contestar os objetivos declarados. Constitui função do poder público manter programas de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, bem como buscar a harmonia entre expansão econômica e cuidado com as áreas de floresta.

O erro, como de hábito, esteve em imaginar que mais uma aventura empresarial do Estado fosse a resposta adequada a esses desafios.

Para o ministério, faz mais sentido obter camisinhas no mercado internacional do que por meio de uma instalação em local que não seria a primeira escolha de agentes privados. Para o Acre, é pouco eficaz estimular a atividade em Xapuri valendo-se de uma fábrica que basicamente conta com um único cliente importante.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A pasta deveria comprar a produção de 100 milhões de unidades anuais, correspondente a cerca de um quarto do total a ser distribuído no país. Com a crise orçamentária, as compras para o período 2016-17 limitaram-se a 41 milhões.

No ano retrasado, a administração estadual de Tião Viana (PT) tentou privatizar a instalação, mas não houve interessados.

Deveria ser desnecessário, a esta altura, expor as fragilidades inerentes a empreitadas do gênero. Não bastasse a viabilidade duvidosa do negócio, investimentos estatais estão naturalmente sujeitos a ingerência política, gestão deficiente e dificuldades burocráticas.

Eles se justificam, em tese ao menos, para o fornecimento de bens e serviços essenciais que não podem ser providos pela iniciativa privada. Este certamente não é o caso da produção de preservativos. Folha SP.

 

ACRE

Bebê morto é encontrado dentro de lixeira no Centro de Rio Branco

G1AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

 

O corpo de um bebê morto foi encontrado dentro de um saco dentro de uma lixeira, na Praça da Bandeira, no Centro de Rio Branco. O fato ocorreu no dia 1° de abril e a polícia informou que o corpo ainda estava com o cordão umbilical.

De acordo com a delegada Lucélia Martins, coordenadora da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), a perícia técnica foi acionada e o laudo cadavérico deve apontar se trata-se de um feto, ou de recém-nascido. Mas, a principal suspeita é de que seja de um feto de aproximadamente seis meses de gestação.

Ainda conforme a delegada, a Polícia Militar chegou até o corpo depois de uma chamada através do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp).

“A investigação está em curso de forma que todos os dados estão sendo levantados e checados, objetivando o esclarecimento dos fatos e, em caso de constatação de situação criminal, os autores vão ser responsabilizados”, informou a delegada.

Lucélia disse que os fatos são investigados para depois saber se foi um crime ou não. Após isso, e a divulgação do laudo, será possível saber se o bebê nasceu vivo, ou se teria sido um aborto.

Casos

Em quatro meses, este é o segundo corpo de bebê encontrado no lixo. Em dezembro de 2018, um gari encontrou um bebê dentro de um saco de lixo enquanto fazia a transposição de lixo, próximo ao Comando da Polícia Militar do Acre, no Centro de Rio Branco.

A polícia ainda investiga o caso. O laudo cadavérico

Continue lendo

ACRE

Rio Branco: casada apanha em academia após “flash back” com personal “pegador”

Acjornal, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Uma mulher casada apanhou feio, dentro de uma academia de Rio Branco, frequentada por gente de classe média alta, na tarde desta segunda-feira. Um personal trainer é o pivô da briga que chamou atenção dos frequentadores e se espalhou redes sociais muito rapidamente.

O instrutor havia se relacionado com uma das envolvidas, mesmo ele sendo casado e ela também. Após o rompimento, o rapaz, bastante cobiçado entre as beldades que frequentam o ambiente, decidiu assumir o romance com uma jovem que também faz malhação naquela academia.

A namorada atual teria descoberto um “flash back” do rapaz com a ex dele, com direito a troca de nudes pelo aplicativo Whatsapp.

Áudios que vazaram na Internet relatam que as duas mulheres estavam fazendo esteira quando a confusão começou.

A academia não se manifestou.

Continue lendo

VOTE NA ENQUETE

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco