NOSSAS REDES

ACRE

Rio Branco anuncia 3ª dose de vacina àqueles acima de 60 anos

PUBLICADO

em

Em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, 30, o prefeito Tião Bocalom (Progressistas) e a secretária municipal de Saúde, Sheila Andrade, anunciaram o lançamento da dose de reforço para profissionais da Saúde, imunossuprimidos e idosos com 60 anos ou mais, na Urap Maria Barroso, em Rio Branco. O médico Toshiro Suzuki foi o primeiro a receber o imunizante como reforço na capital.

O prefeito Tião Bocalom (Progressistas) comemorou a nova etapa de vacinação contra a covid-19 na capital.  “Nós estamos muito felizes, eu como prefeito e tenho certeza que o governador também. Todos nós sabemos o quão importante é a vacinação dos profissionais de saúde, e devo anunciar que o MS autorizou a vacinação da terceira dose para aqueles que tem 60 anos, desde que já tenham tomado a segunda dose há seis meses. Estamos salvando vidas”, afirmou.

Em todos os casos, é preciso ter em mãos o cartão de vacinação e o documento com foto. De acordo com a secretária Sheila Andrade, a nova etapa da imunização será realizada, preferencialmente, com a vacina da Pfizer.

“Independente do imunizante, da primeira dose ou da segunda dose, a dose de reforço será o imunizante Pfizer. Iremos utilizar todo o nosso estoque e o PNI do Estado repassará mais doses quando houver necessidade. Vale salientar que a dose de reforço é após a segunda dose, com o tempo de intervalo de seis meses ou 28 dias para imunossuprimidos, e esse detalhe é muito importante, para as pessoas não procurarem antes do tempo período”, afirmou.

O início desta etapa da vacinação ocorre seis dias após o Ministério da Saúde autorizar a aplicação da terceira dose para este público. Em Cruzeiro do Sul, os profissionais da Saúde começaram a tomar a dose de reforço, nesta quarta-feira (29).

Para receberem a terceira dose, os profissionais precisam ter completado o esquema vacinal (dose única ou segunda dose) há seis meses, já os idosos de 60 anos ou mais, podem procurar os pontos de saúde a partir desta sexta-feira, 30, desde que tenham tomado a segunda dose seis meses antes, e os imunossuprimidos podem procurar pela dose de reforço a partir de 28 dias.

Com informações de Ac24horas

Junte-se a 42.984 outros assinantes

MAIS LIDAS