NOSSAS REDES

BRASIL

projeto de Bolsonaro para porte de armas é reprovado por 70% da população

Acrenoticias.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

RIO — Uma pesquisa Datafolhamostrou que 70% da população brasileira reprova o projeto do governo de Jair Bolsonaro para facilitar o porte de armas (nas ruas) no país. O levantamento, realizado entre 4 e 5 de julho, ainda apontou crescimento do apoio à proibição da posse de armamento, no limite da margem de erro. De acordo com o instituto, a rejeição à posse (ter uma arma em casa ou no trabalho) oscilou de 64% a 66% desde abril e alcançou o maior patamar numérico em seis anos.

Em novembro de 2013, 68% dos entrevistados disseram concordar com a afirmação de que “a posse de armas deve ser proibida, pois representa ameaça à vida de outras pessoas”. Os apoiadores desta máxima recuaram até junho de 2017, quando a rejeição voltou a crescer de forma contínua, segundo o Datafolha.

Os entrevistados que afirmaram concordar que “possuir uma arma legalizada deveria ser um direito do cidadão para se defender” caíram três pontos percentuais, de 34% a 31%, de abril a julho deste ano.

O levantamento foi realizado pouco mais de uma semana após a mais recente revogação de decretos do governo. Em 26 de junho, Bolsonaro editou o sétimo texto sobre o tema.

Neste momento, estão em vigor três deles. Dois apresentam a definição do que é uma arma de uso permitido e ali está a brecha para que um tipo de fuzil, até então considerado armamento restrito às forças policiais, possa ser comprado por um cidadão para ter em casa.

Já as regras para o porte estão, por enquanto, mais restritas. O novo decreto excluiu a permissão para porte que era concedida a mais de 20 categorias.

O GLOBO

Comentários

Comente aqui

BRASIL

Preço da gasolina deve cair no Acre mais 10 Estados neste mês

Acrenoticias.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Na segunda quinzena deste mês de julho, os motoristas do Acre, Amazonas, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Sergipe e São Paulo poderão encontrar gasolina mais barata nas bombas.
Já os condutores do Distrito Federal, Alagoas e Pará, possivelmente, vão pagar mais pelo litro do combustível. Isso poderá ocorrer, porque começa a valer, no dia 16 de julho, uma nova tabela de referência dos preços dos combustíveis estipulada pelo Confaz – Conselho Nacional de Política Fazendária.
Essa tabela serve pra calcular o ICMS que será cobrado em cima do litro do combustível, em cada um dos 26 Estados brasileiros e DF. A nova lista estipula preço menor para cobrança do ICMS nesses 11 estados e maior nos outros 3.
O presidente do Sindicombustiveis-DF, Paulo Tavares, explica como essa tabela do Confaz é elaborada. O valor pago pelos consumidores pela gasolina não é estipulado na tabela do Confaz.
Fonte: Reduza.Org

Continue lendo

BRASIL

Sem recurso, processo contra Adélio Bispo é encerrado

G1, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A 3ª Vara Federal em Juiz de Fora divulgou nesta terça-feira (16), que não cabe mais qualquer recurso da decisão que considerou Adélio Bispo de Oliveira inimputável e impôs medida de segurança de internação por prazo indeterminado. A sentença transitou em julgado no dia 12 de julho, ou seja, o processo foi encerrado. Adélio é acusado de atentado contra o então candidato à presidência em 2018, Jair Bolsonaro.

A sentença indicando que Adélio tem Transtorno Delirante Persistente e não pode ser punido criminalmente foi dada no dia 14 de junho de 2019. No dia 17, o Ministério Público Federal (MPF) foi intimado, mas não apresentou recurso.

Posteriormente, foi a vez do presidente, no dia 28 do mesmo mês. Contudo, Bolsonaro também não recorreu no prazo legal. Por último, a defesa do réu, intimada da sentença, renunciou ao prazo dado.

Inimputável

Com a decisão de inimputabilidade, ficou indicado que no caso de condenação de Adélio na ação penal, ele ficaria em um manicômio judiciário e não em um presídio.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp OLÁ INTERNAUTA! : )