NOSSAS REDES

ACRE

Servidores da SEE e empresários presos na “Pratos Limpos” vão para prisão domiciliar

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O juiz Cloves Augusto, titular da 4ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, acatou na tarde desta terça-feira, 16, o pedido de prisão domiciliar realizado pela defesa dos empresários e dos servidores da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), que foram presos na Operação “Pratos Limpos”, na última sexta-feira (12).

Das seis pessoas que foram presas, uma morava em Cruzeiro do Sul (AC), outra em Fortaleza (CE) e as demais na capital. Quatro são empresários e dois são servidores da SEE.

A operação investiga um suposto superfaturamento na compra de cestas básicas destinadas a alunos da rede estadual de ensino. Foram compradas 41 mil cestas básicas pelo preço de R$ 94,54.

O valor total supera os R$ 3,2 milhões e supostamente seria superfaturado por meio de uma dispensa de licitação em favor de uma empresa cujo capital social é de R$ 100 mil. Esses alimentos seriam distribuídos a famílias carentes.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat