NOSSAS REDES

ACRE

Sem conter aglomerações, Xapuri registra mais 39 casos de Covid-19 nesta segunda

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Neste começo de ano, os números da Covid-19 em Xapuri se tornaram os piores desde o começo da pandemia. Na semana passada, o município teve uma média de 32 novos casos por dia, no período de 11 a 15 de janeiro.

Nesta segunda-feira, 18, foram confirmados mais 39 casos positivos em Xapuri, que agora acumula um total de 2.166 infecções registradas desde abril do ano passado. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

De acordo com o Boletim Municipal, 426 pacientes seguem em isolamento domiciliar, sendo acompanhados e tratados pela equipe de monitoramento da Semusa. Mais 11 pacientes tiveram alta médica, 2 estão internados e 16 foram a óbito.

Xapuri ainda tem 35 exames em análise no Laboratório Central de Rio Branco (Lacen) e 100 pessoas seguem monitoradas. A área central da zona urbana é a região que acumula a maior quantidade de casos registrados no município.

Apesar da explosão de casos, a cidade continua registrando aglomerações, principalmente em bares que realizam eventos com som ao vivo. Medidas importantes como o uso de máscaras também não estão sendo seguidas à risca pela população.

Na última sexta-feira, 15, o secretário municipal de Saúde, Wagner Menezes, concedeu entrevista à emissora de rádio do governo no município, quando reforçou os pedidos de atenção aos moradores para com as normas sanitárias impostas.

No entanto, não foram anunciadas ou previstas medidas mais rígidas para conter o aumento da disseminação do vírus no município. Nesta segunda-feira, a assessoria da prefeitura informou que ocorrerá uma reunião nos próximos dias para tratar do assunto.

O agravamento da pandemia do novo coronavírus em Xapuri ocasionou a suspensão de grande parte da Festa de São Sebastião, padroeiro da cidade, um dos dois maiores eventos religiosos do Acre.

A programação do evento deste ano está restrita a poucas atividades, sendo excluída praticamente toda a parte comercial, como a presença dos tradicionais marreteiros, e a procissão do dia 20 de janeiro, que será substituída por uma carreata.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat